Tela do artista plástico moçambicano Antero Machado.

Tela do artista plástico moçambicano Antero Machado.

quinta-feira, 2 de setembro de 2010

Papo de buteco 4 - Mineirim


Meu buteco recebe fregueses de todos os níveis, raças, credos, sexos(todos), nacionalidades, e também muita gente desse interiorzão das Minas Gerais que vem resolver suas "coisinhas" aqui na capital.
Não é que outro dia me aparece um capiau, mas um capiau capiau mesmo, daqueles que você só vê no Vale do Jequitinhonha, ou naqueles quadros em que ele ta sentado na porta da tapera pitando seu cigarrim de paia.
Ele apareceu, segurando três porquinhos no colo. Daqueles da raça Landrace, sabe? Daqueles rosadinhos, branquelos.
O capiau se assenta à mesa com os três leitõezinhos .
Pede uma media de café com leite e um pão de queijo.
Ao perceber a cena, um freguês carioca, como é de costume com esse povo que se acha muito exxxperto, quis logo tirar um sarro com a cara do mineirinho. 
Chegou perto dele, deu uma olhada em volta pra ver se tinha platéia, (eles normalmente são engraçadinhos com platéia) e já falou bem alto:
- E aí, mineiro, levando os porquinhos para passear ?
O mineirinho, meio ressabiado, responde:
- É sô, os bichim nunca vieram pra capitar, nué...
O carioca sorridente continuou:
- Estes bichinhos por acaso tem nome ?
O mineirinho deu logo sua resposta:
- Teeeem, sô ! Esse aqui chama "sua tia". O nome daquele é "sua avó"...
Mordido da vida, já prevendo o que vinha depois, o carioca querendo ser mais esperto interrompe logo o mineiro :
- Deixa que eu adivinho o nome deste último. É "sua mãe".
Criou-se grande expectativa no bar. Viraram-se todos para ver o desenrolar da história.
Aí já era demais, onde estava a esportiva do carioca?
Gozar a cara dos outros pode, mas ofender....
Mas o mineirinho nem deu bola e de pronto respondeu:
- Né não sô, esse é "seu pai"... "Sua mãe" eu comi onte!!!!
O buteco quase veio a baixo. O mineirinho e os seus leitõezinhos  a partir daí, foram tratados a pão de ló pelos outros fregueses.
Com essa tirada ele conquistou toda a mineirada presente.
Foi ficando por ali, cada hora era um que puxava um papinho, e o mineirinho já foi ficando mais a vontade.
Lá pelas tantas, no meio das conversas, ele solta que tinha vontade de conhecer biblicamente, algumas mulheres daqui da capital.  Bom, mulher no meu buteco é que não falta!
De repente, ele vê uma loiraça, daquelas de capa de revista, numa mesa próxima e se aproxima meio ressabiado, andando meio de lado...
Todo o bar ficou de olho.  O que é que esse caipira vai aprontar?
Ele  cumprimenta a loira e senta-se ao lado dela e já manda logo uma pergunta:
- "Quê qui ocê faz na vida?"
Ela de cara responde:
- Olha cara, não folga, eu já vou te avisando que eu sou lésbica.
O mineirinho ali parado, cara de sonso, sem saber o que era isso, e pergunta:
- Moça, o que é ser lésbica?
E ela, até mesmo sendo bem paciente, responde:
- Olha cara, eu acordo pensando em mulher, passo o dia pensando em mulher e durmo pensando em mulher.
Ele ficou em silêncio, o buteco todo também...
Aí  a mulher perguntou pro mineirinho:
- E você, o que faz na vida?
Fez-se um silencio sepulcral, ele parou, coçou a cabeça, matutou, matutou, olhou bem pra ela e disse:
- Uai, moça! Inté gorinha mesme eu pensava quiéra vaquêro, mass despois di tudo qui ôcê falô... eu to achano quieu tomém... sô lésbica!!!!

Depois dessa foi difícil segurar a clientela, foi um aplauso estrondoso pro mineirinho, todos querendo pagar uma cervejinha pra ele. Sabem como é,  fica todo mundo no buteco esperando um motivo pra comemorar. A folia reinou madrugada a dentro.
Se eu gostei?
Adorei, quem me dera se viesse todo dia um caboclinho esperto que nem esse pra animar a freguesia, terminei a noite sem uma cerveja gelada no freezer.
Beberam todo meu estoque.
Tambem pudera!!!!
.

