Tela do artista plástico moçambicano Antero Machado.

Tela do artista plástico moçambicano Antero Machado.

sexta-feira, 17 de setembro de 2010

Editorial


Ainda sou do tempo em que a gente tomava um ônibus e a conversa rolava solta, o povo era alegre, descontraído, gentil. Desconhecidos que após um pequeno papo se tornavam “amigos desde criancinha”. Não havia essa desconfiança, este enclausuramento, este estar arredio. Esta nova geração vídeo game tem características próprias que me atordoam. Me parece que eles se isolaram do contato humano.
No mundo virtual as reações faciais, a expressão corporal, o tom de voz inexistem. Nem cheiro a gente tem!
Essa solidão, este isolamento provocado pelo próprio individuo chega a me estarrecer. Não consigo entender um local cheio de pessoas e todos de fone de ouvido como a dizer: - Não quero papo com ninguém, me deixem na minha!
Enquanto isso os twiters bombam. É um contrasenso!  Tem gente que tuita em ponto de ônibus, dirigindo, em sala de aula, em reuniões, cinema, com a namorada, cada um com seu transmissor, duas pessoas na mesma sala entre si, até em velório eu já vi.
Nesse mundo cada vez mais individualizado, onde os fones de ouvido, os notebooks , os celulares, os Ipods, nos afastam e afastam as pessoas, criaram uma conduta de desrespeito ao próximo.
Conseguiram derrubar as leis da física, da ótica, e conseguem ver através das pessoas que os rodeiam. É como se elas não existissem. Fantasmas que os rodeiam e insistem em não ver. Desconhecem. Pode acontecer até o fato de  estarem tuitando entr si, e eles não se conhecerem, não saberem, e estão um ao lado do outro, as vezes até dividindo o mesmo banco de onibus.
Existe, nesta nova realidade, aquele interlocutor do “cosmos”, do outro lado das ondas eletromagnéticas. Se comunicam através de barreiras, tapumes, cortinas.
A necessidade de comunicação existe, é inerente ao ser humano, mas ela ocorre hoje com um anteparo de defesa. Isso é péssimo em se tratando de relações humanas.
O bacana é ter facebook, MSN, Orkut, twiter, blog e etc, mas o olho no olho não existe mais.
O mundo que esta sendo criado, e vivemos nele, gira em torno de personagens inventados. Personagens vindos de um mundo irreal, se aparenta o que quiser ser. Mas as mentiras não sobrevivem muito tempo. Ninguém controla o personagem tempo integral.
Aí, criam arestas, magoam, irritam, ignoram e até menosprezam as pessoas, e isso virou uma coisa“normal”. Encheu o saco, aperte o off, é mais fácil!!
Mas o convívio humano não é assim, o mundo real existe e esta muito próximo da gente. Na verdade, esse é o que conta e, é esse que nos satisfaz plenamente.
E esse mundo não tem teclas off ou delete!
Vocês devem esta se perguntando: - Aonde esse maluco quer chegar com esse papo?
É porque acho que temos de rever nossas atitudes, comportamentos e conceitos.
Agir mais civilizadamente, gentilmente, aglutinadoramente, estabelecer trocas, respeitando as pessoas, seus sentimentos, seus “dizeres.
A minha intenção ao abrir esse buteco, era criar um espaço, onde se pudesse sem qualquer pretensão, compartilhar momentos, pensamentos, opiniões,  criticas, emoções, gostos e até mesmo os desgostos. Fazer uma troca!
Ainda sou do tempo em que, se em uma roda de conversas, se citava alguma pessoa, vinha logo o: - Filho de quem?
Quer algo mais mineiro que esse “é filho de quem”?
E eu adoro essa mineiritude, essa mineirice, este jeito mineiro de ser!
As coisas eram mais humanas, a sensibilidade aflorava, ninguém tinha medo de se expor. Éramos o "Jekyll & Hyde", e isso era natural, somos humanos!
Abri as portas deste buteco em 20/04/10.
No próximo dia 20 completam 6 meses de porta sempre aberta.
Nele adentraram pessoas maravilhosas e que comigo compartilham tudo aquilo a que me propus inicialmente. Alguns se desligaram, a grande maioria permanece.  Aqui interagem pessoas reais!
Pessoas generosas, inteligentes, abertas, claras no dizer e sentir, pessoas que não tem receio de se expor.
Pessoas que aprendi a gostar e das quais, confesso, já sinto falta.
Pessoas que mantém contato, mesmo fora do blog, reafirmando laços de amizade criados, através daqui, e isso é muito bom.
Nunca me interessou o numero de “seguidores”, aliás, nunca foi de meu interesse criar uma seita.
Me interessa e muito a qualidade das pessoas que por aqui ficam, me prestigiando com seus comentários, comentando entre si, livres, sem amarras, sem falsos pudores, sem mascaras, do jeito que eu gosto.
Neste espaço conseguiu-se uma inteiração, que extrapolou grupos já estabelecidos e eles se misturaram, e deste amalgama surgiu uma outra leva de “pessoas”, de “gente”, que veio ainda mais enriquecer este espaço.
A todos vocês o meu muito obrigado, de coração!  Este espaço é de vocês.
Continuaremos a nos ver sempre nestes canais da blogsfera, e pessoalmente também, é claro, assim que as oportunidades surgirem.
O buteco esta apenas engatinhando, ainda falta aprender a andar, nascer os primeiros dentinhos.  Mas sobreviveu à parte mais difícil, que era a de conseguir agregar pessoas excepcionais como vocês.
Todos corações tem memória fotográfica, alguns não tem nem o filme, a vida é assim, mas o meu tem memória digital, expansível, para poder caber todos vocês.
.

