Tela do artista plástico moçambicano Antero Machado.

Tela do artista plástico moçambicano Antero Machado.

terça-feira, 15 de março de 2011

To die

Se você juntou os panos, atou laços afetivos com alguém, tem que estar preparado para brigas, porque elas virão… seja a TPM, seja ciume, frescura, porque ela enfarou da sua cara, seja o stress, enfim, seja por qualquer motivo válido ou não. Dá no mesmo, a briga sempre vem!
Outro dia estava descansando em meu quarto quando a Dona Patroa entrou e, de repente, ela me diz que eu vou morrer sozinho....
Provavelmente disse uma grande verdade.
Morrer junto é historia pra Shakespeare...   do Romeu e da Julieta, saca?
E ela passa demonstrando raiva e bate a porta do banheiro, fazendo um som tão alto, que maior seria impossível. Aquilo soou como um ponto de exclamação para a sua fina instrução superior. Berkeley.
Ela está esperando que eu faça alguma coisa, que ao menos esboce uma reação, mas desta vez eu tenho a certeza de não ter feito nada de errado.  
Bem, quase certeza.....
Portanto, calmamente eu apenas me deito e aguardo.
Ligo a TV e fico por ali esperando ela esfriar.
Será que está naqueles períodos TePeMaticos? Tá com a avó atrás do toco?
Tento contemporizar um pouquinho e digo a ela:
- Meu bem, que tal tentar uma posição diferente essa noite?
Ao que ela responde:
- Boa idéia, você fica em pé na pia lavando a louça e eu deito aí em seu lugar!!!!!
Ela então sai do banheiro com pressa, pega alguma coisa na gaveta da cômoda, volta correndo ao banheiro e bate a porta mais alto ainda.
Impossível!!!  Ela esta com a macaca!
Logo em seguida, ela sai do banheiro com uma pistola de esguicho que eu comprei para meu filho na semana passada.
Ela para diante de mim e apontando diretamente para a minha cabeça, puxa o gatilho. E novamente, de novo, repetitivamente, até que toda água acabe.
Calmamente, molhado dos pés a cabeça, eu lhe pergunto:
- Isso te fêz sentir melhor?
- Não!!!!, ela diz, e volta rapidamente para o banheiro,
- Você vai morrer sozinho!!!!, repete ela.
Eu retruco:
- Querida, não diz isso, quando eu morrer você vai chorar muito!
- Claro "meu" querido. Você sabe que eu choro por qualquer besteira...
E ela consegue bater a porta do banheiro mais alto ainda. A casa treme. 
No mínimo 4.5 na escala Richter!
Eu então, já de saco cheio, ligo o "ironic mod"e resolvo dar uma de machão:
- Saia logo desse banheiro pois eu quero que você prepare uma refeição dos deuses para o jantar e quando eu terminar quero uma sobremesa divina. Depois do jantar você vai me trazer um whisky duplo e preparar um bom banho porque eu preciso relaxar. E tem mais...  quando eu terminar o banho, adivinha quem vai me vestir e me pentear?
- Só pode ser o homem da funerária...  respondeu ela languidamente ....
Através da parede, eu ainda consigo ouvi-la falando consigo mesma o quão estúpida ela era para se envolver comigo, por confiar em mim, etc e etc e etc.
- Você está certa, querida!
Falo delicadamente para ela, esperando trazer a paz à situação.
-Não!, ela grita, - YOU ARE GOING TO DIE sozinho! 
Eu chego a imaginar que é melhor to die mesmo!
É nesses dias que eu penso que a solidão não seria tão ruim assim....






37 comentários:

  1. Mas, e aí? Não houve realmente um motivo? Foi briga por brigar? Casais assim estão estressados, sei bem como é. Mas, de minha parte, posso lhes dizer, não dou ataques porque estou menstruada ou dias antes dela chegar, se é para dar um chilique, eu o dou a qualquer hora e dia. E, sou uma mulher perigosa, se eu pegar o cara igual ela pegou com a gravata, será pra doer, porque não vou puxar pela gravata (ela é até um bom instrumento pra começo...), vou torcer um braço, pôr pra dormir... hehehe... brincadeirinha... abaixo a violência! Só luto por defesa e prazer... creio que o problema talvez esteja aí no tal do prazer, mas que é bom, isso é, jogar um cara no chão, ou uma cara, tanto faz.

    Hum... a imagem inspirou-me...

    Beijos,

    Suzana/LILY

    ResponderExcluir
  2. Lufe,

    Fui muito violenta? Mas é que aqui o papo é de boteco, não é?

    Nossa diferença agora é só de 4 horas, por isso estou aqui, on line, numa boa...