30 comentários:

  1. ahahahahahahahah
    ahahahahahahaha
    eu ri muito com as duas histórias.

    eu sou paulistano, então posso falar de boa.
    Vc sabe que paulista/paulistano adora posar de "cidadão cosmopolita que nasceu em Nova York" qdo visita cidade pequena do interior. Principalmente fora do estado.

    fui com um primo visitar parentes em uma cidade perdida lá no interior do Paraná.
    Calor, fomos até um bar. E pedimos um refrigerante. Meu primo, pra esnobar, já solta uma dessa: ah, nessas horas eu tenho saudade de Sampa, pq lá tem de tudo. Aqui, por acaso, vcs tem o refrigerante tal?".
    Todo mundo fez aquela cara de "lá vem esse saco de cidadão metido à besta". E chegou um caipirão desses bem parecidos com o da porquinha.
    e disse: vc é da capitar de São Paulo?
    Meu primo respondeu>: eu sou.
    O caipirão respondeu: eu faço muito apreço quando chega esses amigo de São Paulo. Aqui na cidade faz muito calor. é só vc ficar perto de um paulista que vc já sente o ar fresco chegando...
    o bar inteiro caiu na risada. Inclusive eu rs.

    abraços, me extendi demais no comentário

    ResponderExcluir
  2. Eu beberia mais desse papo!

    Adorei o meu conterrâneo. Honrou a classe! Nós mineiros somos esquisitinhos, quietos, mas amigáveis... gente que dá um boi para não entrar numa briga e a boiada toda para dela não sair. Gente que quando fala muito, é para confundir. Gente com cara de otário, mas vá lá, vai, vai enfiar o dedo na cara dele. Vai sair sem o dedo, ou então, com o dedo enfiado no olho, por vontade própria. Mineiro é o típico cara que dá a corda para que o outro se enforque. E diz que não fez nada.

    Beijos!

    Saudades do meu povo.

    ResponderExcluir
  3. Lufe,

    Muito bom!
    Tu e teus "causos"!!!!!

    Meu Blog está lá...tô apanhando, mas estou formatando aos poucos...rs

    Beijos,
    Sandra

    ResponderExcluir
  4. Mas carioca é assim mesmo, eu, por exemplo, sou tão exxxxxxxperta que venho aqui todos os dias ler o mineiro. Beijo exxxxxxpertíssimo da Ro

    ResponderExcluir
  5. Hehehehehe, êta como eu adoro ler esses causos.
    Ainda mais quando algum sábio (Ou metido a sábio), quer se crescer em cima de um cabloco desses, ou de qquer caboclo do interior.
    Se tem uma coisa que eu detesto (detesto poucas coisas na vida), mas uma dessas é isso.
    Gente metida a besta, que acha que sempre é mais em cima de qquer pessoa.
    Esse capiau mostrou a grande verdade (Que acontece mesmo), para o carioca metido a esperto:
    Quem fala o que QUER, ouve o que não quer.

    Vireiiiiiii fã do capiau. Pena que eu não estava no bar, senão o convidava pra uma prosa hehehehehe.

    Beijão querido!

    ResponderExcluir
  6. Parece que nós carioca viramos as criaturas mais que detestáveis, gente, ué!
    Somos iguais a qualquer um, apenas de ver a vida de forma diferente.
    Desculpe-me somos sacanas, brincalhões, mas alegres e amigos, também.
    A citação: "Ao perceber a cena, um freguês carioca, como é de costume com esse povo que se acha muito exxxperto...". Não me sinto e nem sou assim. E aqui no Rio a maioria das pessoas também não agem dessa forma.
    Só para esclalecer.

    Mas a piada é boa, não resta dúvidas.

    Abraços.

    ResponderExcluir
  7. hahahaha...adorei o mocinho, simples e esperto!!! Inteligente e sarcástico ! Adoro !!
    Esse dias eu li uma assim : um mocinho chegava no aeroporto na fila gigantesca e não conseguindo furar, dizia ...Vc sabe quem eu sou por acaso ?
    Ai a atendente pegou o microfone e anunciou :
    Senhoras e senhores tem um homem no balcão dizendo não saber quem é...que se houver alguém que possa ajudá-lo ...
    hahahah
    Adoro piadinha desse tipo que desmonta quem está se achando!!!

    * Eu testei o vídeo ...e agora ? rs

    ResponderExcluir
  8. Alexandre,
    Adoro estas historias....rs
    Esteja a vontade pra escrever o tanto que quiser, aqui pode de tudo.Sem desculpas, ok?
    abço

    ResponderExcluir
  9. Lily,
    Adoro seus comentarios.
    Mineiro deixa a coisa no ar, né?....rsrs
    bjo

    ResponderExcluir
  10. Oh, LUfe, pena que essa já conhecia, mas vou esperar a próxima, o próximo mineiro, ou não...
    Abçs!