41 comentários:

  1. Esse seu desabafo tocou-me fundo, Lufe! Sinto e vejo tudo isso que comentas, e, assim andamos pelas cidades!
    Um bom fim de semana! Sinto-o reflexivo hj!

    ResponderExcluir
  2. Ai que lindo! Foi realmente lindo! *-*
    Ainda bem que você criou este buteco, é um sucesso!
    Adoro esse seu jeito mineirinho porque tenho um mineirinho aqui em casa também. Sou uma baiana amineirada vamos dizer assim. rsrs

    Parabéns mesmo pelo blog, eu sou apaixonada pelo seu cantinho. Beijo querido :*

    ResponderExcluir
  3. Meu querido Lufe.
    A única coisa que posso dizer, cá da minha mineirice (que observa cheiros, faces, caras, bocas e quer saber de quem você é filho ou pai)...
    É obrigada Deus por a gente ter se encontrado, mesmo que virtualmente. Vocês são parte indispensável da minha vida.
    Você mora no meu coração e as meninas também.
    Um beijo como muito carinho no seu coração.

    ResponderExcluir
  4. 1. Tá gato nesta foto!!! Tua mulher vai ter trabalho com as dúzias de fãs que vão bater na porta do boteco, hahah

    2. Penso que o twitter é a janela da nossa casa em frente à praça da matriz. Dou oi e tchu para os que passam, mas firmo laços mais fortes com alguns que passam a frequentar a minha vida real e a minha casa.

    3. O blog é fantástico, pois a gente mostra coisas, troca ideias, aprende com os comentários e passa a ser útil na vida das pessoas. Isso eu não sabia. Fiquei sabendo há pouco do tamanho desta utilidade com aquele post sobre adoção e o Chorei, chorei, chorei. Houve uma catarse ali!

    4. Eu sigo diversos blogueiros que me seguem e uns outros estritamente pelo conteúdo. Linko nos meus posts e na minha vida real aqueles que me emocionam de algumam maneira e, garanto, essa formula tem dado certo. Ganhos enormes em 15 meses de blog.

