Tela do artista plástico moçambicano Antero Machado.

Tela do artista plástico moçambicano Antero Machado.

terça-feira, 26 de outubro de 2010

E agora?

Em um dos posts anteriores, durante a resposta a um comentario, eu disse que o assunto dava um post, e que iria escreve-lo e coloca-lo em discução. 
Normalmente a gente expressa o que vê a nossa volta, no grupo em que nos inserimos, na nossa fatia social, mas desta vez gostaria de generalizar esse tema.
Tenho visto muitas mulheres do meu relacionamento, mulheres inteligentes, de boa cultura, independentes, questionando se está valendo a pena todas as conquistas que tiveram com o movimento feminista. 
Vou falar do que sinto, do que observo e propor uma maior reflexão. 
A grosso modo, com a “queima dos sutians” as mulheres começaram a mudar o seu papel na sociedade extremamente machista. Ela era insignificante no aspecto social, não tinha direitos, era submissa a um “senhor”, a "rainha" do lar, sempre em segundo plano e era considerada intelectualmente inferior. 
Foi preciso muita luta e elas obtiveram muitas conquistas, muitas alegrias, muita desilusão, muita perda também.  Foi uma luta intransigente e radical.
Hoje, esta luta radical perdeu um pouco o sentido. As mulheres já conquistaram o seu espaço. Estão inseridas no mercado de trabalho, são reconhecidas pela competência, são provedoras, ocupam 60% das vagas nas universidades, pilotam seus carros neste transito caótico, pilotam helicópteros de combate, tem comprovada capacidade intelectual, liberaram-se sexualmente, saem a caça, e etc. Enfim, se igualaram totalmente aos homens. Mérito delas que abriram seu caminho a ferro e fogo. Não existe mais o questionamento se elas são capazes ou não.
Isso tudo ocorreu num espaço de 50 anos!!!!
O homem observou tudo isso acontecendo em seu próprio canto. Viu o seu padrão machista perdendo espaço. Viu as mulheres se tornarem mais agressivas em busca de suas conquistas. Viu “seu” mercado de trabalho ser invadido. Já não é mais o “senhor” do lar, já não é mais o provedor, se sentiu caçado, viu vários papeis se inverterem. 
A mulher não é mais submissa, ela fala o que quer, expressa e impõe as suas vontades. Tem a coragem de chutar o balde e assumir sua própria vida de acordo com suas convicções.
Isso assusta os homens!!!!
Sentadas em suas conquistas, ela agora percebe que não da conta de ser homem/mulher. 
Ela não tem como assumir os dois papeis. Isso é fato!
Elas no intimo ainda são essencialmente mulheres. Sensíveis, românticas, femininas. 
Elas ainda sonha com o príncipe encantado. A mulher, por mais que ela saiba que as amigas casadas vivem infelizes,  nunca se perdoa por estar sozinha. Ela vive como se aguardasse o Principe num cavalo branco para "tirá-la daquela vida”, a vida de solidão. Ainda acreditam na “outra metade”.  Ainda cultiva a certeza de que vai achar a outra metade! 
Elas ainda sonham em se casar e ter filhos, ter uma união estável e serem felizes. 
Elas estão em conflito com elas mesmas. Como conciliar as conquistas com os desejos? 
Ela abre mão de qual?
Com isso, ela cobra dos homens atitudes para as quais eles não estão preparados. 
Elas sabem que precisam deles para serem completas.
Cobram maior sensibilidade, cobram que eles entendam o universo feminino, cobram um parceiro sexual de acordo com a sua nova sexualidade, cobram um companheiro, cobram equilíbrio, mais atenção, cobram que ele assuma responsabilidades na lida domestica, na criação dos filhos...
Elas chegam de sua jornada de trabalho e dão outro turno em casa, cuidando dos filhos.
Se elas não fizerem isso, os filhos ficam abandonados ou com uma agenda de atividades maior do que a de um executivo. Os homens não ajudam, com rarissimas exceções. 
Elas cansaram!!
Elas estão rigorosamente corretas em seus anseios, e devem cobrar isso! 
Atrás dessa cobrança recorrente ainda existe um antigo preconceito masculino: O desejo feminino quando exposto deve ser reprimido. 
Para muitos homens, não existe meio termo, ou a mulher é comparada a mãe, e deve ser pura, ou, então, ou então ela é prostituta, que não merece nenhum respeito: uma mulher, que demonstra explicitamente seus desejos, só pode ser leviana e assim, com ela tudo é permitido, inclusive a violência.
Eles foram criados assim, este era o padrão social deles!
Além disso, existe a insegurança de que, se as mulheres tiverem desejo sexual próprio, elas irão cobrar melhor performance dos homens, e isso eles não admitem.  
Estão questionando o seu papel de macho! 
Existe também o receio real, a insegurança, de que, se elas tem desejo próprio, por que não escolheriam outros homens melhores do que eles?
Os homens ainda não estão preparados para isso!!!!
E eles não gostam de discutir sobre isso, isso os incomoda, isso os diminui!
Enquanto elas se abriam, cresciam, desabrochavam, eles ficaram em seu canto estáticos, e não perceberam a profundidade dessa mudança.
Eles estão ainda inseguros quanto a si próprios e as cobranças e desejos desta nova mulher, ainda não aceitam ser questionados.
Mas elas estão intransigentes nas suas reivindicações e isso aumenta o abismo entre eles.
Com isso estão cada vez mais solitárias. Conseguem parceiros temporários. 
Com o tempo a expectativa dela cai, enquanto o medo dele aumenta. 
Cada um defende intransigentemente o seu papel. 
Não que elas tenham que recuar, abrir mão de conquistas, mas é preciso tempo para a assimilação dessa nova ordem social.
E preciso dar mais tempo aos homens.
E neste aspecto as mulheres tem um papel fundamental, ela precisa superar o radicalismo, pois é preciso entende-los mais, penetrar em seu universo, com seus medos e dogmas e, inclusive, ajudá-los a superarem estes medos e caminharem juntos nesse processo.
Como mães elas tem um papel preponderante na formação deste novo homem, preparando as novas gerações.
Será que elas estão dispostas a isso? 
Será que encaram essa nova revolução?

imagem da net

66 comentários:

  1. Mas infelizmente algumas mulheres resolveram copiar o que tem de pior nos homens: A arrogãcia, prepotencia e o machismo.
    Mas a maioria cresceu na boa.

    Abraços.

    ResponderExcluir
  2. Oi Lufe,

    Os homens nos compreenderam quando necessitavámos fazer nossa revolução? Eles nos deram apoio de "pai" e disseram vá lá e queime os sutians?. Hum...creio que não, agora e a vez deles, porque as coisas inverteram, que sintam na pele a discriminção do seu próprio machismo(desabafo feito..rss)

    O teu texto está perfeito, com todas as contradiçoes que isso acarreta na vida de homens e mulheres nesse momento. Os sonhos reprimidos, a frustração romântica, o ter que aceitar do homem que mudamos.
    O medo dos dois e comparável, mas estão olhando em lados opostos...falta o encontro.

    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Oi Lufe.
    Eu nunca comentei aqui antes e já vou comentar num post meio polêmico hahahaha Mas em primeiro lugar quero te parabenizar por ter ficado entre os finalistas da blogagem coletiva da Elaine. Super atrasado! Me desculpe, mas enfim, parabéns! Em segundo lugar, queria dizer que eu já conhecia o seu buteco através do blog do Alexandre, ás vezes vinha aqui dar uma xeretada mas nunca comentava.
    Enfim, sobre o seu post, hoje em dia eu vejo muita mulher "machista" por aí, e eu corro o risco de ser uma delas rs Mas é assim mesmo, infelizmente o mundo não é perfeito nem a evolução é. Sempre vai ter uma coisinha que pode ser melhorada. Quanto aos homens nessa história toda, poxa vida, eles ao invés de ficarem estáticos deveriam ter entrado no vagão e viajado conosco! E não posso dizer mais do que a colega lá de cima disse, estamos olhando em lados opostos, falta o encontro.
    Bjos

    ResponderExcluir
  4. Guará,

    eu sinceramente acho que esta na hora de repensarem

    abço

    ResponderExcluir
  5. Vida,

    Que bom ter vindo, é um prazer quendo vem ao buteco.