    ResponderExcluir
  11. Sandra,
    O gostoso é o desafio, as descobertas, o aprendizado......vá firme, logo logo tá do seu jeitinho...
    bjo

    ResponderExcluir
  12. Ro,
    kkkkkkkk.
    Quer dizer que o exxxxpertissimo colou?
    Queria descrever o sotaque e não sabia como.....rs
    Que bom ter você aqui.
    bjo

    ResponderExcluir
  13. Sil,
    estes casos sempre valorizam a esperteza do nosso caboclo simples. A gente tem a mania de confundir a simplicidade com falta de inteligencia. Quem nos deu uma aula sobre isso foi Guimarães Rosa.
    bjo

    ResponderExcluir
  14. Guara, meu querido
    Os mineiros são como o capiau do texto?
    Os gauchos são todos "machos"?
    Os paulistas vendem a até a mãe....e entregam?
    Os baianos são todos preguiçosos?
    Os paraibas representam todo o nordeste?
    Os nordestinos sonham em vir para o Rio para serem porteiros?
    Todo indio é juruna?
    Todo atleta do flamengo é bandido?
    Os esteriotipos, eu os uso como força de expressão, reforço de texto, caracterização de imagem,e etc.
    Nunca os utilizo de forma pejorativa ou preconceituosa, coisa que abomino.
    Liga não....
    Um grande abraço

    ResponderExcluir
  15. oi de novo rs
    uai ..mas nao tem link ...é só play mesmo...eu baixei e carreguei o video!
    Eu vi de outro computador já e apareceu normal...
    mas de qq maneira vou deixar os links do youtube pra vc ver :
    http://www.youtube.com/watch?v=V9ZybA9SQYA http://www.youtube.com/watch?v=fzhdJpn9QvM

    Beijoooos e obrigadinhaaa !!!

    ResponderExcluir
  16. Franck,
    Como ja te disse, você deu o mote pra esta serie, a variação da freguesia, vamos ver no que vai dar.
    Obrigado por essa inteiração.Ela é bem gratificante.
    Um abraço.

    ResponderExcluir
  17. Ana,
    Vou conferir.
    Meu pc é a lenha, pode ser isso....rsrs
    bjão

    ResponderExcluir
  18. KKKKKKKKKKKKKKKKKKKK Adoooorei. ô bichin esperto sô!
    que trem bão esse seu blog viu ? Beeijo :*

    ResponderExcluir
  19. Oi Lufe...

    Tava passeando por aí e vim parar aqui no seu boteco.Adorei a estória!


    Um abraço!

    ResponderExcluir
  20. Hahahah
    Ai! ai! adoooro esses 'causos' encantantes e encantadores que você nos proporciona, Lufe. rs
    Mas esse Buteco tá um luxo sóóóó... Não é por acaso, seu empenho explica perfeitamente e se tivesse que definir numa palavra...
    "D I V I N O".

    Parabéns caríssimo amigo.
    Beijossss ♥

    ResponderExcluir
  21. Isso aê, bro, podissss crê. Mas a gente num fala exxxxxxxperto, a gente fala merrmo é iixxxxxxperto, tá ligado?
    Faz mó tempão que num pinto em Beagá,mas a última vez em q estive aí , tomei um puta porre no meio de uma praça onde rolava uma feira de antiquidades com comida típica de todos os lugares. Muito fera, bro, fomos o irmão do Ziraldo , o meu hiper mega amigo Pedro Paulo Cava e eu. E foi há tempo que foi quando o quando ainda era tempo (esta frase foi uma homenagem ao velho Rosa, rsrs), mas foi mesmo qdo estava em cartaz as Mulheres de Hollanda , do PP Cava, na sua segunda montagem. Fiquei prosa pa kct, bro, recebi agradecimentos no programa da peça. Vem de mto longe o meu carinho pela mineirada, uai. E que Nossinhora Dabadia te abençõe, sô. Beijo ixxxxxperto da
    Ro

    ResponderExcluir
  22. Jaqueline,
    Que bom que achou o caminho.
    Obrigado pela visita, volte sempre.
    bjo

    ResponderExcluir
  23. Cris, minha mentora querida.
    bjos

    ResponderExcluir
  24. Ro,
    Esta anotada a correção: ixxxxperto!.....rs
    Essa feira ainda se realiza aos sabados na Avenida Bernardo Monteiro, sob as arvores, perto do Colégio Arnaldo. Muito boa. Mas tambem, na companhia em que estava, o porre deve ter sido de primeira.E a prosa então....
    Beijos ixxxpertos prôce tamem.

    ResponderExcluir
  25. Lufe,

    Engraçado, que tenho esse hábito de escrever diários desde os 15 anos.
    Teve uma época que dei uma parada, mas ultimamente voltei a ele.
    Muitas e muitas vezes, eu preciso despejar o que eu sinto.
    Nada como colocar isso no papel.
    O papel não te julga. E depois, em algum momento você lê aquilo, e tira tanta experiência.
    Sei lá.
    Pra mim, escrever é o melhor divã que existe.

    De acordo contigo:

    Eu prefiro a escrita ao espelho.

    Montedebeijodeboanoite!!!!!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  26. Já estava indo dormir, mas vim tomar a saideira aqui, hehe. Goxxxtei (com sotaque carioca, hehe)

    bjs

    ResponderExcluir
  27. Sil,
    O papel não mostra as rugas....rsrsrs
    É o outro motivo da minha preferencia.....rs
    beijão

    ResponderExcluir
  28. Fernanda,
    Veio com sotaque "mermo", hem?...rs
    bjo

    ResponderExcluir

Entre no papo, comente!
Sua opinião é sempre bem vinda!

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...