Tela do artista plástico moçambicano Antero Machado.

Tela do artista plástico moçambicano Antero Machado.

quinta-feira, 30 de setembro de 2010

Meu personagem favorito!

Este post faz parte da Blogagem Coletiva sobre “Meu personagem favorito”, proposto pela Vanessa do  http://fio-de-ariadne.blogspot.com , conforme o selo e o link disposto na barra lateral.

 

Me inscrevi, já em cima da hora, e comecei a matutar sobre a postagem
Eu poderia falar sobre o Vagabundo de “Luzes da Cidade” ou do “Garoto”, ambos de Chaplin, sobre o Kane do “Cidadão Kane”, sobre o Alfredo de “Cinema Paradiso”, sobre o Benjamim da “Primeira Noite de um Homem”, sobre o  capitão Willard de “Apocalipse Now”, sobre o Mike de o “Poderoso Chefão”, sobre Luke Skywalker de “Guerra nas Estrelas”, sobre Spartacus, O Fantasma da Opera,
Hyde, Oliver Twist, Frodo, Forrest Gump,  e tantos outros, todos personagens dos quais gostei muito, mas o meu personagem preferido, preferido mesmo, acima de todos estes que citei é uma, e não “um” personagem. 
Ela é Scarlett O´Hara, de “O vento Levou”, interpretada por Vivien Leigh, com aquela cinturinha fina de espartilho e nariz em pé como deve ser uma aristocrata sulista americana.
Ela é atrevida, traiçoeira, manipuladora, egoísta, vaidosa e acha a vida em Tara, a fazenda de seu pai, monótona, e ele sempre lhe diz que Tara, é uma herança inestimável e que terra é um bem que dura para sempre.
Ela é apaixonada por Ashley, que se casa com Melanie, prima dela.
No dia do noivado deles ela chama Ashley para a biblioteca, onde pula em seu pescoço e implora para que ele fique com ela, largando a prima.
Ashley diz que ama muito a Melanie, entretanto admite que ama Scarlett fraternalmente, como uma irmã querida. 
Isso mata qualquer mulher!  Ela com o orgulho ferido, fica irritadíssima e o esbofeteia. 
Todo o acontecimento é presenciado por Rhett Butler, que é a ovelha negra de uma das famílias da região e estava escondido atrás de um sofá.
Ele fica fascinado por aquela mulher.
Quando o descobre, Scarlett lhe diz que ele não é um cavalheiro e Rhett retruca dizendo que ela não é uma dama. O pau comeu na hora, saiu faísca!
Rhett ficou tarado pela beleza de Scarlett. Ele gostava de mulher brava!
Quem quiser saber mais da historia e não viu o filme, vá ver, senão o post vai ficar enorme.
Ela é uma pessoa extremamente desagradável, mas fascinante, uma anti-heroina capaz de tudo, literalmente. Capaz de mentir, subornar, iludir,  até de pegar na enxada e de matar para manter a família, e a adorada fazenda Tara, sem passar mais dificuldades do que já haviam passado durante a guerra.
Ou seja, ela faz intrigas e maldades, mas sempre pensando ser em uma boa causa.
Os fins, como sempre, justificando os meios.
Durante o filme Scarlett foi capaz de casar três vezes sem amor e dar em cima do marido da prima e amiga, Melanie, durante anos a fio.
A garota mimada e petulante do início do filme é bem diferente da mulher esfomeada e decidida durante a guerra. e ela faz  um impressionante juramento sobre jamais voltar a passar fome.
Após esse juramento, o foco do filme passa a ser na ebulição interna de nossa anti-heroína, incluído suas paixões e o complicado relacionamento com Rhett, rico e oportunista que vê nela um espelho da própria falta de caráter, e pela qual se apaixona perdidamente.
Mesmo com uma sexualidade exacerbada mostrada pelos personagens, não dá para deixar de dizer que o filme é um monumento da apologia ao racismo e ao machismo, cultura confederada do sul dos EUA.
Depois disso tudo que eu falei, porque então eu acho a Scarlett, essa mau caráter, interesseira, porém adorável,  minha personagem favorita?
Este filme, de 1939, foi lançado em um momento em que as mulheres dos EUA estavam prontas para iniciar a luta pela emancipação feminina.
Scarlet mostra a garra da mulher, e que essa emancipação era possível, mesmo nos tempos em que elas dependiam totalmente dos homens.
Ela era forte, determinada, corajosa, sabia o que queria e pelo que lutava, tomou as redeas de sua vida em suas proprias mãos, adaptou-se às circunstancias.
A "Scarlett" foi uma ótima referência para essa luta.
Scarlett O’Hara foi admirada, venerada, endeusada por essas mulheres e por isso virou esse mito, cultuada até hoje.
Afinal, que mulher normal, principalmente àquela época, seria capaz de expulsar o marido da cama por não querer engravidar e engordar?
Ela fez isso, e muito mais!
A visão que ela tinha, de que o dia seguinte seria um novo dia e que tudo poderia ser diferente, é o que me motivou para escolhê-la, sem nenhuma dúvida, como meu personagem preferido.
Nunca  me esqueci da cena, uma das mais dramáticas do filme, onde ela completamente angustiada, no auge do desespero exclama:
- As God is my witness, I'll never be hungry again  - Juro por Deus, eu nunca mais vou passar fome na vida! – (em uma tradução livre)
E a seguir, sabendo que nada se resolveria naquele instante, solta outra frase, frase esta que me segue por toda vida:
"- After all, tomorrow is another day" - De qualquer jeito, amanhã é um novo dia – (também em tradução livre)
Ela disse isso com a seguinte conotação: - Amanhã eu penso nisso!
Vocês acreditam que em todas as fases ruins da minha vida, nos momentos de maior angustia e desespero, eu sempre me lembro da Scarlett?
E com essa máxima de - Amanhã eu penso nisso! – eu nunca passei a noite em claro por nenhum problema, por maior que ele fosse!
Essa frase vale mais que um tesouro!
A Scarlett é minha terapeuta, ela é o meu Vallium!