    As mulheres lutavam para sair de uma opressão causada pela siociedade machista.
    A situação era comoda para os homens, não havia porque mudar.
    Agora as cobranças são muitas, e intransigentes, ele sabe que tem que mudar, ele reluta e não sabe como.
    A mudança imposta é mais complicada que a mudança desejada. Eles precisam de estimulo que os motive.
    Não é a imposição ou a intransigengia que ira muda-los, isso só ira aumentar o abismo.
    De um lado a mulher com medo de perder as conquistas e do outro o homem com medo de ceder.
    Você disse bem, falta o encontro.

    bjo

    ResponderExcluir
  6. Thayla,

    Gostei da visita e gostei do seu blog, venha sempre, comente, é um prazer.

    É o que eu disse na resposta a Vida, nunca foi interesse deles essas conquistas femininas, muito pelo contrario. Eles perderam o posto de "Senhores Supremos."
    Como em qualquer revolução, excessos são cometidos.
    Agora é tempo de baixar a poeira e repensar.
    Os dois se necessitam, sozinhos não se bastam,como você mesmo disse, tem que pegar o mesmo vagão para seguir viagem.
    Ainda estão como na imagem, se acotovelando para entrar. Vão ter que chegar em um acordo, e ambos tem que ceder.

    Volta mais, gostei de ter vindo.

    bjo

    ResponderExcluir
  7. Agora, certas mulheres pagam o preço. Embora, eu jamais goste de falar em *preço*, o que se faz neste mundo tem um preço sim. De um eu *esprimido*, a mulher se tornou um ego desmedido, mulher, homem, pai, mãe provedora, executiva, secretária, professora, e por aí vai. Queimou o sutiã? Hoje, põe silicone. Quer ser amada a qualquer preço, e tenta impor a sua vontade.
    Como bem diz a sua crônica, tem seu espaço há tempos, é uma vencedora. Precisa mesmo de cumplicidade, mas será que a quer? Pois, para tanto, tem de ser amorosa, cúmplice, intima, carinhosa, mulher.
    Se vai superar o seu fundamentalismo e conseguir preparar os filhos? Olha, amigo, tenho minhas dúvidas. Terá de superar muitos traumas e voltar a ser mulher.

    Não posso deixar
    O mundo girar
    E eu, aqui parado
    Olhando num espelho
    Esperando ser velho
    Vendo-me decepcionado.

    Vou ter que lutar
    Vou ter que sonhar
    Vou ter que viver
    Vou precisar de querer.

    Não há vontade perdida
    No segredo da vida
    Que é: lutar
    lutar
    lutar
    Desde a nascença
    Durante a presença
    Até ao nunca mais voltar.

    Vou continuar
    Mesmo sem motivo
    Que melhor incentivo
    Constatar
    Que estou vivo?...
    Incentivo
    By bloackt, autor português

    Beijinhos
    Bom Dia

    ResponderExcluir
  8. Renata, Rê,

    Gostei dessa frase:
    "Quer ser amada a qualquer preço, e tenta impor a sua vontade."

    Eu tenho visto muito disso por aí. E como você bem disse, quando eu questiono o "e agora?" do texto eu penso exatamente como sua ultima frase:
    "Terá de superar muitos traumas e voltar a ser mulher." Será?

    Lindo poema, não conhecia o autor, obrigado por apresentar.

    bjos

    ResponderExcluir
  9. LUFE,

    Eu concordo com o que o Guará disse. Algumas tem lá seus defeitos, mas a grande maioria cresceu numa boa.
    Discordo de ti quando dizes que a "mulher nunca se perdoa por estar sózinha"!
    Eu, particularmente, prefirmo mil vezes estar sózinha do que viver a porcaria de casamento que tive antes.
    Não fico cobrando ninguém, nem enchendo o saco de ninguém por isto.
    Juro, achei teu texto machista....e não fiques bravo comigo, sabes que gosto um bocado de ti...
    Eu sou uma criatura de mil e uma facetas, como tenho 54 anos vivenciei toda a transformação da vida da mulher da "dona do lar" para "executiva de sucesso", não mudaria nada do que vivi até hoje. Com meus erros procuro ser uma pessoa melhor. Não me acho sobrecarrecada, vivi o que tinha que ser vivido.
    Não vejo os homens nessa posição defensiva não, embora os Gaúchos tenham fama de machistas meus dois irmãos são o tipo de homem que agrada qualquer mulher, homens de sucesso, que cuidam dos filhos, que limpam casa, que cozinham e que são hiper parceiro das mulheres....
    Tem que se andar de lado a lado, e não um ser melhor do que o outro,e, ter esta ou aquela posição pré definida!

    Beijinhossssssssss

    ResponderExcluir
  10. Sandra querida,

    Machismo onde?
    Esse texto não tem entrelinhas, não há nada por trás dele.
    Eu não estou particularizando, a qualquer hora e em qualquer lugar você vê as mulheres reclamando a falta de parceiros. Ao longo desses anos, tanto o homem quanto a mulher mudaram bastante, mas a mulher mudou muito mais.

    “Eu, particularmente, prefiro mil vezes estar sózinha do que viver a porcaria de casamento que tive antes.”

    Esta sua frase reflete exatamente o que eu coloco no texto. Elas adquiriram o direito de agir assim, mas elas não estão achando o homem do jeito que querem, e não querem ficar sozinhas!
    Quando você se cita, você cita uma mulher executiva de classe média. Quando eu generalizo no texto, vale lembrar que elas não representam o maior percentual da nossa sociedade, e neste meio, que é o que eu vivo, a maioria reclama e questiona exatamente o que coloquei lá em cima. E este questionamento é mundial, basta ler as publicações estrangeiras.
    Quando você diz que não vê os homens nessa posição defensiva, você acha que eles estão felizes? Você acha que eles “adoram” essa nova mulher? Ambos estão mais solitários, principalmente por essa falta de entendimento.
    Ou o homem não aceita, ou ele tem medo! O meio termo é exceção!
    Eu acho que o radicalismo e o querer tratar o homem como inimigo, não levará a nada.
    Para os dois seguirem juntos ambos terão que ceder.

    bjos

    ResponderExcluir
  11. Lufe, meu querido!!!

    Na verdade, eu fico muito triste, qdo vejo toda a luta que a mulher teve para conquistar seu espaço, e ver outras mulheres contra isso. Fazer o que?? Como diz sabiamente Martha Medeiros, tem mulheres que gostam de ser mulheres, e tem mulheres que gostam de ser patroas. Isso é da escolha de cada uma, e deve-se respeitar.
    Eu discordo no seu texto qdo vc diz que nós mulheres temos que baixar a guarda e dar um tempo para o homem entender essa nossa "EVOLUÇÃO", se vc mesmo disse acima que:
    -------------------------------------------
    Não existe mais o questionamento se elas são capazes ou não.
    Isso tudo ocorreu num espaço de 50 anos!!!!
    ------------------------------------------

