Tela do artista plástico moçambicano Antero Machado.

Tela do artista plástico moçambicano Antero Machado.

terça-feira, 24 de agosto de 2010

Drummond erótico 2

Como disse no post anterior, resolvi postar alguns poemas de Carlos Drummond de Andrade, poemas de sua fase erótica, daqueles  pouco conhecidos que acho valer a pena divulgar. 
Esse é o primeiro da série:



O que se passa na cama  

(O que se passa na cama
é segredo de quem ama.)
É segredo de quem ama
não conhecer pela rama
gozo que seja profundo,
elaborado na terra
e tão fora deste mundo
que o corpo, encontrando o corpo
e por ele navegando,
atinge a paz de outro horto,
noutro mundo: paz de morto,
nirvana, sono do pênis.

Ai, cama canção de cuna,
dorme, menina, nanana,
dorme onça suçuarana,
dorme cândida vagina,
dorme a última sirena
ou a penúltima… O pênis
dorme, puma, americana
fera exausta. Dorme, fulva
grinalda de tua vulva.

E silenciem os que amam,
entre lençol e cortina
ainda úmidos de sêmen,
estes segredos de cama.

Carlos Drummond de Andrade 
Foto extraida da internet

28 comentários:

  1. Forjado na terra itabirense, esse poeta é um orgasmo de boa leitura!

    Abraços e continuo aqui.
    No Buteco do Lufe e no Telecoteco só boas atrações.

    ResponderExcluir
  2. Lufe, que eu vou dizer lendo isso???

    Suspirei.....

    Isso é um orgasmo poético. Literário, sei lá.
    Mas não deixa de ser um orgasmo.

    Beijooooooooooooo!!!!

    ResponderExcluir
  3. Drummond... Ahhhh Drummond!!!!!
    Completo.
    Afinal, o gozo, quando não banalizado, transcende as almas e os universos, não é???!!!!
    Um beijo Lufe.

    ResponderExcluir
  4. Esse boteco está virando uma magnífica confraria!!!!!
    E com Drummond????!!!!!
    Confraria requintadíssima....
    Beijos em todos e todas.

    ResponderExcluir
  5. Guará,
    Nosso ferro quando bem forjado dá um aço de primeira.
    Gostei da dica sobre a Bee Scott, vozeirão!
    abço

    ResponderExcluir
  6. Sil,
    Escutei daqui o seu suspiro...
    Suspirei tambem.
    bjo

    ResponderExcluir
  7. Lu, minha querida
    Tudo que vem do fundo da alma é bem vindo.
    Onde existe sentimento...
    Que bom você ter aparecido de novo...
    Sinto sua falta...
    bjo

    ResponderExcluir
  8. estava passeando por ai e achei seu blog... adorei e vou seguir para não me perder...
    beijos

    ResponderExcluir
  9. Ah! eu gosto desse poema
    me faz querer...

    ResponderExcluir
  10. Thais,
    Que bom que você veio quando Drummond estava aqui.
    Ele inspira o "bem" querer...
    Volte sempre...
    bjo

    ResponderExcluir
  11. Bahhh Guri........

    Eu desconhecia este poema!
    Lindo!
    Deu prá ficar sonhando em plena tarde!

    Beijossssss

    ResponderExcluir
  12. Eita boteco bão demaaaiiiisss... Quero fica por aqui e não perder nem um cadin dos trem que ocê escrivinha por aqui... Além do mais, tem prosa pra todo gosto... Inté Drummomd vem cá dá uma paia pá nóis... Suei mais que pano de cuscus lendo esse poema erótico... afff... que trem bão!
    rsrsrsr...
    Beijokas e parabéns pelo blog. Passe no meu pra tomar um chocolate quente comigo já que faz frio.
    Seguindo...