    5. Aqui é um espaço onde me sinto bem e onde encontrei pessoas ótimas para trocar figurinhas.

    beijooooo

    ResponderExcluir
  5. ...embora não possamos descartar o conforto
    do olho no olho, da pele com pele, do cheiro
    e do calor humano, adoro este mundo virtual,
    mais precisamente a blogosfera que nos conecta
    em alma e espírito com tantos sentimentos,
    e pensamentos afins.

    quantas vezes logo cedo abro meu blog
    e sinto as pessoas, decifro cada palavra
    deixada, e vejo alí não os recursos
    das plásticas, dos olhos verdes, azuis,
    castanhos, da pele jovem, do velho, da
    mulher, do homem, da etnia e classe social,
    e sim vejo o SER que alí habita, e cada qual
    com suas particularidades tantas vezes tão
    diferentes das nossas, e mesmo assim tão
    sintonizados na busca de ser feliz e entender
    que somos todos UM, seja na vida real ou
    virtual, onde afinidades de almas não
    conhecem distâncias físicas.

    acho que fui lonnnngeee...rsrs

    bj, moço!

    ResponderExcluir
  6. Lufe ,
    adorei , lindo com sentimento real
    seu editorial.
    Essa pessoalidade e alegria que sempre notei
    , aqui , nos seu Buteco, que me atraiu.
    Você conseguiu dar calor , passar a descontração de uma mesa de bar onde todos
    se encontram , falam coisas sérias , abobrinhas , riem , choram ...
    Enfim , isso aqui é um lugar que me sinto vista
    como pessoa real que sou e não uma máquina.

    Chega de blá -blá , RsRs ...

    Parabéns pra Você e Vida Longa pro Buteco !!!


    Bjo.

    ResponderExcluir
  7. LUFEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEE
    Que mês mais festivooooooooo esse rs
    Lufe queridíssimo !
    Vou te falar uma verdade, eu frequento vários blogs e gosto bastante de vários,também tenho aqueles que converso por fora do blog, aqueles que não..aquelas coisas todas que vc já sabe !
    Mas sabe como eu me sinto em relação ao seu blog ?
    Quando eu passo muito tempo longe do computador vc é primeiro que visito sempre, sem falhas,se eu der o PRESENTE fico tensa rs porque eu sei que vc posta novidades sempre, porque gosto de ler seus posts , porque gosto de comentar e ver as respostas , porque eu gosto de você, porque vc nos deixa a vontade aqui, porque vc tem cabeça, tronco, membros e alma de um blogueiro !!!!
    E principalmente porque vc faz tudo isso com um coração enoooooooooorme...que nossos olhos não vêem,mas nossos corações sentem ...e é por isso que vc vem juntando um grupo cada vez maior de fãs e amigos que estão sempre aqui reunidos !
    Você é um fofíssimo pra niguém botar defeito!!!
    E agora com essa foto todo..todo ! Como diria minha mãe ...um pão rs ...vai chover moçoilas querendo esse amor todo haahaha !!!
    Nem sei se soube descrever a dimensão do qto gosto de ti ...mas pela minha presença constante pelo seu Buteco já da pra ter uma idéia né ?
    Beijos e mais mais mais mais fãs e amigos...!

    E voltando ao assunto...realmente nao levo amigas as compras...nunca..jamééé´!!!!!!!

    Beijooos

    ResponderExcluir
  8. Amigo,

    Adorei teu Editorial!
    Embora estejamos longe fisicamente uns dos outros acabamos interagindo entre nós como se fossemos uma família.
    Alguns de nós já se tornaram tão íntimos uns dos outros que acabamos desabafando segredos nossos que muitos de nossos familiares nunca ficaram sabendo.
    É sempre um prazer imenso visitar teu blog, parada mais que obrigatória mais de uma vez ao dia, aqui sempre tem algo novo e maravilhoso nos esperando...e sempre de uma inteligência impar.
    Provavelmente nunca te encontrarei pessoalmente, mas tu fostes uma das pessoas fundamentais para que eu exorcizasse meus medos e começasse a escrever, algo que há muito tempo eu queria fazer e não tinha coragem. Me cobrava, me empurrava para frente, me desafiava. E cá estou eu uma Gaúcha a dar palpite na vida de um Mineiro todo o dia!rsrsrs