    Pois é...50 anos...e vcs homens querem mais tempo??? Isso é incoerência demais.
    Não acho que lutamos tanto para se igualar ao homem, pelo amor de todos os santos. HOMEM é homem, MULHER é mulher.
    Nossa luta foi para ter os mesmos direitos que vcs, no campo profissional, pessoal salarial e por ai vai.Para não sermos mais subjulgadas como coitadinhas, as donas dos lares, que tinha que abafar seus desejos, vontades, sua vontade de estudar, ter sua independência. Não queriamos mais ficar abafando sentimentos, ficarmos em casa como "Marias", sem opinião própria. Com certeza, conquistamos muitos direitos e LIBERDADE DE EXPRESSÃO.
    Hoje, não admitimos mais homem meia boca, homem que não entenda nosso crescimento, homem que não lute com a gente lado a lado. Tanto foi boa essa nossa conquista, principalmente no mercado de trabalho, pois hj, vejo muitos homens desempregados, que se não fosse o salário da mulher, a casa teria desmoronado. Tudo é igual Lufe. Um cai, o outro levanta. Casamento é amor compartilhado, e isso inclui no pacote.
    Não acho tbm que a mulher pagou um preço alto por estar sózinha, ao contrário, estamos sózinhas pq não aceitamos mais relações pela METADE."Raspas e restos não interessam".
    Eu não troco a minha solidão, porque não existe SOLIDÃO. Quero um HOMEM que partilhe comigo, tudo o que a vida tem a nos oferecer. Você entende? Eu disse "NOS" oferecer.Não é uma briga de sexos, isso é ridiculo, isso é coisa da cabeça de homem machista.
    Conquistamos nossos direitos, mas não perdemos a nossa feminilidade, jamais. De onde vcs tiram isso??????
    Tanto homems qto mulheres querem COLO, OMBRO, AMOR, ALGUÉM QUE OS ENTENDA.

    ResponderExcluir
  12. Mas essa visão errada, impede esses encontros, e ai sim as pessoas vão ficando cada vez
    mais sózinhas. O homem culpa a mulher, a mulher culpa o homem.
    Sendo que é tão simples entender que somos os mesmos, apenas crescemos.
    O homem cresce de um lado, a mulher de outro.
    Mas somos unos. Somos humanos caramba.
    Será que é tão complicado o homem entender isso?
    Que aquela mulher que aguentava diversas traições, humilhada por ter que aguentar
    porque dependia financeiramente do marido mudou?
    Que hoje, a gente não aceita mais isso?
    Eu repito: Se existe solidão hoje, é por culpa de ambos.
    Nada de atribuir a culpa a uma só pessoa, ou as mudanças, isso é papo pra boi dormir.
    Queremos coisas compartilhadas.
    Porque homem e mulher que trabalham fora, qdo chegam em casa não podem compartilhar
    juntos o cuidado com os filhos? Com a casa?
    E ainda viverem harmoniosamente felizes com tudo isso?
    Tanto no campo pessoal, profissional, sexual?
    Onde esta o erro de linguagem?
    Eu repito: As pessoas hoje estão com suas solidões, por culpa delas mesmas.
    O Homem nunca vai entender essa mudança da mulher, aliás eu ouso dizer aqui,
    que apenas OS HOMENS DE VERDADE entendem isso, e aceitam numa boa, e vemos muitos
    casos assim.
    Os que estão impregnados no passado, sentados e acomodados em cima de seu orgulho
    machista não vão entender mesmoooooo.
    Uma pena.
    A mudança tem que vir dos dois lados: HOMEM E MULHER!
    Enquanto for uma briga de um lado só, infelizmente vai ser assim.
    Um reclama de um lado, outro do outro e o final:
    Todo mundo acaba e morre sózinho.
    Que pena.
    Eu ainda acredito naquele amor partilhado, mesmo sabendo que nos dias
    de hoje é meio dificil de se achar.
    Beijoooo

    ResponderExcluir
  13. PS:
    Me desculpe se falo demais, mas é MINHA OPINIÃO.
    E o faço, porque tu é um cara bacana, que dá essa liberdade pra gente.
    Apenas opinião minha viu!


    Outo beijo!

    ResponderExcluir
  14. OK, está aquí um assunto muito polêmico e que sempre causa muita discordia.

    Eu não quero colocar lenha na fogueira, acho que mulher viver submissa não combina com a importância delas, mas tbem é mto cruel elas terem dupla jornada.

    Eu sinceramente acho que as mulheres procuram em nós segurança e nós queremos toda a sensibidade e doçura delas.

    Acho tbem que as mulheres tomaram medidas machistas qdo não encontraram o apoio tão nescessário para elas. E por outro lado, vejo que a maioria dos homens nunca tiveram a sensibilidade de enxergar isso. Para este problema de imcompatibilidade deram o nome de "revolução feminista". Ok, que seja, mas elas já não aguentavam mais.

    É claro que isso não é regra geral, claro que muitos e muitas não vão concordar comigo e eu respeito, mas sinceramente eu acho que as mulheres só tomaram estas medidas "machistas" pela simples falta da compreensão e sensibilidade masculina. Elas não podiam mesmo continuar ser "escravas" de tantos "trogloditas" que existiam e existem por aí (maridos, patrões, dirigentes) e os homens por sua vez(sem generalizar), que são os verdadeiros "sexo frágil", borram de medo de serem "mandados" por suas esposas, namoradas, chefes, etc. Pura falta de segurança. Medo de perder o "poder", qdo na verdade nós sabemos que entre o homem e a mulher não existe diferença de poder, não deve nem existir poder, somos todos iguais.

    Acho que já falei demais, me desculpe, mas vc arranjou um assunto que muito me interessa e que eu gostei muito de discutir.

    Um grande abraço!

    ResponderExcluir
  15. Bem, to meio corrida agora, mas voltei apenas para dizer:



    qdo na verdade nós sabemos que entre o homem e a mulher não existe diferença de poder, não deve nem existir poder, somos todos iguais.



    Fabinho, estou te aplaudindo aqui!!!
    Perfeito, perfeito.
    Voce disse praticamente o que eu quis dizer, apenas extrapolei um cadim nas palavras.
    Parabénssssssss pra você.
    Tá ai, um HOMEM de cabeça iluminada, que caminha com as mudanças.
    Nota milllllllllllllll pra você Fabio! MILLLL!

    Beijoooooo, inté mais!

    ResponderExcluir
  16. Sil,

    Nas suas palavras você concordou com o que eu disse.Em nenhum momento eu disse que a mulher tem de abri mão dos direitos alcançados.
    Eu disse que ela mudara,m mais depressa que os homens porque era o interesse delas e eles não mudaram porque não era o interesse deles.
    Quando eu digo darem um tempo, é porque eles agora percebem essa necessidade e até estão dispostos, só não sabem como.
    Já tem 50 anos mas a mulher ainda não consolidou essa conquista e muitas não sabem o que fazer com elas.
    Quando proponho um assunto desses, eu prponho de um modo geral, não estou analizando a mim ou qualquer uma de vocês individualmente, estou discutindo a sociedade.
    Para você ver que isso ainda é um assunto mal resolvido, e so ver como ele ainda causa indignação.
    A segunda parte do teu comentario fala exatamente na necessidade de caminharmos juntos, por isso falo na necessidade delas entenderem a crise ppela qual eles passam. Com radicalismo eles continuarao na defensiva e não havera crescimento.
    A fase do radicalismo já passou e a mulher precisa entender isso.
    As bandeiras agora so criam maior distanciamento.

    E minha querida, quando eu coloco um tema desses em discussão, eu sei que criara polemica, mas eu o coloco justamente para que a gente se esclareça cada vez mais, escutando a opinião de diversas partes, para que possamos conduzir melhor nossas vidas em busca da felicidade, e acompanhados.

    Enquanto eu te respondia olha o Fabinho falando do medo dos homens..

    Beijão, minha sempre querida Sil

    ResponderExcluir
  17. Bato palmas pras minhas queridas
    Sil e SANDRA !

    \o/ \o/ \o/

    Concordo com quase tudo do Fabinho , menos quando diz que buscamos segurança no homem.
    Buscamos mesmo é afeto , cumplicidade , parceria , AMOR.


    Sem mais à dizer ...
    Deixo BjO Grande , Lufe .



