Tela do artista plástico moçambicano Antero Machado.

Tela do artista plástico moçambicano Antero Machado.

segunda-feira, 12 de março de 2012

"O que você faz de bom?"



A Bia, do blog "Jubiart", propôs essa Blogagem Coletiva em comemoração aos dois anos de seu blog com uma pergunta: O que você faz de bom?

Perguntinha dificil essa que a Bia nos faz......

Uma coisa posso afirmar, falar bem de mim é uma das coisas que faço bem....bem mal!
Já tive preconceito, tive ciúmes, inveja, raiva, intransigência, impaciência, intolerância, petulância, arrogância, atitudes grosseiras, as vezes isoladas e as vezes em conjunto com alguma outra dessas “qualidades”!.
Não sou nenhum santo, nunca fui.
Já trai e fui traído, por amantes e amigos.
Já venci, fracassei, já caí e me levantei.
Tentando achar alguma coisa de que eu possa me vangloriar como pessoa, para que eu possa descrever bem aquele que sou, o que eu faço, relembrei de muitas coisas.
Mas, eu acho que aquilo que melhor faço é reconhecer meus erros
E, alem de reconhecê-los, buscar repará-los.
Eu sei pedir desculpas, eu sei me redimir.
Eu sei abrigar, acalentar, levantar a bola para alguém chutar, despretensiosamente.
Aos meus amigos tudo! Não que eles não errem, erram sim e muito, mas eu sei entender as situações, procuro ver o contexto dos atos. Eu perdôo, eu relevo.
O que eu sei, eu divido. Se posso ajudar, ajudo. 
Abro mão de coisas, mas não as abro nunca de meus princípios. Estes são inegociáveis!
Me indignam as mazelas sociais,  a ignorância, a falta de princípios, a busca de vantagens próprias em detrimento dos outros.
Detesto gente metida a esperta que acha que pode ludibriar os outros e assim se promover.

È, dona Bia, difícil missão!

Tenho meus segredos, meus medos, varia cicatrizes visíveis e invisíveis, tenho coragem, perseverança, talento, inteligência, curiosidade, valores...
Depois dessas ruminâncias em busca do que faço de bom, acho que o que eu faço de bom é viver.  Buscar sempre viver como “gente”!  Ser gente!
Como ser o humano que busco ser..... Vivendo  e continuar sempre aprendendo!



28 comentários:

  1. bacana, Lufe! é verdade, ninguém é perfeito, mas a boa intenção importa muito. se a gente ainda tem o discernimento de pelo menos tentar fazer e buscar algo bom, o melhor, então pra mim tá valendo.

    grande abraço e boa semana!

    ResponderExcluir
  2. Mauj,

    Pensando bem, o fato de conseguirmos ver nossos erros e buscarmos sempre melhorar como pessoa nos faz crescer...
    Perfeito, nunca somos.

    abraos

    ResponderExcluir
  3. Falou tudo senhor Lufe!!
    Aprendemos todo dia um pouquinho e assim vamos evoluindo.
    Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caroll,

      Pelo menos a gente tenta, né?

      bjo

      Excluir
  4. Oi amigo!

    Até que vc é bonzinho com você rsrsrsrsr.

    Lufe, bela participação!Excelente reflexão! Para vc fazer o bem tem que praticar o retorno a si mesmo, se amar e viver intensamente, o resto é consequência...

    Ah! Vc fala muito mal... Bem de você.

    Beijo neste coração sensível!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bia,

      Se a gente não consegue se ver no espelho, as coisas ficam muito mais dificeis....

      Perguntinha danada essa que voce fez.....rsrsrs

      bjocas procê

      Excluir
  5. Que legal tua participação,Lufe. Autenticidade e simplicidade no agir e sentir.Legal! abração,chica

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Chica,

      obrigado pela visita.
      Procuro sempre minimizar meus defeitos, e eles são tantos....rsrs

      bjo procê

      Excluir
  6. Que lindo, Lufe!
    Saber reconhecer os próprios erros é uma tremenda qualidade. É tudo de BOM mesmo ;)
    Beijinho e muita paz, viu?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Meri,

      É sempre bom quando a gente mesmo os vê sem que seja necessario alguem nos falar, né?