    ResponderExcluir
  13. Não sabia dessa fase erótica de Drummond...
    já estou gostando...

    beijos
    Leca

    ResponderExcluir
  14. Sandra,
    Para que você fosse apresentada e gostasse, já valeu a postagem.
    E o blog, quando sai? Falta você...
    bjo

    ResponderExcluir
  15. Lua,
    òia moça, aqui nóis tem de tudo.
    O buteco tem venda no fundo que fornece materiar pra todus os gosto.É só falá que nóis encomenda.
    Pro frio que ta fazeno na terra de ocêis até que o suadoro foi mais melhor de bão!

    Fui te visitar e o chocolate estava de primeira.
    Voltarei por lá.
    bjo

    ResponderExcluir
  16. Leca,
    Já pensou ler estes poemas ao som de um blues?
    Vou fazer igual a você...vou servindo em doses homeopáticas para que possa sorver melhor.
    Aguarde...
    bjo

    ResponderExcluir
  17. Olá,Lufe!Confesso que desconhecia esse lado mais ousado do Drummond, aliás acho que todo escritor uma vez na vida já escreveu coisas mais calientes e picantes,mas que por medo da censura deixou-os guardando em um canto escondido.
    Beijosss

    ResponderExcluir
  18. Alá, Lufe produzindo cultura!!!

    Buteco chique esse!!!

    ResponderExcluir
  19. Flor,
    Acho que todo escritor já escreveu alguma coisa mais ousada, mais picante.Existem muitas formas de se escrever sobre amor/sexo/sentimentos. Uns publicam, outros não, ficam apenas em ensaios.
    É proprio da natureza humana. Uns o fazem com extrema sensibilidade, elegancia, ritimo, lirismo, outros o fazem de maneira crua,rude escrachada, outros ainda como Drummond, o fazem de forma mais crua, porem com sensibilidade e lirismo. É o meio termo. Todas as formas são belas, se falam de amor.
    bjo

    ResponderExcluir
  20. Olá Rico,
    Como anda sumido.
    O buteco vai crescendo e abrindo sempre novas possibilidades. Tambem, com o nivel dos fregueses, se o dono do buteco não se vira, acaba vendendo churrasquinho na feira....rsrs
    Um abraço, amigo, volta mais...

    ResponderExcluir
  21. Olá,lufe!Pois é eu tenho uma extrema dificuldade de exteriorizar o que penso, na verdade acho que 90% do meu blog foi escrito para uma determinada pessoa, já ensaiei mandar a essa pessoa alguns textos que publiquei no blog,mas no meio do caminho falta a coragem de clicar no enviar.
    Beijosss

    ResponderExcluir
  22. Flor,
    Você precisa diversificar sua fonte de inspiração.
    Palavra escrita direcionada é fogo.
    Insinua que tem um blog...ou não.
    Se a carapuça servir...
    bjo

    ResponderExcluir
  23. Como bem disse a Sil, a esse poema só cabe responder com um suspiro...
    Grande Drummond!!
    E grande Lufe que compartilha uma pérola dessas com a gente. ;)
    Bjao

    ResponderExcluir
  24. Regina,
    Que bom que gostou...
    Depois tem mais...
    Vários...
    bjo

    ResponderExcluir
  25. Ô Lufe, e eu passo aqui pra ler Drummond de novo.

    Haja Suspirossssssssssssss!!!

    (Me muero)

    Beijooooooo meu querido!!!!

    Não fecha o buteco essa noite que vou ficar por aqui hehehehe!

    ResponderExcluir
  26. Sil,
    Aqui o buteco é 24 horas.
    Nem porta tem....
    bjo

    ResponderExcluir
  27. Drummond é demais. Outro que jamais terá um herdeiro à altura.
    Pq não fazem um filme da vida dele?

    Muito bom o poema, é de griffe!
    abraços

    ResponderExcluir
  28. LUFEEE
    Vc quer matar seu povo ?
    Serve a cachacinha com um post desses ?!
    já li esse frase dele :
    "Tenho apenas duas mãos e o sentimento do mundo."
    Não foi escrito com referência a esse tipo "sentimento"...mas pelo visto rs...tb se encaixa rs
    Beijooos

    ResponderExcluir

Entre no papo, comente!
Sua opinião é sempre bem vinda!

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...