    PS:
    Nunca me identifiquei com o termo FEMINISTA , sempre com o FEMININA .
    Não acredito que pra se ser livre , independente
    , dona de suas vontades e anseios tenha
    que se perder a doçura .
    Aliás , esse termo "FEMINISTA" tá pra lá de
    antigo , fora de moda , ...Rsrs

    ResponderExcluir
  18. Lufe,

    Perdi as contas das vezes em que disse que como não queimei sutiã na praça, não tenho qualquer compromisso com o feminismo. Às vezes, em conversas com mulheres, até mesmo em sala de aula, sou vista como traidora da classe...rs

    Não quero "direitos iguais" porque nós, mulheres e homens, não somos iguais. Quero ser respeitada na diferença, o que é muito mais inteligente. ;)

    Beijos, ótimo post!

    ℓυηα

    ResponderExcluir
  19. Fabinho,

    Você expressou exatamente o que penso.

    O que eu estou colocando em questão é como chegar a isso. As diferenças e discordias estão colocadas à mesa. Homens e mulheres tem que chegar a um concenso.
    Como? Essa é a pergunta!
    Quando eu falo de deixarmos o radicalismo de lado, eu penso que se ambos ainda mantiverem os resquicios do passado,e atuarem na defensiva, havera maior dificuldade num concenso.
    Você disse muito bem, os dois lados tem que saber que não existe luta por poder. Isso já acabou.
    Fique a vontade para falar o que quiser e quanto quiser ...

    um abraço.

    ResponderExcluir
  20. Malu,

    Concordo com você quando diz que a mulher tem que ser feminina, ela sempre sera assim, não se pode querer mudar a natureza delas.

    Eu so não concordo com a radicalização, seja de que lado for.
    Estou colocando que existe um conflito, e olha ele aqui instalado.
    Vocês, pela convivencia, sabem como penso, e sabem defendo sempre a mulher.
    Não concordo quando ela levanta bandeiras e finquem o pé.
    Da forma que estão falando, em resumo dizem o seguinte: Vocês que se danem...quem tem que mudar são vocês... não aceitamos esse comportamento....preferimos viver sozinhas do que com vocês....
    Na minha exposição do problema eu peço simplesmente mais compreenção, para que eles busquem esta mudança.

    bjo
    Quando vocês sabem que não é assim...

    ResponderExcluir
  21. Oi Luna,

    Achei interessante a sua postura, que trouxe a visão de uma mulher da geração pós conquistas.
    Você ja nasceu com liberdade e acesso social.

    "Não quero "direitos iguais" porque nós, mulheres e homens, não somos iguais. Quero ser respeitada na diferença, o que é muito mais inteligente."

    Eu acho que é por aí, respeito mutuo ás diferenças, e não querer que o outro seja conforme determinamos.

    Achei legal

    bjos

    ResponderExcluir
  22. Oi querido Lufe....
    Você e seus assuntos polêmicos....
    E o melhor é que você morre de rir quando eles realmente agitam o blog!!!!!!!!
    Então, tá.....
    Polêmica??!!!!


    Não percebo o comportamento machista como sendo algo cultural...
    Acontece em outro nível....
    É antropológico.
    É instintivo.
    É uma programação pré-estabelecida
    E o mais curioso?! (agora vem, hein?!!!!!).....

    Esse comportamento machista, da humanidade, e não dos homens, é fundamental, na verdade é vital para a sobrevivência da humanidade.....
    Se não fôssemos uma espécie machista, não estaríamos aqui agora.....
    Observe que as poucas civilizações que deram algum real valor ao poder feminino, se extinguiram....
    Digo algum porque na totalidade seria desumano.... Literalmente.....
    Porque?!
    Porque o Real Poder, a energia divina pura, com todo o seu potencial de criação, é feminina....
    E, neste plano, na espécie a qual nos propusemos vir, com este grau de evolução que temos, não estamos preparados para manifestações em massa da energia divina pura....
    Seria catastrófico para esta e outras dimensões....
    Haja visto por vocês, homens, que quando uma mulher resolve " enfeitiçar" vocês, vocês vão a nocaute... Isto é uma pequena amostra desse poder....
    Digamos: a amostra mais mundana.

    Quando uma mulher tem em si, um pouco (pouco, repito) dessa manifestação de poder puro e pleno mais desenvolvido, vocês homens não conseguem sequer acompanhar e as mulheres que o têm geralmente dão uma "surtada"..... Ou várias surtadas na vida....
    ...... PERO QUE LAS HAY.... LAS HAY..........
    Usei exatamente esta frase em uma conversa com você, lembra???!!!!!
    Linka tudo que você vai entender outras coisas mais.....

    É o verdadeiro poder, buscado, almejado por muitas escolas iniciáticas, ocultas e afins....

    Esse Poder existe, é nosso (das mulheres) e alguns exemplares da raça vieram com Ele latente pois já trabalharam com isto em outras ocasiões.....
    E como disfarçar esta potência toda?! E assim nasceu o falo, que irá distrair TODA a humanidade, quem o tem e quem o quer.....

    Um beijo muito carinhoso no seu coração, sempre.

    ResponderExcluir
  23. Lufe ,
    Sabes que Te Adoroooooo ...


    Mas olhe , os homens não esses coitadinhos assutados que vc descreveu aí.
    O que tenho visto é muito homem querendo se dar bem
    na independência da mulher .
    Ou seja , adoram que tenhamos uma casa prontinha ,
    toda arrumadinha , cheirosinha ,onde eles possam se instalar ...Rsrsrs

    Quer saber a hora que tremo quando conheço
    um cara ?
    É quando tenho que dizer que moro sozinha , o
    bichinho logo quer se aninhar ...KKKKKKKKkkkkkk ...
    Hoje é o homem que se faz de bobo ,e ,como quem não quer nada , se a gente não abre o olho , vai ficando ...
    Socorro !!!!
    KKKKKkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk ....


    Pode me bater que eu deixo !!!


    KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKkkkkkkkkkkkkkk ..
    KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk ...

    ResponderExcluir
  24. Lu.

    Depois eu te respondo, pois eu tenho que digerir isso direitinho....

    beijim

    ResponderExcluir
  25. Lu,

    Você entrou numa questão que eu te confesso não estar preparado pra dizer nada.
    Você entrou no plano espiritual, de energia divina, aí você me derruba.
    Que a mulher tem poderes que ela mesmo desconhece, é fato.
    A mulher se supera e tem reações inesperadas que surgem instintivamente, também concordo.
    Agora, você falar que o falo surgiu pra disfarçar a supremacia da mulher, aí você dançou completamente o meu cabeção....rs
    Não dou conta de discutir isso com você....
    Depois você me explica isso direitinho, agora eu quero saber essa outra visão que desconheço. E isso é serio, quero mesmo!

    Beijão procê

    ResponderExcluir
  26. Malu,

    No fundo nos estamos falando a mesma coisa..
    Eu não estou chamando os homens de coitadinhos, você me entendeu mal.
    O que eu disse é que só agora eles veem necessidade de mudança, isso nunca foi assunto para eles. Eles observaram o progresso das mulheres de longe. Eles agora querem mudar e não sabem como e as mulheres não estão receptivas para ajuda-los.
    Esse tipo de homem que você falou, nos ja estamos acostumados com isso...rsrs
    Sempre houve ao contrario.
    Mas o homem do nivel que vocês querem, não se encontra com facilidade. E as mulheres os estão afastando com a radicalização. As mulheres já estão se relacionando com o pé atras....como se todos os homens fossem cafajestes.
    Você não entendeu que o que estou discutindo é a favor de vocês? É só se desarmarem e dar uma chance maior, uma maior abertura...

    bjo

    ResponderExcluir
  27. Lufe, parece que entramos numa sintonia de assuntos...rs
    Os polemistas acima estão todos com razão, porque assim é a humanidade cada um com seu ponto de vista. Eu tenho 56 anos e passei por pelo menos 70% da revolução em minha vida adulta,
    vi muitas mulheres quebrando a cara e correndo atrás e a maioria dos homens sempre diminuindo os esforços delas, por comodismo? por medo? por machismo?por educação recebida? Não sei.
    Alguém disse: sobe no vagão e vamos com a gente, os homens, em sua maioria, ficou na estação achando que lá era o melhor lugar e agora estão descobrindo que o trem não passa mais nessa estaçao!
    Não achei machista seu texto, achei ele oportuno para que cada um pensasse sobre o assunto. Deixei no meu blog um recado para você mas vou repeti-lo agora...
    Lufe,você é um dos homens que eu conheço que estão mais perto do universo feminino.
    bjs
    Jussara