      bjo procê

      Excluir
  7. Lufe, eu também participo e corri pra cá para prestigiá-lo e gostei do que eu li. É, Lufe, a vida é luta renhida para retirar as aparas do nosso ego. O bacana é ser assim como vc disse; transparente. Grande abraço! Gostei e fiquei!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Maria Luiza,

      obrigado por te vindo.
      Ego é uma coisa que a gente tem a carencia de estar sempre polindo para faze-lo brilhar, né?
      É bom quando a flanelinha que passamos o torna um pouco mais transparente tambem. Faz parte.

      bjo procê

      Excluir
  8. Um belo testemunho de vida!
    Sandra
    http://projetandopessoas.blogspot.com//

    ResponderExcluir
  9. Adorei saber que reconhece seus erros e principalmente sabe se redimir, pois vamos combinar que é uma das coisas mais dificeis de se ver...a maioria das pessoas grita, esperneia, dá porrada - mas nunca admite que errou. Eu assim como você erro, admito e peço perdão, por vezes até tento me redimir...mas vou te confessar uma coisa, por vezes sou muito verdadeira - e magoo demais....atualmente estou tentando errar menos e viver mais feliz sem ter que passar o tempo todo pedindo perdão....rsrs

    Muita Luz e Paz
    Abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Adelaide,

      Que bom que veio por aqui,
      Tambem ja fui assim, mas a maturidade me ensinou que as vezes relevar é mais importante que meter o dedo na ferida.
      Tanto pra nos quanto para o outro. Levar a vida à ferro e fogo tem um onus pesado.Hoje ando preferindo me aliviar um pouco dessa carga.....rsrs

      bjo procê

      Excluir
  10. Lufe,
    Acho que reconhecer os erros diariamente é uma das qualidades que o ser humano(não todos) conseguem ministrar somente depois da maturidade.
    Parabéns pela sinceridade do post.
    Beijokas doces

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Marly.

      Eu acho que a gente se entregar ao "viver" se sujeita plenamente aos erros, alem tambem dos acertos.
      Realmente a maturidade nos ensina a reconhece-los...

      bjos procê

      Excluir
  11. A sinceridade no ser humano é sempre o que mais me atrai, gostar ou não é consequência das palavras e atos.
    E, da tua eu gosto e admiro.

    Beijo meu

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fatima,

      A admiração é reciproca, assim como o gostar.

      bjocas procê

      Excluir
  12. Olá, Lufe
    É fonte de bem repartir o pouco que sabemos... é o que tento fazer... pois aprendi que isso é o ideal e compartilho com essa "teoria"...
    Abraços fraternos de paz e festivos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Orvalho,

      Muitas das vezes ao repartir, recebemos em troca muito mais do que damos.....

      bjo procê

      Excluir
  13. Lufe

    Preciso de uma coletiva para tomar vergonha e dá uma passadinha aqui no seu buteco.
    E olha que as vezes que venho fico encantada com o que leio e não posso deixar de dizer que fico apaixonada por esse mineiro que escreve.
    Só que hoje você arrasou e me conquistou de vez.

    Sempre bom estar por aqui.

    Beijo no seu coração

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Irene,

      E quando vem é muito bem vinda.
      Sempre gentil e generosa....

      bjo procê

      Excluir
  14. Ai, quanta sinceridade. Já trai e fui traído!
    Poucas pessoas assumem!
    Mas quando li: eu divido, eu ajudo.... sim, isso é pura doação de ser.
    Tenha uma bela semana
    Zizi

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Zizi,

      Seja bem vinda
      A perfeição esta lonje de passar por aqui....rs
      Pelo menos a gente tenta corrigir os erros.

      bjo procê

      Excluir
  15. Lufe, você é o que é, sem tirar nem pôr, alguém que faz diferença onde está. E pelo pouco que sei, um ser humano da melhor espécie ;) Você tem uma qualidade que admiro: sinceridade! Beijus,

    ResponderExcluir
  16. Oi Luma,

    No seu post desta blogagem, voce disse que não importa a quem a gente é importante, importa sim, que eles nos achem importante em suas vidas.
    Você sabe que me senti assim com suas palavras?
    Brigadim moça.

    bjos procê

    ResponderExcluir

Entre no papo, comente!
Sua opinião é sempre bem vinda!

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...