Tela do artista plástico moçambicano Antero Machado.

Tela do artista plástico moçambicano Antero Machado.

quarta-feira, 3 de novembro de 2010

Indignação!!

Podemos não conseguir mudar essa monstruosidade com o nosso simples gesto. 
Mas que ele fique como sinal de protesto, como um verdadeiro grito de socorro.
CHEGA DE VIOLÊNCIA! 
CHEGA DE BARBARIE!
PORQUE A NOSSA VOZ NINGUÉM PODE CALAR!

O texto abaixo foi copiado do blog Lost in Japan e Publicado em  hhttp://lolipop-banzai.blogspot.com/
texto reproduzido de http://clubedafadinha.blogspot.com/

Lembram-se da SAKINEH?


Aposto que sim. Vi este rosto em muitos blogues, assinaram-se petições para evitar que esta Iraniana, acusada de adultério, fosse barbaramente condenada á morte por apedrejamento. Aparentemente os carrascos cederam. Falou-se até numa possível libertação. O caso Sakineh deixou de ser lembrado e comentado. Afinal de contas são tantas as causas a que temos que responder, e o Irão fica tão longe...Pensámos que tínhamos ganho uma vitória contra a barbárie. Mas os bárbaros estavam apenas á espera que a opinião pública internacional se cansasse, se calasse.

Depois, calmamente calaram as vozes internas mais preocupantes. O filho e o advogado de Sakineh foram presos a 10 de Outubro. Desde 11 de Agosto que as visitas foram proibidas, e o regime fabricou, na sombra, um novo cenário, anunciando que "de acordo com as evidências existentes, a sua culpa (de Sakineh) foi confirmada". Culpa? Que culpa é essa, que a fez ser punida com 99 chicotadas? Que culpa pode condenar alguém a uma morte cruel, desumana, atroz? Que culpa lhe atribuem para não a apedrejando, ainda assim a enforcar?

Foi contra isso que nos manifestámos, esquecendo que devíamos ter ido até ao fim pressionando, exijindo que a libertassem.



Hoje, fui alertada. Procurei na net. Está aqui, e aqui, em vários sites. Foi dada ordem para a execução de Sakineh, por enforcamento. A data indicada é amanhã, 3 de Novembro.


Temos 24 horas para usar os nossos blogues, as nossas vozes, para mostrar que não esquecemos Sakineh, que estamos atentos e que denunciamos não só a barbárie mas também a injustiça.

Sei que posso contar convosco!!!!!!!!!!!

19 comentários:

  1. Isso é um absurdo não é?
    Querido, venho aqui hoje para te convidar para participar do amigo secreto do Mix.
    Passa lá:
    http://www.mixculturainformacaoearte.com/2010/11/amigo-oculto-de-livros-segundo-ano.html

    ResponderExcluir
  2. Sabe o que me incomoda? São tantas pessoas acharem que tudo é normal. Que não têm nada com isso.
    "Enquanto o irmão se ferra, eu tomo chá".

    É a omissão.
    Abraços.

    ResponderExcluir
  3. Isso, Lufe!
    Indigna saber que ainda hoje aconteçam casos esdrúxulos como esse, onde se julga e condena a morte em nome da moral, dos bons costumes ou de Deus.
    Vamos gritarrrr alto mesmo!
    Beijos

    ResponderExcluir
  4. a violência se tornando naturalidade..só se torna uma causa quando a mídia faz disso uma..


    o bom é perceber que sempre vai haver alguém perdido nesse mundão que vai estár de olho..vou divulgar sua postagem :]

    ResponderExcluir
  5. Lufe!
    Esta gente é louca, e está atrasada muitos mil anos.

    braço

    ResponderExcluir
  6. Lufe, é uma coisa absurda e ate mesmo dificil acreditar que seja real...mas, infelismente É.
    Vamos gritar juntos mesmooooooooo!!!
    Beijosssssssssss

    ResponderExcluir
  7. Fiquei perplexa... eu não sabia desse "desfecho". Vi essa foto várias vezes, assinei contra e pensei que ela havia sido liberada, por causa da pressão internacional.

    O que fazer, meu Deus!

    Sabe, Lufe, nestas horas, eu penso em Deus. Penso no livre arbítrio, mas penso também na ira de Deus. Depois, o ser humano chora e diz que não entende o que lhe acontece e levanta as mãos para o céu, questionando Deus, questionando o Universo. A vida tem suas próprias leis, e, cedo ou tarde, na hora certa, a vida cobra. E a cobrança é cara.

    Um abraço!

    ResponderExcluir
  8. Lufe,

    Que coisa mais estúpida e infeliz que estão fazendo com essa moça!
    Dá dó de pensar no desespero que essa criatura deva estar passando!
    O quê já não deva ter sido feito para ela que não foi divulgado!
    É uma pena!
    Quem dera pudéssemos ajudá-la de alguma forma!

    Falamos mal do nosso País! Embora todos os nossos problemas aqui é o Paraíso! Imaginem se lá, nós mulheres, poderíamos nos expressar livremente como aqui!

    Beijinhosssss

    ResponderExcluir
  9. Vamos celebrar a estupidez humana...