    ResponderExcluir
  28. Jussara,

    Agradeço de coração o elogio.
    Alimenta o meu ego.

    bjo

    ResponderExcluir
  29. OLÁ MEU CARO LUFE.ACHEI BASTANTE INTERESSANTE SEU TEXTO SOBRE AS MULHERES.VC,COLOCOU UM MONTE DE VERDADES.PORÉM DEU AINDA UM TOQUE DE MACHISMO QUANDO DIZ QUE HOMENS SÃO EXIGIDOS E ESTÃO ASSUSTADOS COM A FORÇA DA MULHER.E DESDE QUANDO UMA MULHER PRECISA EXIGIR QUE O MACHÃO SE APRESENTE...ELA AGORA NÃO NECESSITA DE HOMENS NEM PARA TER UM FILHO.SÓ PEGA O BICHINHO CONGELADO E PRONTO.NÃO PRECISA DE COLO DE HOMEM PARA SER FELIZ E COMPLETA.OLHE PARA AS ESTATÍTICAS...UMA MULHER DE VERDADE E AMADURECIDA, NÃO UMA ADOLESCENTE BOBINHA AINDA, PASSA MUITO BEM,SEM A PRESENÇA DO SEXO MASCULINO, POIS TENDO AMIGOS E AMIGAS, VIVE MUITO BEM OBRIGADA! PORÉM SE TIVER UM AMOR AMIGO, ELA ESTARÁ BEM TBM...ABRAÇÃO DA ELIANE.

    ResponderExcluir
  30. Gente,

    Isto aqui está muito bom hoje..LUFE, tu vais apanhar da mulherada.
    Como tu que és um cara tão sensível, tão querido, que nos entende tanto, fica nos tentando convencer de que tudo o que conquistamos é "errado" e que deveríamos retroceder?
    Amei o que a Sil, a Malu, o Fabinho, a Luciana, o Gera e a Eliane escreveram.
    Discordo de quem não nos acha inteligentes o suficiente com nossa postura! Como bem disse a Sil citando a Martha Medeiros: "Tem mulheres que gostam de ser mulheres, e tem mulheres que gostam de ser patroas".

    Beijinhossssss

    ResponderExcluir
  31. Apesar de toda essa mudança na vida das mulheres eu ainda sou uma mulherzinha e adoro!

    ResponderExcluir
  32. Um BEIJOOOOO para o Fabinhoooooooooooooo
    e para o Fabinho tudooooooooooo
    rsrsrssrs Lufe, tu vai apanhar rapazinho, a mulherada ta que ta...rsrsrs
    Enquanto eu vou la conhecer o Fabinho, se eu fosse OCÊ, eu ja colocava outro post ai no Buteco.
    Beijosss

    ResponderExcluir
  33. Sandra,

    Aonde eu disse isso?
    Em que momento eu disse que a mulher deve abrir mã de suas conquistas a favor dos homens?
    Eu não disse que alguem não é inteligente.
    Eu estou falando de avanço.
    Da forma como você está colocando, parece que a Martha diz que tem mulher que gosta de ser mulher e tem mulher que gosta de ser patroa para mandar? parece que você entendeu assim.
    Em nenhum ponto do texto(eu tive esse cuidado) eu menospreso ou diminuo a mulher ou a sua luta e conquistas. Nem em minhas respostas aos comentarios você vê isso.
    Não tenho o proposito de criar antagonismo.
    Peço que releia o texto e me aponte onde houve algum aspecto machista ou de menospreso ou onde eu disse que as conquistas foram erradas ou que deviam retroceder.
    Eu simplesmente fiz a proposta de uma discussão, onde eu coloco que eu acho que este fundamentalismo apresentado pelas mulheres esta afastando os homens, e se elas não deviam abrandar o tom das cobranças, pois a epoca de bandeiras desfraldadas já passou, ela não tem o que mais conquistar, ela alcançou o topo.Ela agora esta em busca da felicidade e ela passa por um bom entendimento com o sexo oposto.
    E quando eu falo de fanatismo xiita eu falo tambem da não aceitação de ideias antagonicas.
    Eu nunca disse que quem não concorda comigo esta errado, embora possa não concordar.
    E você não acha completamente fora de proposito a ideia de que o homem é desnecessario?
    Ai eu já acho fundamentalismo xiita radical...rsrs
    Dê uma outra olhada no texto com isenção e tente achar os pontos que você destacou.
    Estou achando que vocês estão radicalmente contra uma ideia que eu não lancei e nem toquei nela.O meu texto diz claramente que os HOMENS TEM QUE APRENDER a se relacionar com a nova mulher.

    bejos

    ResponderExcluir
  34. Laura

    Seja bem vinda.
    Digo a você o mesmo que disse a Luna.
    "Você trouxe a visão de uma mulher da geração pós conquistas.
    Você ja nasceu com liberdade e livre acesso social.
    A sua geração lida bem com estes assuntos.
    Volte mais, será um prazer.

    bjo

    ResponderExcluir
  35. Rosane,

    Eu acho que você esta enganada.
    O Fabinho disse exatamente a mesma coisa que eu disse de uma forma mais resumida.
    Faça uma releitura do texto e me diga onde eu fiz algum comentario machista, ou de depreciação, eu apenas disse que o radicalismo que as mulheres estao colocando em defesa de seus posicionamentos estão afastando os homens. Não é mais necessario este tipo de atitude.
    E não adianta querer mudar o homem na marra.
    E preciso um novo entendimento, uma reflexão. Essa foi a proposta do texto e isso esta claramente explicito nele.

    Vocês estão bravas atoa....rsrs

    bjos

    ResponderExcluir
  36. Lufe, meu bem!

    HOMENS TEM QUE APRENDER a se relacionar com a nova mulher.


    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk mas como ELES NÃO APRENDEM, a briga "Entre Aspas" segue.
    Sabe o que eu acho, pra resumir? Senão o assunto vai longeeeeee?
    Cada um escolhe o que quer, e quem quer.
    Homems de mente arcaicas, ficam as mulheres que pensam como eles, Homem que conseguem ir além do seu tempo, se relacionam com mulheres desse nipe, e vive versa.
    Pronto. "Cabô" o ó do borogodó kkkkkkkkkkkkkk

    Ninguem tenta mudar ninguém e ponto final.
    Os iguais ficam com os iguais.
    Eu tenho a opção (graças a DEUS) de decidir se quero um homem retrógrado, ou um homem moderno.
    O mundo tá cheiooooooo de homens e mulheres!
    As escolhas estão ai, e ponto.
    Cada um se relaciona com a pessoa que quer.
    Livre arbitrio meu caro.
    E vamos que vamos hehehehe.
    Eu continuo a espera de um MODERNO.
    Não desisto nunca kkkkkkkkkkkk.

    Beijooooo com pão de queijo. Quer? Vem pra cá que to tomando meu café no PC (Isso que é vicio) kkkkkk

    ResponderExcluir
  37. PS: Homem que conseguem ir além do seu tempo, se relacionam com mulheres desse nipe..