Dados coletados na net

41 comentários:

  1. Meu querido,
    Realmente ela era fascinante , eu sempre penso nos momentos ruim " amanhã e outro dia " (outra tradução para mesma frase) parabéns por sua descrição deste filme
    bjs

    ResponderExcluir
  2. "E O VENTO LEVOU" Que obra de arte fantástica!
    Maravilho esse filme!

    Caraca, é tudo mesmo!

    Abraços.

    ResponderExcluir
  3. Lufe,

    Brilhante tua escolha! Não tem nem o que falar!
    Eu a considero um exemplo!
    Uma mulher de vanguarda!

    Um beijinho....

    ResponderExcluir
  4. Excelente! Scarlett é uma personagem e tanto.
    Parabéns pela participação!
    Abraços.

    ResponderExcluir
  5. Lufe!

    Tudo o Vento Levou, mas não levou, o que disse a Scarlett,que serve de referencia até aos dias de hoje. Também vi o filme, mas já foi à tanto o tempo, recorde apenas algumas imagens, e pouco mais.

    abraço
    José.

    ResponderExcluir
  6. foi bacana a sua escolha. fugiu do óbvio (escolher um personagem masculino perfeito, sem erros, cheio de virtudes) e pegou uma personagem marcante.
    o seu texto reitera que temos q buscar o olhar das pessoas em 39: era um mundo machista, descaradamente segregador, de mulheres malditamente submissas.

    bom dia

    ResponderExcluir
  7. Segunda postagem sobre Scarlett, e, por sua força e determinação ela bem que merece.

    Excelente post. Grande abraço.

    ResponderExcluir
  8. Lufe, bom diaaaa!

    Meu querido, nem tem o que comentar da sua escolha.
    Esse filme ainda será visto (E falado) na geração dos meus netos, bisnetos.

    E realmente, amanhã sempre será um novo dia.

    E acrescento no meu dia a dia (Tenho isso colado no meu espelho) a frase que Chixo Xavier ainda tem pregado em sua cama:

    TUDO PASSA!

    Beijoca da Sil!

    ResponderExcluir
  9. Belíssima escolha, Lufe. Nunca vi uma personagem tão forte como a Scarlet, ela é fenomenal.
    Parabéns pela ótima escolha. Beijoo!!