    Muito bom o teu blog, parabéns !! Voltarei muitas e muitas vezes aqui, e obrigado pelo comentário no meu blog.

    Já sou teu seguidor !!

    Abraço

    ResponderExcluir
  10. LUFE...
    a maior violencia é o silencio.
    vamos gritar sim nossa indignação.
    bjuivos no coração.
    loba.

    ResponderExcluir
  11. Lufe,

    Esse texto é muito bacana e foi legal você ter postado aqui também. Digo que respeito e admiro as mais diversas culturas existentes neste vasto globo, procuro entendê-las e aceitá-las, mesmo diferentes das nossas. Mas abomino esse tipo de coisa, essa legislação confusa, esse preconceito imenso e degradante, essa coisa insidiosa e aviltante, baseada na mentira e nos falsos valores. Uma mulher, supostamente adúltera tem que ser punida, enquanto que um homem não. Quem disse, quem inventou isso? É tudo muito revoltante.
    Se o adultério não "cola", inventa-se um homicídio, então.
    Como assim? Triste. A Humanidade ainda tem que andar muito.

    Beijo

    Carla

    ResponderExcluir
  12. Lamentável, lugares que parecem parados no tempo, há 2000 anos atrás... Ao menos reivindicamos unidos por um posicionamento em prol da vida e dos direitos humanos.

    ResponderExcluir
  13. Pois é, Lufe, a gente assina petições, divulga na internet, os jornais noticiam e o que adianta? Na-da!

    Muito frustrante. Não sei pra que tanta diplomacia, ONU e etc, esses caras não resolvem nada.

    Beijo,

    ResponderExcluir
  14. Beta, Guara,Fadinha, Rafaela, José, Rosane, Lily, Sandra, Leandro, Valeria, Carla,Livia e Biula

    Esse caso especifico da Sakineh é uma barbárie sem a menor contestação. Esse caso caiu na mídia e obteve grande repercussão também pelo fato do Irã estar em crise política com o resto do mundo por causa das armas nucleares. Se não fosse isso não sei se teria essa repercussão
    Esta é apenas uma das barbáries que ocorrem em varias regiões do mundo por causa de religião ou costumes tribais.


    "CARTUM, Sudão (AFP) - A justiça de Cartum decidiu nesta terça adiar para setembro o julgamento de uma jornalista sudanesa que pode ser condenada a 40 chicotadas por usar calças compridas em público.
    Lubna Ahmed al-Hussein, que escreve para o jornal de esquerda Al-Sahafa e trabalha para o departamento de mídia da missão das Nações Unidas no Sudão, foi presa em Cartum no início de julho depois de ter sido flagrada usando calças.
    Hussein contou que estava em um restaurante no dia 3 de julho de 2009, quando a polícia entrou e ordenou que as 13 mulheres que estavam usando calças compridas os seguissem até a delegacia.
    Dez delas foram transferidas para outra delegacia dois dias depois, e foram liberadas após terem recebidos 10 chibatadas cada, segundo a jornalista, que usa o véu islâmico.
    Algumas das mulheres que receberam apenas 10 chibatadas são do sul do Sudão, majoritariamente cristão e animista, onde a Sharia (lei islâmica) do norte não se aplica."

    Transcrevi esta reportagem de um ano atrás, mas essas 40 chibatadas ficam muito longe do apedrejamento e/ou enforcamento, no caso de traição no Irã e da castração feminina com remoção do clitóris em algumas tribos da África e também em algumas regiões asiáticas.
    A gente deve trazer estes assuntos à baila com mais freqüência, divulgando-os para que não fiquem no esquecimento ou na omissão.

    Abraços e beijos a todos

    ResponderExcluir
  15. E aconteceu de fato???!!! =\

    ℓυηα

    ResponderExcluir
  16. Luna,

    Ainda não se tem noticia se foi executada ou não.
    Era para ser hoje.

    bjo

    ResponderExcluir
  17. Lufe, já comentei em outros blogs mas não posso deixar de comentar aqui tb.
    Quando vejo uma coisa dessas não me sinto no século 21. Parece que viajei no tempo, pra idade das pedras, pro inferno, sei lá pra onde, mas aqui, nesse mesmo mundo em que habitamos, não pode ser!!!
    No Irã mulheres apedrejadas, na África mulheres mutiladas...é inominável!!!
    Será que os governantes do mundo todo não poderiam fazer algo para coibir esse tipo de barbárie?
    Esse caso ganhou notoriedade, mas quantos outros há que não sabemos?
    Muito horrível tudo isso.
    Bjs

    ResponderExcluir
  18. Rê,

    Por isso o meu comentário.
    As outras barbaries passam como "naturais" devido à cultura ou religião local.
    Precisamos divulgar mais sobre isso.

    bjo

    ResponderExcluir
  19. Oi Lufe

    Sabia do caso, mas desconhecia o desfecho. Nem sei o que dizer, indignação é pouco diante de uma barbarie dessas.

    Beijos querido

    ResponderExcluir

Entre no papo, comente!
Sua opinião é sempre bem vinda!

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...