Tela do artista plástico moçambicano Antero Machado.

Tela do artista plástico moçambicano Antero Machado.

quinta-feira, 4 de agosto de 2011

Causos de Minas VI - Prevenção

Dois minerim estavam na roça embaixo de sol quente, quando de repente na estrada de terra que passava ao lado do milharal enguiça um carro importado maravilhoso e desse carro desce uma jovem e linda mulher que vira pra eles e pergunta:
- Por favor senhores, tem algum mecânico por aqui?
- Ceinãosinhora, respondeu um deles.
- Os senhores sabem onde tem um hotel por aqui que eu possa passar a noite? Como o meu carro enguiçou, eu vou precisar passar a noite por aqui...
Um dos minerim então vira-se para a moça e diz :
- Óia moça , nóis num tem essi trem de hoté por aqui inda não.
E o outro muito mais esperto, vira-se bem rápido para a mulher e diz :
- Óia moça mas num tem pobrema não, nóis tem uma casinha aqui pertim, é humirdi, mas dá pra nóis três drumi e aminhã a gente prucura o tar mecânico, a sinhora pode cuncertá seu tomóve e ir imbora de viage.
A mulher, sem muitas opções, de imediato aceitou o convite e foi dormir na tapera com os dois minerim.
Eles serviram um franguinho com arroz, uns pães de queijo com café de coador passadinho na hora e ficaram ali ao pé do fogão de lenha com os olhinhos pregados naquela belezura.
Se a moça notou nada disse e mais tarde, já com sono, foram todos dormir
Um dormiu num quarto, o outro na sala e a belezura foi dormir no outro quarto .
De madrugada a mulher levantou-se e desinibidamente primeiro transou com o da sala, depois disfarçada e libidinosamente transou com o do quarto e no dia seguinte bem cedo foi embora muito agradecida e sorridente.
Os dois, cada um no seu canto, com uma carinha de felicidade de dar gosto.
Passados seis meses os dois minerim, trabalhando na roça no mesmo lugar, lembraram dessa mulher que lhes pediu ajuda e confessaram um pro outro :
- Sabe mano, eu num quiria ti contar não, procê num ficar com inveja, mais vou ti dizer... Aquela dona da cidade bem qui furunfou cumigu...
- É mesmu manu? Safada! Cumigu também, uai...
- Incrusive ela disse pra eu ponhá uma tar de camisinha pr’eu num ficá doente...
- Cumigu também, uai...
- E ocê ponhou?
- Ponhei ora, e ocê?
- Tomem ponhei...
- E ocê ficou doente mano?
- Eu não! E ocê?
- Eu tomem não...  
- Qué dizê qui o trem funcionô?
- Uai, funcionô né?...  Mas eu acho que agora eu vou tirá essa tar de camisinha que ela já tá me incomodando dimais !!!
- E será que pode mano?...

Essas modernidades quando chegam na roça deveriam vir acompanhadas de manual....


6 comentários:

  1. Meu Deus...Seis meses depois sai a camisinha e o encamisado junto. Cai de podre.

    Ahahahahahaha

    Nojinho total!

    * Ri muito, moço. Obrigada, estava precisando.

    ;)

    Um beijo.

    ResponderExcluir
  2. Oie Lufe!

    Obrigada pelos comentários lá no meu espaço!

    E também pelos elogios, fiquei muito contente !

    Gosto de seus causos... eu li do seu gato que foi na revista seleções e morri de rir... pq eu tenho 3 gatas... seja sempre bem vindo com seu humor hahahaha
    Esses causos de minas é demais haaahah

    A da camisinha é hilária mesmo to rindooooo hahahah

    Abraços Lufe!



    A

    ResponderExcluir
  3. coitadinha da nossa gente...rsrsrsr Coitadinho dos mineirinhos.
    Abraços Lufe.

    ResponderExcluir
  4. (comentando o comentário no blog rs)
    que nada Lufe... o povo aproveitou é pra trollar o post, em vez de sonhar com os cadeados românticos rs.

    grande abraço!

    ResponderExcluir
  5. há eu ri muito!!!
    Gostei (:
    meu namorado é mineirinho tbm, adoro pegar no pé
    UAHEUAHEU
    :**

    ResponderExcluir

Entre no papo, comente!
Sua opinião é sempre bem vinda!

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...