    ResponderExcluir
  10. Bom diaaaa!
    idem, as palavras da minha linda Sil!
    Beijossss prôce Lufe.

    ResponderExcluir
  11. Lufe, Scarlett é uma de minhas preferidas também. Ainda que eu goste mesmo nesta história da Melanie, a única que sempre foi feliz. O covarde do Ashley sempre enrolando Scarlett vivia atormentado, Rhett sabia que nunca teria o que realmente queria e Scarlett, a vítima do maior mal entendido do cinema, ela relamente achou que Ashley gostava dela. Todo mundo no filme gostou dela menos o bobo do Ashley.

    E, assim como você , eu uso a máxima de Scarlett quando o negócio aperta por aqui. O que não se pode resolver hoje, melhor deixar para amanhã. Com a cabeça fria tudo se resolve. Muito obrigada pela participação.

    ResponderExcluir
  12. Lufe
    Graças a Deus , meu lema também é amanhã eu penso nisso e tb não perco noites em claro por nada !
    Aprendi com vários aborrecimentos que já tive, que olha... não foram poucos e nem leves !!!
    Hoje leve tudo numa boa, tudo se consertou na minha vida e não foi graças ao meu stress, foi graças a calma e a sabedoria que meu pai me passou !
    Aí deu nisso né...hj sou uma "palhacinha" rs !!!
    Detalhe : vai em "bastidores" !
    Beijos

    ResponderExcluir
  13. Lufe, que texto lindo!
    Ela ainda hoje me isnpira.
    E sua descrição é perfeita, completa, apaixonada.

    Uma mulher como poucas, interpretada por uma atriz única.

    Beijo

    ResponderExcluir
  14. Pois é amigo,parece que a mulher encanta a todos.
    Eu simplesmente amo.
    Tenho até a boneca de papel,com todas as roupinhas do filme.
    Será tietagem demasiada?
    haha.
    Que seja,ela é minha deusa.
    Um abraço.
    Adorei seu texto.

    ResponderExcluir
  15. Lidia, Guará, Sandra,Só Por Agora, José, Alexandre, Luciano, Sil, Ka, Rosane, Vanessa, Ana, Elaine, Andréa,

    Agradeço a todos pelos comentários.
    Desculpem a resposta coletiva, mas meu dia hoje ta corrido demais, nem sei se volto por aqui, e não poderia deixar de agradece-los.
    Scarlett ainda é um personagem marcante.
    Seus comentários enriquecem o meu buteco.

    Bjos e abços

    ResponderExcluir
  16. Gosto muito dela também embora não seja minha favorita, você citou vários que eu pensei em colocar no meu post, Frodo, Sapartacus,Hyde O fantasma da opera, Forrest Gamp,Myke do poderoso chefão..rsrsrs nossa tenho vários entre os favoritos..
    Sobre seu comentário no meu blog, sou apaixonada pelo filme a Vida é bela, e o filme que coloquei no post me lembra muito esse filme, pensei também em falar do personagem principal do A vida é bela , mas deixei para outro post tenho uma idía especial para este filme.
    Adorei sua descrição dela, é tudo o que eu penso dela tbm, lindissímo filme vale a pena assistir.
    bjs

    ResponderExcluir
  17. Boa tarde Lufe,

    Apaixonante sua descrição de Scarlett, uma mulher forte e apimentada.
    Assim como você eu também deixo para amanhã pensar nos meus problemas.

    Bela escolha...

    Beijos,

    ResponderExcluir
  18. Lufe
    Uffa!!! Espera um pouquinho, pois tenho que pegar um fôlego.
    Que maravilha de texto e como descrevestes o seu personagem preferido esplendorosamente.
    Esta é como digo uma mulher com "M" maiúsculo e se é teu Valium imagina quantos não se espelham neste personagem que é de tirar o chapéu.
    Parabéns pela sua participação.

