Tela do artista plástico moçambicano Antero Machado.

Tela do artista plástico moçambicano Antero Machado.

segunda-feira, 8 de agosto de 2011

Os tres porquinhos!

COMO UM PAI, ENGENHEIRO, CONTA A HISTÓRIA DOS TRES PORQUINHOS PARA O FILHO DORMIR

O filho quer dormir e pede ao pai (engenheiro) para contar uma história.
Ele conta a dos três porquinhos:

"Meu Filho, era uma vez três porquinhos, P1, P2 e P3, e um Lobo Mau, por definição, LM, que os vivia atormentando.
P1 era sabido e já era formado em Engenharia. P 2 era arquiteto e vivia em fúteis devaneios estéticos, absolutamente desprovidos de cálculos rigorosos. P3 fazia Estilismo e Moda.
LM, na Escala Oficial da ABNT para medição da Maldade (EOMM), era Mau nível 8,75 (arredondando a partir da 3ª casa decimal para cima). LM também era um mega investidor imobiliário sem escrúpulos e cobiçava a propriedade que pertencia aos Pn (onde 'n' é um número natural e varia entre 1 e 3), visto que o terreno era de boa conformidade geológica e configuração topográfica.
Mas, nesse promissor perímetro, P1 construiu uma casa de tijolos, sensata e logicamente planejada, toda protegida e com mecanismos automáticos.
Já P2 montou uma casa de blocos articulados feitos de mogno, que mais parecia um castelo lego tresloucado.
Enquanto P3 planejou no Autocad e montou ele mesmo, com barbantes e isopor como fundação, uma cabana de palha com teto solar e achava aquilo 'o máximo'.
Um dia, LM foi até a propriedade dos suínos e disse, encontrando P3:
- 'Uahahhahaha, corra, P3, porque vou gritar, e vou gritar e chamar o CREA para denunciar sua casa de palha projetada por um formando em Comunicação e Expressão Visual!'
Ao que P3 correu para sua amada cabana, mas quando chegou lá os fiscais do CREA e da Prefeitura já haviam posto tudo abaixo.
Então P3 correu para a casa de P2.
Mas quando chegou lá, encontrou LM à porta, batendo com força e gritando:
- 'Abra essa porta, P2, ou vou gritar, gritar e gritar e chamar o Greenpeace, para denunciar que você usou madeira nobre de áreas não-reflorestadas e areia de praia para misturar no concreto.'
Antes que P2 alcançasse a porta, esta foi posta abaixo por uma multidão ensandecida de eco-chatos que invadiram o ambiente, vandalizaram tudo e ocuparam os destroços, pixando e entoando palavras de ordem. 
Ao que segue P3 e P2 correm para a casa de P1. Quando chegaram na casa de P1,
este os recebe, e os dois caem ofegantes na sala de entrada.
P1: 'O que houve?'
P2: - 'LM, lobo mau por definição, nível 8.75, destruiu nossas casas e desapropriou os terrenos.'
P3: - 'Não temos para onde ir. E agora, que eu farei? Sou apenas um formando em Estilismo e Moda!'
Tum-tum-tum- tum-tuuummm! !!! (isto é somente uma simulação de batidas à porta, meu filho! o som correto não é esse.)
LM: - 'P1, abra essa porta e assine este contrato de transferência de posse de imóvel, ou eu vou gritar e gritar e chamar os fiscais do CREA em cima de você!!! E se for preciso até aquele tal de CONFEA.'
Como P1 não abria (apesar da insistência covarde do porco arquiteto e do...do... estilista), LM chamou os fiscais. 
Quando estes lá chegaram, encontraram, planta registrada e assinada por aqrquiteto, engenheiro responsavel pela obra, certificado de adequação ambiental, habite-se,  todas as obrigações e taxas pagas e saíram sem mais nada argüir.
Então LM gritou e gritou pela segunda vez, e veio o Greenpeace, mas todo o projeto e implementação da casa de P1 eram ecologicamente corretos.
Cansado e esbaforido, o vilão lupino resolveu agir de forma irracional (porém super comum nos contos de fada). Ele pessoalmente escalou a casa de P1 pela parede, subiu até a chaminé e resolveu entrar por esta, para invadi-la.
Mas quando ele pulou para dentro da chaminé, um dispositivo mecatrônico instalado por P1 captou sua presença por um sensor térmico e ativou uma catapulta que impulsionou, com uma força de 33.300 N (Newtons), LM para cima com uma inclinação de 32,3° em relação ao solo. Este subiu aos céus, numa trajetória parabólica estreita, alcançando o ápice, onde sua velocidade vertical chegou a zero, a 200 metros do chão.
Agora, meu filho, antes que você entre num soninho  gostoso e o Papai te cubra com este edredom macio e quente, admitindo que a gravidade vale 9,8m/s², calcule:

a) a massa corporal do lobo.

b) o deslocamento no eixo 'x' do lobo, tomando como referencial a chaminé.

c) a velocidade de queda de LM quando este tocou o chão (desconsidere o atrito pela resistência do ar)."


Ps: Vocês acham que o garoto dormiu nesse dia?

Texto recebido por e-mail sem autoria definida.


10 comentários:

  1. Ahahahahaha...Mereço, viu?

    :P

    Eu gosto de LM com nível de maldade 10. Ui!

    Beijo, beijo, beeeeeeijooooooo!!!

    ResponderExcluir
  2. Como como boa advogada detesto cálculos e com medo do que poderia vir em seguida, acho que dormiria depois da frase "Meu Filho, era uma vez três porquinhos, P1, P2 e P3, e um Lobo Mau, por definição, LM, que os vivia atormentando."
    Muitos bjs querido amigo, Lobo Mau?

    ResponderExcluir
  3. Eita Lufe!!!!

    Eu sou da área de humanas e Alexandre é de exatas, ele ama calculos, e outras coisas de fisica e além de amar robótica.

    Esse conto serviria perfeito para ele quando criança hahhahah

    Abraços Lufe! Boa semana!

    ResponderExcluir
  4. Coitado dos Três Porquinhos! Lobo Mau com nível de maldade, rs ... isso parece história para não dormir.
    bjs
    Jussara

    ResponderExcluir
  5. Luna,

    LM com NM10 e V15.....rsrsrs

    bjos

    ResponderExcluir
  6. Gisa,

    Se os porquinhos fossem juizes, advogados, oficiais de justiça eles impretavam um mandato de segurança contra a ação do LM, NM 8,75 e mesmo com as construções fora dos parametros eles ali viveriam para sempre protegidos pela ineficiencia da justiça brasileira......rsrsrsrs

    bjoca

    ResponderExcluir
  7. Ju,

    Então você sabe que a historinha na visão deles é assim mesmo......rsrsrs
    Eu adoro estes esteriotipos!

    bjo

    ResponderExcluir
  8. Jussara,

    Nivel de Maldade sem noção é o pai, engenheiro, pedir para fazer estes calculos simplerrimos após contar a historinha. Se fosse eu o filho, estaria sem dormir ate hoje.....rsrsrs

    bjos

    ResponderExcluir
  9. ahahah eu já vi coisas "semelhantes" ao ver minha prima evangélica-xiita explicando historinhas para a filha: era um vez, Jeová...

    abraço, Lufe!

    ResponderExcluir
  10. Por que será que sou forçada a concordar?!
    bjs.

    ResponderExcluir

Entre no papo, comente!
Sua opinião é sempre bem vinda!

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...