Tela do artista plástico moçambicano Antero Machado.

Tela do artista plástico moçambicano Antero Machado.

segunda-feira, 7 de maio de 2012

Papos de Buteco 62 - Pinga fiada



Como eu já disse varias vezes para vocês, dono de boteco vê de tudo. De tudo mesmo!
Como o meu Buteco não tem portas, ele esta aberto as 24 horas do dia e mais alguma se o dia a tivesse. Os casos são tantos que a gente ficaria dias e dias a contá-los e ainda teria muito caso pra contar nessa e na outra vida.
Tem vários casos inusitados, mas hoje eu separei dois, dos que eu me lembro, do povo que chega pra beber sem pagar.

Num certo dia um mineirim, já conhecido por aqui por filar pinga sem nunca botar a mão no bolso, chega no bar e pergunta:
- Ô seu Lufe, cê pode me vendê uma pinga fiada?
Eu, já com o saco cheio dele vir filar pinga sem nunca mostrar um dinheirinho, resolvi lhe aprontar uma e disse:
- Tá vendo aquele cara bem forte e alto? É o seguinte: de tanto ele malhar, o seu pescoço parece que ficou pequeno, a cabeça até encostou no ombro. O apelido dele, à boca pequena, é pescocinho e quem chama ele pelo apelido cara a cara,  leva uma baita surra.
Se você tiver coragem de chamar ele de pescocinho, eu te vendo fiado por um ano!
O minerim coça a cabeça, olha meio de soslaio e sai de mansinho em direção do galalau.
O mineirim chega até a mesa do grandão, dá um tapinha nas costas do cara e diz bem baixinho:
- Ô meu amigu, cê tá bão?
- Amigo? Mas que amigo, eu nem te conheço! – responde o talagão!
- Uai! A gente já não pescô junto?
- Não, nunca pescamos não!
Aí o minerim diz bem alto pra todos ouvirem:
- PESCÔ SIM !!! Ocê qui num se lembra!!!

Não é que o fedazunha me engasopou? Tou eu aqui fornecendo pinga de graça pro safado já fazem seis meses!

De outra feita, uma garota completamente nua entra no Buteco e pede uma cachaça.
Lindeza de morena, tudo no lugar certinho, parecia que cada curvinha dela foi traçada no compasso. Daquela feitas na forma, que depois foi jogada fora. Igual a essa belezura, não tinha outra. Peça de primeira, tudo nos trinques.
Eu peguei  a bebida e, ao passar-lhe o copo, debrucei-me sobre o balcão para observar seu corpo pelado. Lindo! Peladim, peladim, pêlo só na cabeça, duas trancinhas. Lisinha , lisinha!
Pouco depois a garota vem e me pede outra cachaça.
E a sirvo e volto a debruçar sobre o balcão e a olho com muita atenção. Até exagerada, eu confesso! Conferia detalhe por detalhe....tim tim por tim tim!
Com isso, ela se irrita e questiona:
- Por que você está olhando tanto? Nunca viu uma mulher nua?
Educadamente, eu lhe respondi:
- É claro que já vi, uai! E eu vou falar uma coisa procê. É bão dimais da conta, sô! E eu gosto muito! Mais num é prá isso que eu to olhando não. Eu tô é querendo sabê de onde é que ocê vai tirar o dinheiro pra pagá as pinga!

Ela tava achando que ia me levar na lábia? Ou me fazer perder nas curvas dela? Tava pensando que eu sou besta? Boboca? Sei lá...... Talvez só um cadiquim, né mesmo?

Casos de dominio popular
Imagem do google

11 comentários:

  1. Lufe, as vezes a "marvada" atiça o lado criativo dos seus consumidores rsrsrsrs.

    Tenha uma excelente semana!

    Bjooooooo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bia,

      E as mavadas nossas daqui são marvadas mesmo.
      Bota criatividade nisso....rs

      bjo procê

      Excluir
  2. Oi Lufe,

    Nenhum cadinho, bobo não.
    Mas que esses seus fregueses, são espertos, são..rs

    Beijoss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fatma,

      E ela achou que eu não ia desconfiar que ela ia dar o cano. Onde já se viu? Ela não tinha lugar de carregar o dinheiro..... Será que ela na sua esperteza achou que eu era boboca?.....rs

      bjo procê

      Excluir
  3. "Né mesmo?" rs
    Muito legal essas historinhas, essa foi demais! Será verdade que procuravas onde estava o dim dim(?)
    Difícil acreditar; é ficção das boas! Eta mundão...legal!
    Beijinhos, bom domingo!

    ResponderExcluir
  4. Mery,

    Ah ha ha, pode acreditar!
    Eu não disse que a bobiçe mora aqui?.....rsrsrs

    bjo procê

    ResponderExcluir
  5. ahahaha essa do pescocim é ótima hahaha.
    e no caso da moça não falta candidato à procurar a grana né? rs
    grande abraço meu amigo Lufe

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Alexandre,

      Tava todo mundo no bar olhando e ninguem viu nenhum dim dim.
      E olha que eles olharam........rsrs

      abraços procê

      Excluir
  6. Hahahaha Lufe! Você estava procurando o cofrinho da moça?
    Que mineirim espirituoso!! Deve dar muita cachaça para o Santo!
    Lufe, você gosta de cachaça? Leu o especial no jornal "O Globo" sobre ela? Quanta besteira! Tinham que mandar o jornalista fazer um estágio em Minas!! Beijus,

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Luma,

      Até que o cofrinho eu vi, mas o dim dim que era bom.....rsrs

      Infelizmente não vi essa matéria do Clobo. Mas a cachaça deu um grande passo ao ser reconhecida como marca brasileira agora pelos americanos.É Rum no Caribe, o Bourbon nos States, a Vodka no Leste Europeu, o Whisky na Escocia e a Cachaça no Brasil. Ela agora tem certidão de nascimento reconhecida por lá. E Minas produz a melhor cachaça do Brasil.

      bjo procê

      Excluir
  7. Bom dia Lufe!

    Passando só para desejar uma semana produtiva e cheia de boas energias!

    Bjo

    ResponderExcluir

Entre no papo, comente!
Sua opinião é sempre bem vinda!

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...