    Beijos

    ResponderExcluir
  19. Lufe, quando vi essa blogagem de imediato pensei em D. Scarlet. Vi o filme pela primeira vez lá pelos 14 anos (já vi pelo menos mais três vezes)e gostei na época e uso até hoje: "Amanhã eu penso nisso", pois entre pensar e fazer o que tinha que ser feito, ela fez.Ashley e o personagem mais covarde do cinema.
    abs
    Jussara

    ResponderExcluir
  20. Concordo com você,sua escolha foi brilhante,também escolhi o meu.
    Boas energias!
    Mari

    ResponderExcluir
  21. AMIGO LUFE.
    Y LOVE SCARLET...
    COMO NÃO AMA-LA???
    MAS TODOS OS PERSONAGENS CITADOS POR VC FIZERAM E FAZEM PARTE DE MINHA VIDA E DE NOSSA HISTÓRIA..
    AMO CINEMA, SOU AFICCIONADA...
    FOREST É UM DOS MEUS MAIS QUERIDOS....
    MAS TEM TB TOWANDA( NÃO SEI SE TÁ CERTO) DE TOMATES VERDES FRITOS, FORTE, GUERREIRA ...PERSONAGEM INESQUECIVEL E AIDA TEM A QUERIDISSIMA KATE BATES QUE EU ADORO NESTE FILME...
    BOM SE DEIXAR FICO AQUI SÓ FALANDO DE FILMES.
    PARABÉNS PELA ESCOLHA QUERIDO AMIGO.
    ADOREI O TEXTO, PRA QUEM NÃO CONHECE A HISTÓRIA FICARÁ BEM SITUADO.
    BJUIVOS NO SEU CORAÇÃO.
    LOBA.

    ResponderExcluir
  22. Oi Lufe,
    cheguei agora no teu blog e achei super interessante, principalmente por Scarlett, que eu adoro. Tenho 28 anos, mas sou fascinada pela personagem e tenho um motivo para isto: desde pequena fui rotulada como uma criança " atrevida, traiçoeira, manipuladora, egoísta, vaidosa, voluntariosa e por vezes cruel", e que eu seria uma adulta assim também,minha madrinha me deu de presente um box com o filme por ser apaixonada por filmes e eu adorei pois eu tbm adoro cinema. E eu me identifiquei demais com a personagem. rs! tanto no aspecto fisico, quanto na personalidade.
    Bom, é isto. Adorei teu blog e espero poder visitar mais vezes!
    Stella Anghiari
    Gramado/RS

    ResponderExcluir
  23. É, Scarlett era, como vc disse, a anti-heroína, mas por isso mesmo talvez seja inesquecível.
    Acho que já vi esse filme umas 25 vezes e sempre descubro alguma coisa nova no filme.
    Uma obra prima.
    Beijokas.

    ResponderExcluir
  24. Nika,

    Gostei da visita
    Volte sempre
    Estarei por lá vendo seus posts sobre cinema
    Sempre dá um bom papo
    Gostei do seu personagem

    Bjo

    ResponderExcluir
  25. Cê,

    Que bom que veio ao meu buteco.
    Seu personagem esta ótimo, o Frank
    Volte mais

    Bjo

    ResponderExcluir
  26. Irene,

    Que bom que gostou...
    Ela realmente era completa....

    Bjo

    ResponderExcluir
  27. Mari,

    E eu gostei muito da sua escolha...
    O Ché e seu carisma
    Parabens

    Bjo

    ResponderExcluir
  28. Valeria,

    Pra quem gosta de cinema como nós, os personagens são inúmeros e marcantes,
    Difícil escolher um. Voce escolheu bem o seu. Parabens.

    Bjo

    ResponderExcluir
  29. Stella,

    Venha sempre que quiser, as portas estão abertas pra você....
    Sempre tem um papinho bom.

    Bjo

    ResponderExcluir
  30. Lua,

    Na verdade ela era Mulher!
    Com todos defeitos e qualidades. Mas as qualidades imperavam.
    E ela era fascinante
    bjo

    ResponderExcluir
  31. Deu uma vontade enorme de ir na primeira locadora e rever, rever o filme, pq vc passou detalhes do filme que não lembrava mais...
    Abçs!

    ResponderExcluir
  32. Franck,

    Eu acho que cada vez que se assiste este classico, a gente observa nuances que não haviamos percebido.
    Sempre vale a pena ver de novo...

    abços

    ResponderExcluir
  33. Mina personagem preferida? IIhhh, que coisa complicada, rrss

    Bom fim de semana.

    ResponderExcluir
  34. Bom dia , Lufe !