    ResponderExcluir
  9. Lufe, por um átimo de segundo cheguei a pensar que vc ía fechar o buteco. Meu coração quase parou aqui...rs
    Seu texto é tão você!!!
    Daí a gente ver seu blog, não como mais um blog, mas como o Buteco do Lufe, aquele que reune pessoas de carne e osso, e não apenas imagens virtuais.
    Não posso dizer que não sou grata a essa virtualidade, já que ela me possibilitou entrar em contato com você, e tantas outras pessoas maravilhosas!
    Mas tem razão. O mundo não pode ser apenas virtual.
    Por detrás de cada avatar, de cada palavra, reside um coração, que você soube tão bem cativar...
    Aceite meus mais sinceros parabéns por esses meses de blogosfera!!!
    E que muitos outros venham, porque sabe? Você se torna eternamente responsável por aquilo que cativa ;)
    Beijo grande

    ResponderExcluir
  10. Lufe,

    Eu penso como você, e digo mais: Independente de como as pessoas usam a internet, no quanto vivem mais suas vidas aqui, do que lá fora, não importa.
    A internet pra mim hoje, virou um vicio. Vicio, no sentido de não querer mais deixar de ficar longe dos amigos daqui. Ela aproxima as pessoas, não tenho duvidas, e bato no peito pra dizer o quanto eu fiz lindos amigos aqui. Uns, que levei pro mundo real, trouxe pra dentro da minha casa, pessoas que são parte da minha familia, etc.
    Amigos mesmo, daqueles que eu divido tudo, que eu posso ligar de madrugada, e assim vai.
    Sou muito seletiva pra isso, mas eu sempre atraio pessoas tão do BEM (Graças a Deus), que fica tudo mais fácil.A gente faz "Colegas" e faz "Amigos". Eu fiz amigos.
    E quanto a você, meu queridooooooo, eu quero e VOU dizer o quanto seu blog, mudou a minha vida.
    É parada obrigatória passar aqui. Não, obrigatória não, cardiaca mesmo.
    Principalmente por quem é a alma dele, você.
    Jamais vou esquecer como cheguei aqui, como fui e sou recebida, e jamais terei palavras pra dizer o quanto você é um cara bacanérrimooo.
    Aqui, eu sou exatamente como sou lá fora.
    A Sil que é simples, que gosta das coisas simples, que tem o pé no chão, rasgada nas palavras, nas gargalhadas, que fala o que pensa, que não faz tipo. Eu sou essa Silvia que você ve aqui.
    E você me permite isso, você me deixa ser quem eu sou, me aceita como sou, porque tem a maturidade pra saber que cada pessoa é diferente da outra, e aceitá-las é o maior dom de um ser humano. Eu devo muito a vida, a Deus, ao meu blog, que fiz num dia em que estava tão pra baixo, tão sózinha e cheia de problemas...e fui conquistando amigos, diferente de seguidores.
    E tem muitas pessoas aqui que eu digo que são especiais na minha vida, e você é um deles.
    Lufe, como eu te gosto, meu amigo.
    Como exerço aqui, o que de melhor eu sei fazer: Rir.Ser feliz, esquecer os problemas lá fora, e desopilar aqui. E eu tenho tantosss, mas dificilmente você me verá pra baixo, pois não combina comigo. A felicidade sim, essa combina, e eu te devo muito por isso.
    Pra resumir: Se você me permitir, eu te digo, que sua amizade, é uma coisa que eu quero levar até o ultimo dia da minha vida.
    Te quero bem, quero perto, e quero que dure pra sempre. Parabéns pelo blog, e por você ser quem é. Isso te faz diferente.
    Meu abraço, meu beijo estalado na testa, e que você nunca, mas nunca esqueça o quanto, mas o quanto essa sua amiga aqui, "rara" como vc diz, te adora. E eu adoro muitooooo, de coração, desse coração limpo, e puro, que eu ainda conservo, e vou conservar!!!

