Tela do artista plástico moçambicano Antero Machado.

Tela do artista plástico moçambicano Antero Machado.

quarta-feira, 19 de outubro de 2011

Salve Nelson!


Nestes dias ausente da net, resolvi fazer uma releitura de alguns escritores que eu não visitava há muito tempo. Dentre eles, reli o "Flor de Obsessão" de Ruy Castro e dele tirei uma coletânea de frases de Nelson Rodrigues.
Maldito, tarado, reacionário e indecente. Assim era visto o grande Nelson Rodrigues que escreveu com seu espírito observador, critico e livre opiniões bastante polêmicas. Nessa seleção de frases, podemos nos deliciar com algumas das provocações do gênio. Ele foi um dos mais importantes escritores do país, espectador e cronista das décadas mais conturbadas do século XX em que viveu. Nos anos 50, ele já escrevia histórias onde os pais se apaixonavam pelas filhas, onde as mulheres traíam os maridos com a naturalidade de quem troca de roupa ou onde as mocinhas gostavam mesmo era de se beijarem entre si – e isso quando não estavam ocupadas abrindo as pernas para os cunhados.
Para a opinião publica, Nelson Rodrigues era um tarado demoníaco. 
Resposta dele? “- A opinião pública é uma débil mental.”
De si mesmo dizia: "- Sou um menino que vê o amor pelo buraco da fechadura”.
Suas opiniões variam entre o cáustico, o irônico e pelo cinismo velado. Mas ao mesmo tempo conservadoras, um paradoxo que nos confunde. E como saber o quanto do ele diz é sério?
No ano de 2012 se comemora o centenário do grande cronista da verdade escancarada. 
Das suas palavras, ninguém sai ileso.
Vamos a elas:

- As feministas querem reduzir a mulher a um macho mal-acabado
- O adulto não existe. O homem é o menino perene.
- Nasci menino, hei de morrer menino. E o buraco da fechadura é, realmente, a minha ótica de ficcionista. Sou (e sempre fui) um anjo pornográfico.
- O jovem tem todos os defeitos do adulto e mais um: o da imaturidade.
- A perfeita solidão há de ter pelo menos a presença numerosa de um amigo real.
- Amar é ser fiel a quem nos trai.
- Ou a mulher é fria ou morde. Sem dentada não há amor possível.
- Toda autocrítica tem a imodéstia de um necrológio redigido pelo próprio defunto.
- A grande vaia é mil vezes mais forte, mais poderosa, mais nobre do que a grande apoteose. Os admiradores corrompem.
- Só acredito na bondade que ri. Todo santo devia ser jucundo como um abade da Brahma.
- O dinheiro compra até o amor verdadeiro
- A burrice é a pior forma de loucura.
- No Brasil quem não é canalha na véspera é canalha no dia seguinte.
- O carioca é o único sujeito capaz de berrar confidências secretíssimas de uma calçada para outra calçada.
- Num casal, pior que o ódio, é a falta de amor.
- O amor entre marido e mulher é uma grossa bandalheira.
- Geralmente, o puxa-saco dá um marido e tanto.
- As bodas de prata são, via de regra, uma festa cínica que finge comemorar um amor enterrado.
- Os que choram pouco, ou não choram nunca, acabarão apodrecendo em vida.
- Só o rosto é indecente. Do pescoço para baixo, podia-se andar nu.
- Gosto do cigarro que me queime a garganta. O fumo suave não passa de um ópio de gafieira.
- Toda coerência é, no mínimo, suspeita.
- Desconfie da esposa amável, da esposa cordial, gentil. A virtude é triste, azeda e neurastênica.
- Sexta-feira é o dia em que a virtude prevarica.
- Há homens que, por dinheiro, são capazes até de uma boa ação.
- A educação sexual só devia ser dada por um veterinário.
- Qualquer um de nós já amou errado, já odiou errado.
- Não há ninguém mais bobo do que um esquerdista sincero. Ele não sabe nada. Apenas aceita o que meia dúzia de imbecis lhe dão para dizer.
- Toda família tem um momento em que começa a apodrecer. Pode ser a família mais decente, mais digna do mundo. Lá um dia aparece um tio pederasta, uma irmã lésbica, um pai ladrão, um cunhado louco. Tudo ao mesmo tempo.
- A família é o inferno de todos nós.
- A fidelidade devia ser facultativa.
- O gordo só é cruel na mesa, diante do prato, com o guardanapo a pender-lhe do pescoço.
- Na mulher, certas idades constituem, digamos assim, um afrodisíaco eficacíssimo. Por exemplo:— quatorze anos!
- Hoje, a primeira noite é a centésima, a qüinquagésima. O casamento já é uma rotina antes de começar.
- Aqui o branco não gosta do preto; e o preto também não gosta do preto.
- Não se apresse em perdoar. A misericórdia também corrompe.
- O pobre, para sobreviver, precisa da pornografia.
- O presidente que deixa o poder passa a ser, automaticamente, um chato.
- O ônibus apinhado é o túmulo do pudor.
- É impossível ser ridículo dentro de uma Mercedes.
- Num casamento, o importante não é a esposa, é a sogra. Uma esposa limita-se a repetir as qualidades e os defeitos da própria mãe.
- Uma dor de viúva dura 48 horas.
- Todo óbvio é ululante.
- Toda mulher gosta de apanhar, apenas as neuróticas reagem.
- Toda mulher gosta de apanhar. O homem é que não gosta de bater.