    Madrugando no Buteco , aproveito e pego
    um cafezinho ...

    Quanto a sua escolha , concordo com todos .
    Mais que perfeita , nem tenho o que comentar ...

    Só digo que também adoro a Scarlett !
    Não é á toa que o filme é um grande clássico .

    BjãO e um dia cheinho de Alegrias . :)

    ResponderExcluir
  35. Bravo! És admirável, Lufe. Saibas que também a minha personagem preferida.
    Beijos***

    Tatuados
    Silvia Schmidt

    Hei de deitar-me um dia no teu leito,
    Hei de te olhar nos olhos, a sorrir,
    Hei de dizer - sem medo e sem fingir -
    De quantos sonhos meu amor é feito.



    Tu me olharás, ardendo-te em desejo,
    E atrairás meu corpo para o teu.
    Hei de sentir-te finalmente meu,
    Hás de sugar-me a alma com teu beijo.



    Nós perderemos a noção do tempo,
    Nós ouviremos o soprar do vento,
    Cantando nosso amor em prosa e verso.



    Seremos força viva no presente,
    Seremos água e sede eternamente,
    Tatuados para sempre no universo.

    Beijos, amigo.
    Bom dia, vou cuidar da vida.
    Renata

    PS: Se tiveres curiosidade, tenho uma resenha *enorme* sobre ... e o vento levou nas sétimas artes. Podes ler, é de graça:)))

    ResponderExcluir
  36. Rs,adorei seu texto e seu personagem, acredite: eu não vi esse filme anda...Ainda, pq eu verei, depois de ler seu texto ! Fiquei curiosa para conhecer a Scarlett...

    ResponderExcluir
  37. Conheço a Scarlett somente pelo o que já ouvi dizer. Tenho que me redimir com essa grande personagem. Parabéns pelo post, mostrou acima de tudo uma mulher bem humana.Gostei dessa perspectiva abordada por você.

    Abraços

    ResponderExcluir
  38. Lufe,

    Eu sou a freguesa do buteco que chega no finalzinho, o dono do bar pensa: "bem na hora de fechar?"

    E ficará pior, pois daqui a pouco a diferença de horário será de 6 horas.

    Não assisti ao filme, mas li os livros (dois volumes). Gostei muito dela também, fez sucesso por ser uma mulher ao mesmo tempo santa e capeta. Gostei de você chegar e falar: Scarlett é a minha preferida, a minha lembrança num momento ruim, o meu Vallium.

    Não li os comentários acima (adoro lê-los)e não sei se você sabe: a escritora era uma simples dona-de-casa. Foi o único livro que ela escreveu. Ela não suportou todo o assédio que sofreu devido ao sucesso da história, por isso não quis escrever mais nada.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  39. Karline

    Obrigado pela visita
    Volte sempre....

    É uma historia que deve ser vista e lida.
    Tente achar um DVD ou o livro, e até meso os dois.
    Vale a pena. É uma historia inesquecivel, com todos os ingredientes necessários.

    bjo

    ResponderExcluir
  40. Lily,

    Você sabe que o buteco nunca fecha, pricipalmente pra você.
    Sabendo que moro em cima, é só chamar....

    Eu não sabia desta caracteristica da autora.
    Deve ter sido um assedio igual à J. K. Rowling a autora do Harry Potter que terminou a serie e disse que não quer escrever mais.
    Mas tambem, qualquer uma das duas daria conta de escrever um romance melhor? Duvido.
    Procure o DVD que vale a pena ver, o filme, embora de 1939, é espetacular e a Scarlett, interpretada por Vivien Leigh, é igual ou melhor que a do livro. Foi uma atuação fantastica.

    bjo, venha a hora que tiver vontade.

    ResponderExcluir
  41. Ah! que lindo... Não, não é a minha personagem favorita, mas a mensagem que você conseguiu captar e o moveu pela vida é realmente cativante. Decididamente a vida é feita de fases ora boas, ora ruins e tudo, sempre passa!!! Inevitavelmente, amanhã sempre haverá um novo amanhecer e você estará lá...

    Beijos querido,
    adorei a forma como discorreu sobre o assunto.

    ResponderExcluir

Entre no papo, comente!
Sua opinião é sempre bem vinda!

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...