    ResponderExcluir
  3. Suzana,

    me inspirei no seu ultimo comentario onde você disse:
    "É bom estar só, mas a pior solidão é aquela de quando estamos acompanhados."
    Ai me lembrei de situações criadas do nada que nos levam a um isolamento voluntario....
    Te confesso que ri muito ao escrever estas baboseiras, mas é bem real, né? A gente toda hora vê isso por aí....
    Estou com você, briga, só no rola rola, no rela rela.....sempre em busca do prazer...uma disputazinha sempre eleva o astral (não só o astral) e atiça a sensualidade....libera feromônios no ar....

    bjos

    ResponderExcluir
  4. Bom antes de mais nada,me de uma dose de sua melhor vodka...
    agora sim muito bom ,com um tom de sarcasmo, mas bom,só não se esqueça que "com um fio de cabelo de uma mulher se prende um búfalo."

    ResponderExcluir
  5. Liberdade,

    Seja bem vinda, vou buscar a vodka do freezer e já vou te servir...

    A mulher que escreve isso:

    " Desconstruindo

    Vou desconstruindo tudo ao meu redor,
    todos os tabus impostos por uma sociedade
    especializada em hipocrisia...

    Vou desconstruindo os passos mal dados.
    Rótulos hereditários,que a mim tentaram,
    impor de uma forma inepta.

    Vou desconstruir os por quês, e todas
    as respostas sem nexos que me foram dadas;
    Vou me desconstruir, e todo o aprendizado
    submisso que me foi passado.

    Vou desconstruir os falsos santos,
    e sua religiosidade obsessiva;
    Os falsos moralistas, os perversos,
    e queimá-los na minha inquisição

    Vou desconstruir o mundo, pior que ta
    não pode ficar..." (Liberdade)


    Não precisa nem de um fio para amansar o bufalo bravio.Basta um olhar, um toque de inteligencia e malicia, que ela não só o amansa, mas ainda o pôe no cio......


    Volte sempre, bjos

    ResponderExcluir
  6. Eita rsrs eu só posso te disser , que ela pode nem saber porque ela estava te batendo , mas voce sabe porque estava apanhando rsrsrsrs

    ResponderExcluir
  7. Lufe,

    Você pode não acreditar, mas depois que comentei o texto e saí, fiquei a pensar no post e me lembrei que havia comentado sobre solidão a dois. Pensei então que você havia se inspirado na minha frase. Mas, é dureza, não é? Viver no bate-boca infindável... melhor ir para a rua, arejar as ideias...

    Beijos,

    Suzana/LILY

    ResponderExcluir
  8. Eu confesso: ja fiz muito disso!!

    ResponderExcluir
  9. LUFE,

    Isto serve para homens, ou, mulheres...
    Vai me dizer que tu nunca teve vontade de implicar tua "cara metade" quando ela estava quietinha no canto dela e tu com a "macaca"!

    Bjs,

    ResponderExcluir
  10. Rsrsrsrsr...
    No Universo feminino existem certas razões que até a própria razão desconhece!

    Beijos pra Ti

    ResponderExcluir
  11. Eu concordo com a Lidia Ferreira! KKK
    Muito bom o texto.

    ResponderExcluir
  12. E viva a loucura!
    Ela esta aí, zanzando e esperando uma vítima.

    Abraços.

    ResponderExcluir
  13. Lidia,

    Nesse dia em especial ele não tinha feito nada.....rsrs
    São humores....

    bjo

    ResponderExcluir
  14. Inaie,

    tadinho dele....
    Mas esta cena acontece muito no cenario do casamento....rsrs


    bjo

    ResponderExcluir
  15. Sandra,

    que atire a primeira pedra quem nunca teve....
    talvez não com esta intensidade caricata, mas que teve , teve....rsrs

    bjos

    ResponderExcluir
  16. Maria Rita.

    E você tinha dito em seu ultimo post:

    "Mistura tantos sentires

    Que silencia seus dizeres

    Ainda que dizendo cada um deles

    E pulsa sua taquicardia

    Rindo-se de poesia

    Embevecendo

    Querendo

    Ser de si

    Ser de ti

    [SER]

    Um pouco do muito daqui e dali

    Preenchendo com ventos

    A falta de ar do verbo existir

    E apesar das fortes revoadas

    Sua força vem mesmo é das águas salgadas

    Mares

    Areias

    Altares

    [ELA]

    Simplesmente...

    Incoerente?

    Ardente!

    De carne e osso certamente

    Cheia de singularidades

    Amada e odiada por suas sinceridades

    Feita para o que der e vier

    Fera

    Humana

    Bicho

    Anjo

    Fêmea

    MULHER!"

    Não precisamos dizer mais nada.....adorei!

    bjos

    ResponderExcluir
  17. Sonia,

    Foi muito boa a sua visita.
    Adorei o seu blog.
    Demontra grande sensibilidade.

    volte sempre


    bjo

    ResponderExcluir
  18. Guara,

    E vamo que vamo na loucura nossa de cada dia....rsrs

    abraços

    ResponderExcluir
  19. Suzana<

    E aí,


    "Abra a sua janela,
    olhe para fora, bem ali na calçada
    você vai me ver andando sozinho.
    Camiseta branca folgada, ......."

    a gente sabe bem o porque.....


    bjos

    ResponderExcluir
  20. hahahahah Melhor "to die" MESMO!! huahuaha

    Querido, niver do blog, acessa pra saber mais: http://pieceofka.blogspot.com/2011/03/niver-do-blog.html

    Beijão!!