    ResponderExcluir
  11. DEI PRA ME EMOCIONAR CADA VEZ que falo dos amigos. Deve ser a idade, dizem que a
    gente fica mais sentimental. Mas é fato: quando penso no que tenho de mais valioso,
    os amigos aparecem em pé de igualdade com o resto da família. E quando ouço
    pessoas dizendo que amigo, mas amigo meeeeeesmo, a gente só tem dois ou três,
    empino o peito e fico até meio besta de tanto orgulho: eu tenho muito mais do que
    dois ou três. São uma cambada. Não é privilégio meu, qualquer pessoa poderia ter
    tantos assim, mas quem se dedica?
    (Martha Medeiros)

    Pra você!
    Obrigada por se dedicar aos amigos que fez aqui, por me deixar ser quem eu sou.

    Beijooooooo!!!

    ResponderExcluir
  12. Franck,
    Sei que lidas com jovens, então sabe melhor do que eu como anda essa coisa.
    Tenho um MSN onde estão cadastradas somente as minhas duas filhas e uma amiga sensacional, do interior de SP. A impessoalidade do mundo virtual ainda me assusta.
    Lido com a internet desde que ela surgiu, mas nunca me interessei por sites de relacionamento, bate papos, fórum, facebook, Orkut,e etc, por achar que era muito leviano, falso, inconseqüente, e outras coisas mais.
    A internet é uma ferramenta excepcional para quem sabe usá-la. Foi a invenção do século e transformou o mundo em nosso quintal. Tem um valor imensurável e é difícil prever onde vai chegar.
    Depois descobri o mundo dos blogs. E tem cada um fantástico.
    O que veio depois, já falei lá em cima. Mas um dos motivos que me levou a escrever este texto, foi que estava a alguns dias atrás, no segundo andar da minha casa, conversando com esta minha amiga pelo MSN, e uma das minhas filhas, que mora comigo, apareceu na tela do PC e veio me contar fatos ocorridos com ela. Perguntei a ela onde estava e a que horas chegaria em casa. Ela me respondeu que já estava em casa e que teclava de seu quarto, diretamente abaixo de onde eu estava. Foi demais para minha cabeça. Dentro de casa conversarmos pelo PC? Aonde vamos parar?
    Fui conversar com ela a respeito, e ela achou isso super normal, eu é que sou chato, pode?
    Um grande abraço

    ResponderExcluir
  13. Bianca,
    linda baianinha...
    Quer dizer que é baianeira, ou mineirana?....rsrs
    Que bom que você tem um sanguinho da terrinha, isso é ótimo.
    Adoro quando te vejo aqui.
    Bjo

    ResponderExcluir
  14. Lu,
    Você é um presente que eu ganhei.
    Nunca me esqueço que você foi a primeira a divulgar o buteco, minha Relações Publicas... e de graça!!!!
    E como escreve bem. Faça uma forcinha, arranje um tempinho e nos brinde com seus textos maravilhosos.
    Beijão

    ResponderExcluir
  15. Fernanda,
    De acordo com o que eu falei la em cima, eu tinha que botar a minha cara, né?
    Quer dizer que eu ainda dou pro gasto?......rsrsrs
    Concordo com tudo que você disse do Twiter e dos blogs, principalmente do seu Twiter e do seu Blog.
    Não sei se lembras, mas já tive oportunidade de te dizer o quanto gosto do seu blog e de você, pois é uma das pessoas mais generosas que conheço na divulgação do trabalho de dezenas de artesãs. Fora isso, você se mostra como é, sem medo disso, e isso é muito bom. Você se preocupa com causas sociais e usa seu espaço para divulga-las. Outra característica que eu admiro em você é a sua sinceridade, você diz, na lata: gosto ou não gosto disso. Você é você!
    E como tem trocado figurinhas, hem? Vi as fotos dos encontros, sensacional!
    bjo