Frases selecionadas e organizadas por Ruy Castro,  extraídas do livro "Flor de Obsessão", Cia. das Letras - São Paulo, 1997, págs. diversas

21 comentários:

  1. kkkk, concordo totalmente quando diz que as feministas querem reduzir as mulheres a um macho mal acabado.
    Salve Nelson!

    ResponderExcluir
  2. Kinha,

    Eu sempre digo que a mulher com atitudes masculinas não me apetece.
    Personalidade é uma coisa, atitudes de macho é outra completamente diferente.
    Gosto de mulheres delicadas com todas as frescuras de mulher.

    bjo procê

    ResponderExcluir
  3. Ah, Luiz Fernando, eu adoro o Nelson, sou suspeitíssima pra falar e pretensiosa pra dizer que as minhas ideias sobre amor, relacionamentos, sexo e feminismo (Eca!) combinam imenso com as dele.

    Delícia lê-lo aqui, gostei muito!

    Um beijo sem espartilho pra ti, seu doce de leite!

    =*

    ResponderExcluir
  4. Ah, Luna,

    Percebe-se nos seus contos um quê de alma rodriguiana....
    Você também tem o dom de olhar o mundo pelo buraco da fechadura, observando o que só se vê por detrás das mascaras sociais.
    O que mais me impressiona em seus contos é a malicia, a dubiedade, as entrelinhas que dizem tudo e principalmente por faze-lo sem um pingo de vulgaridade.

    Sem espartilho? Cadê meu isordil?.....rsrsrs

    Bjos procê

    ResponderExcluir
  5. Salve Patricia...salve, salve!

    Andas mais sumida do que eu....
    Gostei do novo avatar, mas sabes que ainda prefiro o antigo? Aquele do olhar 43....

    bjo procê

    ResponderExcluir
  6. Tirando as duas últimas, todas sensacionais. Pensando bem, acho que sou neurótica...
    Um grande bj querido amigo distante

    ResponderExcluir
  7. Oi Gisa querida,

    He he he.....achas?......rsrs

    O Nelson saiu com esta frase, quando morando em um bairro do Rio, observou uma mulher que traia o marido descaradamente e todos os vizinhos sabiam. Um dia o marido se encheu e deu uma surra de cinto na mulher no meio da rua. A vizinhança toda na calçada aplaudindo ululantemente. A partir deste dia, os dois saiam pelo bairro de braços dados, ela de nariz em pé, peito estufado e toda orgulhosa.
    Acho que ela gostou.......rsrsrs

    Ps. Andei sumido, mas ja tou de volta. Tava dando entradas rapidas pois fiquei sem net quase 20 dias aqui em casa. Brigas com a Oi. Agora ja estou liberado e a toda novamente.
    Lufe: O retorno!

    Um beijo bem grande procê.

    ResponderExcluir
  8. Oi, querido meu!

    Vi teu e-mail e passei aqui pra conferir...Estranho mesmo que tenha sumido.

    Mas não tem problema, a gente refaz, fica tranquilo.

    Assim que puder, dou as caras lá na tua caixa de entrada.

    O que é "isordil"?

    Beijos.

    ResponderExcluir
  9. Eu não conhecia todas essas frases do Nelson...Valeu, Lufe. Abraços!

    ResponderExcluir
  10. Lufe, já leu "Anjo Pornográfico"? Aí que a paixão por Nelson só cresce.
    bjs
    jussara

    ResponderExcluir
  11. Miss Moon

    A permissão já esta dada, é so entrar sem bater na porta. A casa é sua, você bem sabe.

    PT: Isordil é um medicamento que se coloca sob a lingua ao sentir que esta tendo um ataque cardiaco.....rsrsrs

    bjocas moça linda

    ResponderExcluir
  12. Oi ॐ Shirley ॐ,

    Seja bem vinda
    Vale a pena ler o "Flor de Obsessão" de Ruy Castro.
    Ele é um "Nelsologo" assumido e como fã tem uma visão bem legal.

    bjo procê

    ResponderExcluir
  13. Pois é Lufe, o homem precisou morrer para reconhecerem seu valor.