    ResponderExcluir
  21. lu,

    até eu estou com a macaca hj
    já até briguei com o marido.

    bjo

    ResponderExcluir
  22. Olha Lufe, comigo é assim, se for para bater, só uso toalha molhada kkkkkkkkkk.

    Amigo, a convivência pesa com os anos sim e é necessário de tempos em tempos discutir a relação, fazer barraco e perceber que se tem medo de perder o outro. QUe apesar do desgaste natural o estar junto é mais gostoso.

    O problema é quando se quebra o pau e se descobre que nada mais vale a pena. Aí, amigo, é criar coragem e por o pé na estrada.

    ResponderExcluir
  23. Muito bem, vamos lá:
    1) deves ter aprontado MUITO;
    2) depois do ataque de machão supresa fico eu que ainda tenhas dentes na boca;
    3) to die alone não é uma má ideia.
    Muitos bjs e pensa, pensa bem, que tu sabes muito bem o que aprontastes. Pensa rápido em uma forma de te redimir. hahahah

    ResponderExcluir


  24. vamos comemorar, tou nessa...

    bjos

    ResponderExcluir
  25. Malu,

    Só pra não deixar marcas?....rsrsrs

    Relação que não tem atritos, arestas a serem aparadas, não deve ser uma relação saudavel...
    Provavelmente alguem esta se anulando e guardando maguas....Um dia explode!
    Desavensas fazem parte, as vias de fato são figuras de linguagem...brincadeiras para apimentar o texto.
    O bom mesmo, nessas situações, é o fazer as pazes...tudo fica mais gostoso


    bjos

    ResponderExcluir
  26. Gisa,
    Já que vamos, então vamos:

    1)Eu não apronto...eu sou um doce.
    2)Depois de ser morto com uma pistola d'agua, qual reação você queria? tinha que aformar a condição de machocho....rsrs
    3)I prefer to die of love in arms that I want, aí sim, to die feliz....

    beijoca, minha querida.

    ResponderExcluir
  27. Rs...

    Conviver não é tarefa fácil, principalmente depois que o tal "fogo da paixão" não queima taaaaanto quanto no começo. Pelo menos é o que me parece.

    Beijo, beijo!

    ResponderExcluir
  28. Luna,

    Que bom que voltou, tava com saudades doce.

    No inicio ainda é namoro....tudo são flores
    Depois o relacionamento sempre fica sujeito a chuvas e trovoadas...
    Ha que se resguardar bem, construir sobre um alicerce solido, respeitando a natureza, longe dos maremotos, dos tsunamis, que fogem ao controle e que levam tudo para o beleléu.

    bjoca

    ResponderExcluir
  29. Fernanda,

    Como sempre, gentil.

    bjo

    ResponderExcluir
  30. Olá Lufe!
    O melhor mesmo é construir casas anti-sísmicas,e deixar elas bater as portas, o que não convém é que façam muitas ondas, porque as ondas são bem mais perigosas, que os tremores de terra.

    Sempre o bom humor por aqui,
    Um abtraço,
    José.

    ResponderExcluir
  31. José

    Embora seja fala já batida, o importante em uma relação é estar sempre aberto ao dialogo. com inteira liberdade de expressão.
    Aí, uma marolinha continua a ser uma simples marolinha. Se não esclarecida, vira um tsunami.
    Lugar que tem muita onda, não é lugar para amadores, é trabalho pra profissionais.
    Se a atuação for amadora, certamente resulta em desastre.

    um grande abraço.

    ResponderExcluir
  32. E aí, Lufe??
    Cara, vc se superou!
    Fiquei aqui imaginando a cena: primeiro ela batendo a porta, você exarcado em cima da cama e principalmente a cara da fera com seus comentários irônicos.
    Mais uma vez, uma beleza de texto. Você é muito bom nisso.

    Meus parabéns!

    ResponderExcluir
  33. Fabinho,

    He he he,
    Se a gente porestar atenção, isso esta ocorrendo a toda hora por aí, com variadas intensidades.
    Qualquer relação só da certo se o querer, de ambas as partes, superar todas as picuinhas.
    Tem que gostar, respeitar e querer.

    Obrigado pelos elogios.

    abraços

    ResponderExcluir
  34. Ri muito aqui. Já fiz umas dessas, mas, juro, sempre tem um motivo, rsrs.

    ResponderExcluir
  35. Ana Paula,

    Quem nunca passou por uma dessas no casamento?
    O bom é terem a capacidade de rir da situação....

    bjo

    ResponderExcluir
  36. Lufe,

    Só agora voltei...

    E eu então digo, escreva, escreva... gostei muito.

    Beijos,

    Suzana

    ResponderExcluir

Entre no papo, comente!
Sua opinião é sempre bem vinda!

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...