    ResponderExcluir
  16. Vivian,
    Eu sou é contra esse tipo de troca, o virtual pelo real.Abandonar o real.
    Temos que manter sempre o pé no real.
    A gente com o tempo, sabe distinguir as pessoas que nos visitam pelos seus comentários, os muitos retornos, coerência nas afirmações e etc.
    Conheci pessoas fantásticas através do mundo virtual, e que talvez não as conheceria de outra forma. Acho isso fenomenal!!!
    Muitas continuarão a fazer parte de minha vida através deste veiculo, e outras passarão a fazer parte do mundo real, o do toque, do cheiro, do chamego.
    Mas você esta certíssima ao afirmar que atrás de um avatar existe um ser humano. Com todas as qualidades e defeitos.
    Eu pelo menos tento, fazer como você bem disse, respeitar o individuo.
    È um prazer te-la aqui com seus comentários, eles enriquecem o buteco.
    Bjo

    ResponderExcluir
  17. Malu,
    Que bom que este ambiente descontraído a trouxe pras conversas do buteco.
    Você sabe que seu banquinho ta sempre aqui, pra quando chegar.
    bjo

    ResponderExcluir
  18. Aninha,
    Você é uma amiga querida, e que bom que sabe disso.
    A reciprocidade existe, é real!
    Você fica enchendo a minha bola, daqui a pouco o povo acredita....rs
    Brigadim pelas palavras, você é um amor.
    bjo

    ResponderExcluir
  19. Sandra,
    Minha gaucha brava, sempre puxando minhas orelhas....rs
    A gente é de casa, né?
    A gente gosta de conversa ao pé do fogão, na cozinha da casa.
    Beijos pra ti.

    ResponderExcluir
  20. Re,
    Adorei o que você disse, pois é isso mesmo que eu queria com esse buteco, conhecer gente como você, trocar, compartilhar, e isso a gente tem feito, né?
    Bjo bem grande procê

    ResponderExcluir
  21. Sil, minha linda.
    Você sabe que mesmo brincando eu não deixo de dizer o que penso.
    Você é uma pessoa especial, de uma sensibilidade incrível, uma pessoa rara.
    Tenho hoje o privilégio de te-la como minha amiga.
    Você me emociona, você me faz rir, você me faz pensar, refletir.
    Você faz parte do meu mundo, o mundo real.
    E me sinto afagado pelo carinho que tem por mim.
    Beijão procê, doce Sil.

    Ah, que poema lindo esse da Martha....

    ResponderExcluir
  22. Você desenvolveu o comentário que havia postado na primeira postagem que leu em meu Blog e isso me deixou muito feliz. Fiquei lisonjeado ao saber que o levei realmente a pensar a respeito, uma pena apenas que você não tenha colocado o endereço da minha postagem após o seu texto, mas nada que tire o valor do seu testemunho, apenas uma chance perdida de dar aos leitores uma maior fonte de leitura.

    Não sabia que você era Mineiro. Eu também sou. ^^

    Concordo com muito do que você disse. Apesar de não ter vivido nessa época, eu me comporto assim, e as vzs me incomoda a admiração que meus amigos tem com a minha iniciativa. Me caracterizam como Comunicativo ou um Jovem Idoso que sinceramente não sei se isso é dito como um elogio ou não, só sei que aos meus ouvidos é o que me parece.

    Meu Blog a quem quiser visitar:

    http://codignolle.blogspot.com

    Meu Twitter a quem tiver:

    http://twitter.com/guicodignolle

    o/

    ResponderExcluir
  23. O isolamento é violento. O contato físico se perdeu na obstinada solidão, muitas vezes forçada.

    Abraços.

    ResponderExcluir
  24. Guilherme,
    Para que não fique nenhuma duvida, quanto a autoria do texto, reproduzo aqui sua postagem integral do dia 16 de setembro, quinta feira.

    “Olhando o transito a espera de um ônibus você pode perceber o numero de pessoas no transito que estão sozinhas dentro de um carro, cada qual em seu mundo. Até que se passa um ônibus... Onde todos estão juntos mas cada um ouvindo a sua musica...