    * Homens *

    Engoli o S com o pão de queijo hehehehehe

    ResponderExcluir
  38. Lufe, desculpe!
    Mulheres lembrem-se vocês educam os homens!
    Vamos começar a te-los do nosso lado, não na frente e não atrás!Eles estão com medo, sim!O problema é que foram educados para não declararem isso formalmente. Mulheres não precisam de homens para nada (nem para fazer filhos),como vocês se sentiriam se a frase fosse ao contrário? Mulheres precisam de homens sim, pra serem companheiros para terem outro ponto de vista sobre o mesmo problema pois eles são mais pragmáticos.E isso não invalida qualquer conquista feita por nós ou por eles. Atenção: homem chora!
    bjs a todas
    Jussara

    ResponderExcluir
  39. Sil,
    concordo em genero, numero e grau com você.
    Tem um chinelo pra cada pé, pra cada sapo uma sapa. A unica coisa que eu estou falando é que a vida passa, as novas gerações já superaram estes assuntos a muito tempo, e a nossa ainda fica com este tipo de radicalismo criando abismos.Converse com os homens de seu relacionamento e veja se algum deles encara mulher com posicionamentos radicais como: ou você se enquadra do jeito que eu quero ou cai fora! Duvido que algum deles encare, É disso que eu falo. Pessoas mais sensiveis de ambos os sexos normalmente se dão bem. Quando já parte com predisposição ou com resquicios de relações passadas, aí nada funciona.
    A discussão colocada sempre foi de forma ampla, sem nenhuma conotação individual, portanto não existe nenhum melindre...
    O pão de queijo me deu agua na boca...
    Vou assar um pra mim...

    bjo, daqui a pouco com pão de queijo....rsrsrs

    ResponderExcluir
  40. E quem falou que eu estou brava???
    estou é rindo um monteeeeeee e estou amando essa discussão, você é que ja veio para cima de mim ai com um monte de palavras e eu nem disse nada.
    to ki Ó, só na surdina, espiando tudooooo
    O Fabinho falou e falou bonito
    Até AMEI as palavras do fofo do Guará:

    "Mas infelizmente algumas mulheres resolveram copiar o que tem de pior nos homens: A arrogãncia, prepotencia e o machismo.
    Mas a maioria cresceu na boa.
    Guará Matos."

    Concordo com ele...beijos Guará.
    Mas, não trepudiei você né fofo e nem to brava não...
    Lufe, homens e Mulheres sempre serão diferentes, somos uma criação Magnifica, justamente porque somos diferentes, só precisamos dar as mãos e seguir admirando-se mutuamente e reconhecendo o que a de melhor e pior em cada um...essa é a magia, encaixarem-se nas diferenças,mas, diferenças que não os torne um melhor que o outro.
    Precisamos ó Deus desses homens prepotentes, arrogantes e machistas,rsrsrs {palavras do Guará}
    e eles precisam de nós femininas, gostosas, inteligentes,criativas, guerreiras,
    aconchegantes,sensiveis,bla e bla e bla......
    Limites,,,o tal do limite é o que estragam alguns homens e algumas mulheres...
    Lufe você é um fofo ta...tem pão de queijo ai?
    você e a Sil são dois filhos de uma boa mãe, porque agora estou com vontadeeeeeeeeeee do PÃO DE QUEIJO...
    Beijosssssss e o próximo post...denga nóis UAI...

    ResponderExcluir
  41. Sabe o que acontece com muitas mulheres? Crise de identidade social. No tempo da vovó ela sabia que sua função estava relacionada basicamente aos cuidados do lar e ao vovô competia trazer o pão nosso de cada dia.Com as mudanças ( ave cheias de graça) tanto o homem quanto a mulher já não sabem quê papel ocupam, o que exigem do casal do século XXI muito dialogo e jogo de cintura.

    Este post tem muito pano para manga rs

    abraços

    http://karlinebatista.blogspot.com

    ResponderExcluir
  42. Ai... cheguei já com a fogueira ardendo..rs
    Não tenho muito a acrescentar a tudo que já foi dito.
    Posso parecer simplista, mas acho apenas que homens e mulheres estão tentando se encontrar, em mundo que muda cada vez mais rápido.
    E é claro que nesse processo, como em toda mudança, às vezes se quer correr em direção ao futuro e, em outras, dá mesmo é vontade de que nada tivesse mudado. E esses sentimentos atingem homens e mulheres, sem distinção.
    Há um preço a se pagar sempre! Para tudo nessa vida.
    O segredo, para mim, está do no que o oriente chama de "dourado caminho do meio". Sem extremismos de nenhum dos lados.
    Se é fácil? Claro que não.
    Mas também ninguém disse que seria..rs
    Gostei do texto e de toda reflexão/discussão que gerou.
    Beijão querido!

    ResponderExcluir
  43. Pô cara, o boteco pegando fogo hein. Que beleza!

    Eu só penso uma coisa, as mulheres vão dominar o mundo! Elas já estão quase lá...

    um abraço

    ResponderExcluir
  44. TEMÁTICA DELICADA ESTA Ñ?
    DÁ MUITO CALDO...
    Ñ SOU LÁ UMA FEMINISTA, NEM GOSTO DE SER EXTREMISTA, PRFIRO O EQUILIBRIO DAS COISAS.
    REALMENTE MUITAS VERDADE FORAM DITAS AQUI, VEJO QUE OS DOIS LADOS SE ENTREOLHAM COM MEDO DE SE TOCAREM MAIS FUNDO, UM ORGULHO BESTA TIPO: SE EU DER O BRAÇO TORCER PRIMEIRO SEREI UM (A)FRACASSADO(A).TRÁGICO ROMANCE GREGO, SERÁ Q SOMOS COMO SOL E LUA, ÁGUA E ÓLEO? MAS O SOL DEPENDE DA LUA, ASSIM COMO O INVERSO, E ÁGUA E ÓLEO PODEM SE MISTURAR,BASTA UM POUQUINHO DE FOGO!
    JÁ TÁ SAINDO UMA FAÍSCA AQUI!RSRS
    ABRAÇOS, OS BREJOS SENTEM A FALTA TUA!

    ResponderExcluir
  45. Deus do céu, Lufe!!! Tive uns probleminhas "técnicos" e sumi logo depois de você me oferecer um banquinho aqui neste buteco animadíssimo... aí, reapareço em meio a este alvoroço, a este angu de caroço...
    Depois de tudo o que já foi dito, só tenho uns pitaquinhos simples: As nossas conquistas, frutos dos nossos anseios, da explosão gradativa de uma infinidade de repressões impostas à mulher - até por ela mesma - ao longo da história, eram inevitáveis. Acompanhá-las ou não, aceitá-las ou não, depende de cada um.
    A feminilidade, a meu ver, foi e é uma "arma" neste processo, que não tem fim.
    Beijos!!!

    ResponderExcluir
  46. Lufe, texto perfeito, eu concordo com vc quando diz que as mulheres cansaram, é dupla e as vezes tripla jornada, eu mesma tem dia que tô doida..rsrsrs
    é complicado essa questão da dificuldade do homem assimilar essa revolução, mas acredito que até as mulheres estão com dificuldade de assimilação, elas ficaram independentes, mas também ficaram preconceituosas, feministas ao extremo, exigem ser tratadas de igual para igual,mas quando isso acontece cobram sensibilidade do sexo masculino?? me poupe, tem muitas que não sabem o que falam, não sabem o que querem, estão confusas e mesmo assim se sentem cheias de si, dizem que não precisam de homens, mas quando chegam em casa e estão sozinhas ficam sonhando com o "homem perfeito", também acredito que as mulheres vão dominar o mundo mas se elas continuarem egocentricas como a maioria anda vão dominar sozinhas, o que para mim não tem muita graça.Se os homens são grossos, insensiveis de quem é a culpa? de nós mulheres que fomos péssimas mães...Claro que tem muito espertão por ai querendo tirar vantagem tanto do sexo masculino como feminino,e suas mães coitadas fizeram de tudo para que fossem gente de bem, Caramba o mundo tá uma bagunça danada...rsrsrs
    bjinhos

    ResponderExcluir
  47. Acho que não vou discutir o meu ponto de vista. Entretanto concordo com o que o Lufe falou sobre o papel importante que as "mães" têm na formação desse novo homem. A criação tem função fundamental nesse assunto. A minha geração (56 anos) ainda sofreu muito com o maxismo e acho que minha filha sofrerá um pouco menos com os homens da geração dela (22 anos), mas os filhos dela deverão ser a tal geração de novos homens. Eu criei meus filhos (2 meninos e 1 menina) já bem diferente do que fui criada, com direitos e deveres iguais, com a mesma quota de liberdade e responsabilidades, a mesma orientação sexual. Eles estão se saindo muito bem e espero que não seja só "sorte".
    Veremos...
    Beijokas, Lufe, e saudades.