    Mas se ele fosse vivo hj, ia passar pelo que passa o Rafinha Bastos: o povo querendo pegar vivo ou morto, esfolar rs. Mesmo hj em dia...

    Como ele conseguia publicar uma história nova, todo dia, de cornice no Ultima Hora? fora que o teatro dele era bem a frente do seu tempo.

    pois é... vamos todos no slow blog, pq o tempo tá curto né amigo?

    grande abraço!

    ResponderExcluir
  14. Olá amigo...ele falou muitas verdades, algumas só dele, acredito eu, mas nos vmos m muitas quando damos a cara para bater nos olhando no esplho sem mascaras...o nosso EU...a diferença ´que ele soube asumir isso como ninguém...
    Obrigado pela visita e pelo texto aqui...quanto tempo...
    Valeu...um abraço na alma...bom fm de semana

    ResponderExcluir
  15. Bom dia Lufe

    Adorei este post enaltecendo o meu conterrâneo Nelson Rodrigues. Eu concordo com as seguintes frases dele:
    - Num casal, pior que o ódio, é a falta de amor.
    - Geralmente, o puxa-saco dá um marido e tanto.

    Mas discordo do pensamento dele de que "Toda mulher gosta de apanhar. O homem é que não gosta de bater". Se estivesse vivo, ele mudaria de opinião com o alto índice de violência contra a mulher pelos maridos. Mesmo com a Lei Maria da Penha, muitas mulheres sofrem (e morrem) nas mãos dos companheiros.
    Bjusss
    Sil

    ResponderExcluir
  16. Alexandre,

    As crônicas dele são atemporais, pois ele fala do ser humanos e suas mazelas.
    Desde que o mundo é mundo, o ser humano é o mesmo. As normas sociais mudam, mas a humanidade por baixo do pano continua com suas incongruências, esquisitices, virtudes, defeitos, taras, valores, neuroses......e etc.
    Quem dita as normas é o grupo social, o habitat do individuo. Por isso temos tantas diferenças que para alguns são abomináveis e pra outros chega a ser tradição, valores, e so para citar algumas delas temos as burkas, os casamentos múltiplos, as castrações das donzelas na África, o estupro na Africa do Sul que é considerado a iniciação sexual dos adultos masculinos e por ai vai. Cada núcleo da sociedade com a sua vida como ela é.
    Nelson, como cronista, relatava fatos do cotidiano e a realidade sempre choca....

    Abraços, meu amigo

    ResponderExcluir
  17. Elcio,

    Usando as palavras dele, ele era um cronista da vida como ela é. Nua e crua.
    O Nelson pelo que se observa até que era um cara conservador. Muitas dessas frases vistas fora de um contesto se tornam bastante reacionárias, machistas e retrogradas.
    Mas vista pela crônica do cotidiano, como você disse, por trás das mascaras sociais estes fatos todos acontecem e inclusive muito recorrentes. Não adianta a gente tampar o sol com peneira e fingir que o mundo é lindo, ético, com moral ilibada, que não existe perversão, tara, falsidade, preconceito, machismo, feminismo e tantas outras coisas que fazem parte do cotidiano. Tem que se ter olhos de ver. Que estão todas essas coisas por ai estão. Já vi e vivenciei varios fatos que dariam ema crônica excelente de NR e com certeza chocariam muita gente. É o tal da “atire a primeira pedra”.......

    Que bom ter vindo por aqui.

    Abraços.

    ResponderExcluir
  18. Sil,

    Ele não fazia apologia, ele relatava fatos que acontecem, inclusive nas melhores famílias. Isso não quer dizer que concordemos com tudo que ele relata e nem da forma como relata, mas sem duvida ele fazia isso como ninguém, tanto que é considerado um gênio na sua área.
    Quanto a violencia contra as mulheres, não são leis impostas que vão modificar este quadro e sim uma mudança de postura da sociedade que se sente agredida. Se você falar em violência domestica contra as mulheres no Irã e outros países, eles vao ate rir.
    Lá eles matam a pedradas amparados na lei. Cada um no contexto social que vive.
    Se a nossa sociedade acha aviltante a agressão contra as mulheres, contra os gays e outros, ele deve cuidar então de educar seus membros para a aceitação desta conduta que reprima estes atos. Só leis não bastam . O comportamento é um reflexo da sociedade.

    Bjo procê

    ResponderExcluir
  19. Jussara,

    Desculpe o pulo.....rsrs
    Ainda não li. Acredito que seja muito bom, dada a idolatria do Ruy pelo NR.
    Já coloquei na minha lista, principalmente depois da sua recomendação.

    bjos procê

    ResponderExcluir
  20. Estou me deliciando aqui neste Buteco. Voltarei outras vezes com tempo.
    Um beijo

    ResponderExcluir

Entre no papo, comente!
Sua opinião é sempre bem vinda!

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...