    Não é nada absoluto, mas é visível ser esse o caso da maioria.

    Conversando a respeito com minha vizinha, ela recordou um tempo não muito longe, quando ela era ainda adolescente... Nessa “época” as pessoas costumavam conversar no ônibus... Não apenas com quem conheciam.

    Como será que era?”

    Neste dia, fui ao seu blog, retribuir sua visita feita ao meu, feita no mesmo dia, coisa que faço com todos que passam pelo meu blog.
    Vi a sua postagem e achei interessante, coisa que te disse no meu comentário.
    Confesso que me fez pensar a respeito, com mais apuro, e a partir do meu comentário feito, desenvolvi este texto postado acima.
    Esta é uma preocupação que me acompanha de muito tempo, varias vezes expressada aqui mesmo no buteco e as pessoas que aqui freqüentam a mais tempo e já participaram de outras discussões e sabem o que penso a este respeito.
    Tenho por habito creditar a quem tem credito. Neste caso, não dei os créditos por acreditar que estava fazendo um texto, sobre o mesmo tema, “a solidão por escolha própria”, mas desenvolvido com outra abordagem.
    Voce, em seu texto, abordou a solidão das pessoas no transito, se não estou enganado em minha interpretação. Eu já abordei o tema de uma forma mais abrangente, envolvendo o mundo virtual, inclusive a satisfação de aglutinar “pessoas”, “gente” no meu blog. Pessoas inteligentes, sensíveis, maduras, generosas. Poderia ter me vangloriado das minhas quase 17 mil visitas, sem blogs de busca, mas acho isso uma coisa menor, Para mim contam as pessoas que me visitam e comigo interagem, que interagem entre si, que fazem uma comunhão de pensamento, de atitudes, de palavras, de sentimento.
    Quando postar um texto seu, darei certamente os créditos, não sem antes pedir sua permissão, como você determina em seu blog. Quanto a este texto, acho que não tenho nada a creditar.
    Seu endereço e seu twiter foram divulgados no seu comentário e lá fiarão a disposição de quem quiser visita-lo.
    Um grande abraço

    ResponderExcluir
  25. Guará,
    E como faz falta esse contato...
    abço

    ResponderExcluir
  26. Laufe, Como você sabe, o meu ultimo posto é sobre os mineiros do Chile, e antes de mim, muitos postaram sobre o mesmo tema,eu fiz o meu poema,e possivelmente tenho palavras que outros escreveram também, mas na minha opinião as palavras não são de ninguém, posso utiliza-las bem ou mal, tento fazer o que sei e posso.

    um abraço
    José.

    ResponderExcluir
  27. José,
    Claro que você esta coberto de razão.
    As palavras, em qualquer lingua ou linguagem, são um patrimonio da humanidade. Cada um as usa como quer ou como sabe.
    Nos que sempre falamos do cotidiano, às vezes, ou na maioria delas, falamos sobre coisas já faladas.
    O texto em questão remetia a fatos do cotidiano, acontecidos aqui, na sua Lisboa, em Londres ou outro local deste nosso planeta, aonde exista um aglomerado de pessoas.
    Eu com a minha escrita simples, propositalmente de linguagem falada, e você com seus versos que nos levam inevitavelmente à emoção.
    Cada um com a sua forma de expressão.
    Não levo a sério este tipo de questão abordada, somente quando a cobrança é publica.
    Aí é necessária a transparência.
    Um grande abraço amigo.

    ResponderExcluir
  28. Toc toc toc!!!

    Bati na porta, entrei e deixei escrito no mural::

    Lufeeeeeeeeeeeeeee, um beijo procê!!