    ResponderExcluir
  48. (Lufe, o seu comentário no post anterior poderia virar um post novo, está excelente. Muita gente não tem noção de que a liberdade de voto que se tem hj foi luta brava pra conseguir. E simplesmente não se dá valor pra esse fato, discute-se quem era mais crente qdo criança e bexigas, bolas de papel).

    Eu não vi machismo no post, nenhum. Ué, é um panorama realista: a mulher conquistou seus direitos, coisa que é recente (tantos anos em papel secundário, ainda há coisas para se conquistar e a reinvidicação por liberdade começou só nos 60.).
    Com a conquista dos direitos, novos dilemas, qual papel deverão fazer? repetir os erros dos homens, tentar novos rumos, voltar ao "tradicional" papel secundário. Foi essa questão levantada e analisada, nada tem de machista aqui não.

    e é um retrato mesmo do que acontece, está bem claro. infelizmente não dá pra dourar a pílula e passar perfume, muita coisa anda complicada na cabeça de muita gente, não é?

    eh isso ai, parabéns pelo post!

    ResponderExcluir
  49. Lufe,

    Amigo Querido, eu não quis brigar contigo em momento algum.
    Quando citei a falta de inteligência não citei teu nome, apenas repeti o que uma das meninas aqui mesmo falou, como não queria polêmica não coloquei o nome, é só olhar as respostas que está lá.
    Creio que homens e mulheres devam andar lado a lado, deveres e direitos iguais. Foi apenas isto que eu quis falar desde o início.
    Ahhhh......e que fique bem claro, eu gosto de homem sim!
    Repito mais uma vez, a mulher deve ser feminina e saber se valorizar.

    Continuas morando no meu coração, apenas pensamos um pouco diferente de vez em quando!
    Aliás, não só eu como várias outras meninas que por aqui estão....

    Beijinhosssss

    ResponderExcluir
  50. Lufe,

    Muito bom o seu texto! Colocou muito bem as coisas, em seus devidos lugares. Acho que o termo que você usou "nova ordem social", traduz à perfeição o que estamos vivendo nesse momento. Talvez seja chegada a hora em que homens e mulheres possam se ver como pessoas. Pessoas, apenas. Não diminuindo as diferenças ou coisa que o valha. Mas são pessoas. Cada qual brigando por seu espaço, por sua vida. Por um direito. Por trás de todas as situações humanas existentes, encontramos protagonistas que são pessoas. Você é um homem e tem características ditas "femininas". Eu sou uma mulher e tenho características ditas "masculinas". É chegada a hora, talvez, de que isso não importe tanto assim. De parar com essa coisa de "padrão". Não sei, talvez a nova ordem social passe por aí. É uma ideia, apenas a minha, mas é o que penso. Quando lido com um homem, não penso que ele é assim ou assado por ser homem. Penso que é uma pessoa. Que pode ser assim ou assado, com coisas boas que admiro ou coisas que abomino. Não por ser homem.
    (Comentário extremamente extenso, sorry. Mas o assunto é "palpitante")

    Beijos, pessoa!

    Carla

    ResponderExcluir
  51. Rosane,

    A minha resposta anterior foi pelo fato de você elogiar o comentário do Fabinho e ao mesmo tempo falar que as mulheres iam me pegar pelo que eu disse e que eu devia colocar outro post.
    Eu disse que você estava enganada, pois eu e o Fabinho estávamos falando a mesma coisa!
    O que eu disse depois foi contestando argumentos de que meu texto era machista, longe disso.
    Quando eu posto um assunto polemico é claro que eu sei que vai gerar polemica.
    Se você prestar atenção, tirando os radicalismos, todos nós estamos falando a mesma coisa.
    E pode ter certeza, quando eu posto de maneira genérica eu vejo as criticas também de maneira genérica e nunca pelo o lado pessoal


    Karline,

    Bem vinda, obrigado pelo comentário.

    Você destacou um aspecto importante, a crise de identidade social.
    As mudanças foram muito rápidas, em um prazo muito curto, mudanças de interesse e necessidade de um só lado da questão, que perderam o script.
    Estão no meio da peça e não sabem qual é a fala da próxima cena.
    Vão ter que fazer uma reunião de coxia.

    Volte mais, será sempre bem vinda.

    Rê,

    Você destacou um fato relevante de que no meio deste processo avassalador, existem atores mais ativos, outros de entendimento mais lento, uns com necessidade premente e outros que nem querem mudar. É necessária uma reorganização geral, e ela só é possível se os envolvidos estiverem dispostos a negociar.


    O Cara da Mina,

    Elas já dominam, pode acreditar, elas já dominam



    Rita,

    Como você disse é preciso um dialogo sem preconceitos, aí se consegue o equilíbrio.

    Pode deixar que eu passo lá...rsrs



    Lu,

    O banquinho ta reservado, é só chegar...

    Chega-se em um ponto no processo histórico que as coisas acontecem porque tem que acontecer, as conjunturas levam a isso, é inevitável.
    Leva todos de roldão, uns surfam na onda formada, alguns bóiam e outros desaparecem no turbilhão. Depois é necessário arrumar a casa de acordo com a nova ordem. Até o próximo Tsunami.... Prevalece a essência dos seres.


    Beijo pra quem é de beijo e abraço pra quem é de abraço

    ResponderExcluir
  52. Nika,

    É bom te-la de volta

    Existem alguns excessos de lado a lado e as vezes alguém se perde no processo.
    Eu também acho que as mães tem um papel imprtante.


    Lua,

    Concordo com você, em qualquer processo de transformação social é de extrema importância a educação, o estabelecimento de valores. A Família tem um papel fundamental.

    Estou em falta, logo corrijo...rs


    Alexandre.

    Deve sair um antes do segundo turno, é um assunto que me incomoda.
    Depois do turbilhão, tem que se reorganizar, absorver tudo de bom, eliminar os excessos, e traçar uma nova ordem.
    Pareceria simples, se os envolvidos não fossem seres humanos, com todas as suas mazelas.


    Sandra,

    Quando eu faço um post polemico, eu sei é claro, que ele gerará polemica.
    O post fala de uma conjuntura social que precisa ser repensada.
    Isto é genérico. Envolve a raça humana.
    Eu não considero as contestações pelo lado pessoal, e nem posso levar, pois não fui eu quem gerou esse processo. Ele esta aí e é real.
    Eu só o trouxe para que discutíssemos a respeito. As discussões estão na mesa.
    Não existe o certo ou errado, existe sim a verdade da cada um e eu considero que ela não deve ser confrontada.
    É direito de cada um expor seu ponto de vista e ele deve ser respeitado.
    A gente só cresce respeitando as diferenças, não é mesmo?
    Eu procuro agir sempre assim.

    Carla,

    Que dia vamos passear no rabo de foguete?....rsrs
    Carla você pode expor o que pensa sem se importar com tamanho de texto, não tem nenhum problema.

    Você colocou um ponto também interessante, por isso é bom ler as opiniões.
    Cada uma abre um novo ângulo.
    Quando você diz considerar o ser humano como pessoa, independente do sexo, você nos coloca uma visão acima de qualquer preconceito.
    Na verdade não interessa se é homem, mulher, homossexual, negro, amarelo, judeu, palestino, árabe, pobre ou rico, acima de tudo ele é uma pessoas e deve ser tratado como tal. Agora, essa pessoa pode prestar ou não! Mas a gente deve buscar se relacionar com quem é “gente”!!
    Gostei!!