    ResponderExcluir
  29. LUFE...
    são tempos árduos...
    de desconfiança e indiferença...
    por isso...
    faço questão...
    de mandar carta...
    de pegar o telefone residencial e
    para dar um alô...
    Olhar nos olhos...
    andar e conversar...
    nada como olhos nos olhos...

    beijos
    Leca

    ResponderExcluir
  30. Tu és um Pianista das palavras.Adoreiiii!Bjinhos Garoto.E sempre que puder estarei por aqui!rs

    ResponderExcluir
  31. Leca,
    Não é atoa que eu gosto de você.
    Você mantem essa sensibilidade, e isso é muito gostoso.
    bjo

    ResponderExcluir
  32. Divã,
    Qual das três é você?....rsrs
    Adorei eu esse "Pianista das palavras"
    Me encantou....brigadim.
    Volte sempre, as portas estarão sempre abertas pra você. Chame as duas outras G.
    Eu acho que vai dar um papo muito bom.
    bjão

    ResponderExcluir
  33. IHHH mineirinho..
    quer me matar do coração cara???
    Olha, tú sabes que eu não estou presente toda a hora aqui nos teus coments porque também vivo em função do meu bloguesinho e não é fácil tentar fazer o melhor, ainda mais no meio desta Blogosfera cheia de titãs e hércules.
    Sinto que a diferença existente entre a gente é de conceitos. O teu blog é mais interativo, para amigos mesmo. O meu já é mais informal, tento atingir o grande público e hoje preciso disso pois o blog passou a ser também uma fonte de renda.
    Todavia, essa blogosfera está me trazendo muito mais do que uns trocados. Está me trazendo respeito e carinho por pessoas que nem conheço, e você é uma delas.
    Conte sempre comigo amigo, e quanto ao seguidor que te intitulou "pianista das palavras" discordo.
    Tú estás sendo um verdadeiro "maestro". Parabéns pelo lindo e contagiante post.

    ResponderExcluir
  34. Milton,
    Você andou sumido, amigão.
    Claro que entendo a ausencia, a gente sempre se topa por aí.
    Você havia me falado sobre a profissionalização do blog, mas você tambem sabe que não é a minha.
    Aqui, eu "se advirto-me".....rsrs
    Um grande abraço

    ResponderExcluir
  35. Por isso que eu gosto dos blogs.
    Nos blogs a gente publica idéias, emoções, sentimentos, imagens. é como se fosse uma maneira de todo mundo se abrir um pouco, compartilhar seu mundo, cortar essa coisa individualista da vida hoje em dia.

    E net ajuda muito quem mora do outro lado do mundo e tem parentes que moram beeeeeem longe rs.

    Mas na vida real, quando não estou na frente do pc, procuro não usar essas ferramentas. Se saio, não twitto, deixo pra contar depois no blog. temos que saber dosar tudo, não é?
    será que o pessoal se fechou muito em relação ao outro por medo? vê no outro um possível assaltante, sequestrador, alguém perigoso e assim se fecha para se proteger? será que é isso que aconteceu?
    abraços e bom domingo ai

    ResponderExcluir
  36. ah e tua foto aí, tu tá a cara do Fábio Jr. hehehe
    abraços

    ResponderExcluir
  37. Alexandre,

    Eu acho mais é que se pode viver uma vida de fantasia, de sonhos. muito diferente da vida real, do dia a dia. Eu acho que o medo maior é de enfrentar a realidade cara a cara.

    Quanto ao Fabio, quem dera eu tambem tivesse as namoradas dele......rsrsrs

    um abração

    ResponderExcluir
  38. Que lindo, Lufe!
    Poucas vezes 'senti' verdadeiramente um texto...
    Você nem imagina o quanto me apráz acompanhar seu desenvolvimento, mesmo não sendo tão assídua quanto gostaria. Nessa nossa net o termo 'vergonha alheia' é costumeiramente usado. Que alegria poder constatar o contraponto em seu caso... Estou morrendo de 'orgulho alheio' Hehehe

    Beijos querido ♥

    ResponderExcluir
  39. Cris querida,

    É tão bom receber elogios de quem a gente gosta e respeita. Inflou meu ego.

    Beijoca

    ResponderExcluir

Entre no papo, comente!
Sua opinião é sempre bem vinda!

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...