    Beijos e abraços

    ResponderExcluir
  53. Lufe!
    As mulheres conquistaram o seu espaço, e acho muito bem, para alguns homens não é muito fácil aceitarem isso,principalmente esses mais antigos.
    No dia da mulher aqui, acho que algumas mulheres ultrapassam e muito o que é razoavel.

    Abraço,
    José.

    ResponderExcluir
  54. Josè,

    A gente tem lido e observado que este fenomeno é mundial e me parece, segundo seu relato, que você observa essa radicalização tambem aí em Lisboa. Isso é uma pena!

    abço

    ResponderExcluir
  55. Jefferson.

    obrigado....
    Apareça mais..
    Volte outras vezes.

    abço

    ResponderExcluir
  56. Rosane
    A minha resposta anterior foi pelo fato de você elogiar o comentário do Fabinho e ao mesmo tempo falar que as mulheres iam me pegar pelo que eu disse e que eu devia colocar outro post.


    Hei,Lufe...foi apenas uma brincadeira, longe de mim querer que troque seus post, ate porque se eu não gostasse não viria aqui todos os dias...
    Desculpa, de repente você pode ter interpretado de outra forma, foi apenas brincadeira mesmo ta.
    Beijoss

    ResponderExcluir
  57. Lufe, retorno, porque o tema é interessantíssimo.
    Gostei de ler o que respondeu sobre o meu comentário, gostei muito que tenha entendido tão bem o que eu quis dizer!

    Você é uma PESSOA extremamente sensível e rara.

    Um beijo

    Carla

    ResponderExcluir
  58. Lufe ,

    Cadê você ????
    RsrsRs ........... :)


    BjO Grande de Boa Tarde !

    ResponderExcluir
  59. Meninas, fiquem calmas.

    Coloquei o Lufe de castigo, mas em breve ele estará de volta. kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk



    LUFEEEEEEE, beijooooooooo nocê, meu querido!!!

    ResponderExcluir
  60. Lufeeeeeeeeeeee as mulheres te amammmmmmmmmmmm
    não desapareça, quem é que vai cuidar do buteco, quem é que vai postar textos bom para briga?
    A culpada é a SIL????
    Lufeeeeeeeee
    rsrrsrs Beijosssssssssss


    Obs: meninas eu acho que ele esta fazendo charminho só para ver se iamos nos preocupar... que vocês acham?

    ResponderExcluir
  61. Querido Lufe, quanta polêmica encontro neste Buteco hoje ! Você tocou fogo no balcão. Uau ! Adorei rss.

    Vamos lá ao meu humilde pitaco nesta grande e maravilhosa mesa de bar:

    O mundo mudou e vem mudando. Mas não mudou tanto assim. Vamos dizer que vivemos realidades paralelas:

    Conheço muitas mulheres completamente submissas ao marido. As delegacias de mulheres e os assombrosos casos de crimes passionais demonstram que o homem ainda tem uma visão deturpada da mulher como um objeto. E muitas mulheres ainda se vêem como objeto.

    Isto é um ponto.

    Outro ponto é a idade. Sou casada, muito bem casada com um homem MARAVILHOSO. Amigo, companheiro etc e tal. Isso não nos redime de termos lá os nossos probleminhas.

    Quem não os têm?? Mas, se algum dia eu vier a me separar, nem de longe penso em ter outro casamento. Não nos moldes do que tenho hoje. Pq vou estar em outra etapa da vida. (ou não ! rss)

    Conheço muitas moças entre 20 e 30 anos que querem EXATAMENTE, PRECISAMENTE, casar e ter filhos. MESMO SABENDO QUE PODE NÂO DAR CERTO, como você disse no seu texto. Mas não encontram " O CARA".

    Realmente, o nível de exigência feminina vem aumentando. E o nível do "não quero me envolver" também. Com tantas ofertas por aí? Que homem vai querer se amarrar tão cedo?

    O fato é que, mesmo quando se encontra essa tal provável cara metade, a convivência continua difícil, como vc bem disse. Porque conviver é difícil mesmo. Mas acredito que quem se propõe a isso está tentando se acertar.

    Muitos dos meus amigos trocam fraldas, levam filhos a festinhas da escola e dividem as tarefas domésticas. E isto tb dá polêmica! principalmente quando o pai quer dar o tom na criação dos filhos e a "mãe leoa" quer o afastar.

    Tenho um amigo que se separou há uns seis anos e desde esta época já brigou pela guarda compartilhada do filho. Para ele não servia ver o filho só nos fins de semana. Ele exigiu o seu papel de PAI.

    Aí eu te pergunto: Nós mulheres, mães, estamos preparadas para isso? Confesso que tem dias aqui em casa que a leoa aqui faz cara bem feia rss.

    Ou seja, ADOREI o tema. Precisamos falar dessas coisas, ouvir o que as pessoas têm a relatar, para que as atitudes REALMENTE continuem a evoluir.

    Desculpe o testamento, nem sei se fui clara no que quis dizer.

    um beijo grande

    ResponderExcluir
  62. Lufe,

    Vc acredita mesmo que a mulher conquistou alguma liberdade verdadeira?
    Ainda ganhamos menos salário pelo mesmo serviço, ainda somos integralmente responsabilizadas pela educação ou falta de educação dos filhos, ainda somos mal faladas se tomamos a iniciativa amorosa, ainda somos avaliadas pela beleza física e pela idade, etc etc etc
    Como mulher, ainda vejo e sinto na pele que a "emancipação" é algo que os homens usam contra nós, mesmo nas menores coisas como, por exemplo, dar o lugar a uma gestante no ônibus, raríssimos são os cavalheiros que se levantam para um grávida ou até para uma senhora de idade.

    Beijoca pra ti,

    ResponderExcluir
  63. A discussão do post está muito boa!

    Estive dos dois lados. Fui leitora de toda a obra da Simone de Beauvoir e fui independente desde os 18 anos, trabalhei desde os 16. Gostei de ser livre assim. Abri mão disso ao vender minha empresa e fica em casa cuidando dos filhos. Sofri um ano como amélia e depois retomei minha personlaidade, encarando o ficar em casa como um novo trabalho, produzindo, estudando e me tornando uma pessoa melhor e mais feliz. A sobrecarga das mulheres gera muita insatisfaão e muito estresse.

    Felizmente, me livrei desta sobrecarga e pude escolher uma vida mais livre, embora para alguns pareça vida de amélia e para outros pareça vida de dondoca. Rótulos não importam. O que importa é o que sou e como me sinto, produtiva e pró-ativa na nova situação. E sou grata ao apoio mateiral e psicológico que meu marido me deu ao fazer esta escolha.

    Obrigada por me dar a oportunidade de pensar sore isso! beijoooo

    ResponderExcluir
  64. Olá!Se o pitaco fosse oral eu con testaria item por item sua postagem aprovando ou não.Na minha opinião de mulher ultra resolvida nele (no post)existem verdades,inverdades e meias verdades.Você descreve uma mulher que até pode ser real,mas não é regra geral.Mulher precisa de homem tanto quanto o contrário é verdadeiro e normal;mas precisa como homem,como companheiro,como amante,como amigo e nunca como Senhor.No meu entendimento mulheres e homens só diferem para algumas funções,pois ouitras já foram superadas.Mulher é fundamentalmente mãe,concordo;mas,há de sê-lo bem e muito bem sem esquecer de si e o homem tem obrigação de colaborar com tudo,para que a vida a dois possa funcionar corretamente.Direitos e deveres são iguais.E,a mulher que se ama e se respeita deve fugir de imitar o homem no que ele tem de pior,como comentou um companheiro lá em cima muito acertadamente.Parabéns pela blogada.Não localizei sua postagem parta o BLOG RETRÔ!!vOU SEGUIR VC É CLARO!!

    ResponderExcluir

Entre no papo, comente!
Sua opinião é sempre bem vinda!

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...