Tela do artista plástico moçambicano Antero Machado.

Tela do artista plástico moçambicano Antero Machado.

quarta-feira, 15 de junho de 2011

Indigna Ação!!!!!


A Camara Municipal de Belo Horizonte aprovou em dois turnos o projeto de lei 839/09 que proíbe servir bebidas em garrafas de vidro. O texto será agora enviado ao prefeito Marcio Lacerda para sanção. Como os vereadores não deixaram claro qual o tipo de bebida esta sujeita a esta restrição de embalagem, refrigerantes, sucos e agua também terão que ser servidos em copos plásticos em mesas e balcões de bares e restaurantes. 
O autor deste estapafúrdio projeto, o vereador Paulinho Motorista do PSL, acha que as garrafas de vidro podem ser usadas como arma em caso de uma briga. Pasmem!!!! Para ele a ”banalização da violência e o numero exagerado de bares” estão exigindo uma medida reguladora que garanta a integridade física dos cidadãos. 
Não existem estatísticas confiáveis ou convincentes de ferimentos provocados pelo uso de garrafas quebradas ou não, usadas como arma pelos agressores. Que ideia mais  infeliz. 
A PMMG tem estatisticas confiaveis de todas as ocorrencias policiais na Capital. Eles foram consultados? Foram consultados especialistas em criminologia e comportamento?
Daqui a pouco terão que proibir a utilização de talheres, de pratos de louça  e até do espetinho de churrasco. Que tal proibirem também mesas e cadeiras? Se o motivo for briga.....
É preocupante a provação em dois turnos deste projeto inócuo. Existe uma carência absurda de projetos que realmente beneficiem o cidadão. Esses caras não tem mais o que fazer? 
Ao contrario do que pensam estes vereadores a quantidade de bares de Beagá contribui para uma convivência sadia e alivio de tensões. Alem da enorme geração de empregos.
“Se não tem mar, vamos pro  bar”- é o lema desta Beagá alegre e feliz. 
Os copos de plástico além de anti-higienicos criarão mais lixo não degradável. 
Vamos beber uísque em copos de plástico? E a pinguinha da roça? 
E o nosso copo lagoinha? Foi banido por Lei? 
Será que da próxima vez vão obrigar os bares a colocar chuveiros para serem usados quando os fregueses forem tirar a “agua do joelho?” Façam-me o favor!!! 
Segundo o texto da Lei, a prefeitura devera regulamentar as normas em 120 dias e após, em caso de reincidência no descumprimento delas, o proprietário do bar poderá perder o alvará de funcionamento.
Os vereadores de Beagá estão se "notabilizando" por criarem leis inócuas, inadequadas, inconsequentes e sem nenhuma fundamentação cientifica. Isso quando se dignam a comparecer è Câmara. Ou será que é por não irem que aprovam estas leis?
Fiquei pensando com os meus botões: - Um copo plástico desses deve ser o equivalente a uma sacola plástica de super mercado. Não acabaram de proibi-las por aqui? E transformam o uso dos copinhos em Lei? Vamos abarrotar as ruas de copinhos? Haverá coleta seletiva? Usina de reciclagem?

Fui consultar o Tio Google e achei por lá:
Copos plásticos: problema ambiental!  Por Fábio Pellegrini. Confiram aqui

Não estou tão errado em minhas ponderações. É realmente um contrassenso.
Já tinham feito uma grande besteira ao proibirem as sacolas dos supermercados e o “politicamente correto” alastra esta ideia imbecil por outras cidades do pais. Não temos educação nem infra-estrutura para isso! Leis da Dinamarca nas Terras Brasilis!!!
Na Alemanha, aonde elas não são proibidas por exemplo, calcula-se que sejam gastas cerca de 65 sacolinhas por pessoa por ano. O povo lá é educado, só usa o que realmente precisa. 
O sistema de reciclagem alemão também é considerado bastante eficiente. 
Embalagens plásticas, como sacolas, são jogadas em latas de lixo especiais. Dali elas são transformadas em outros sacos ou produtos plásticos. 
Um povo educado sabe que lixo não é somente uma coisa inútil. Sabe mais; sabe que comunidade limpa não é a que mais se varre, mas a que menos se suja. 
E aí entra em cena outra palavrinha mágica relacionada ao lixo: RECICLAR, pois grande parte dos materiais que vão para o lixo pode (ou deveria) ser reciclada. 
Daí a importância da coleta seletiva do lixo Ah! E a coleta seletiva do lixo? 
Em Belo Horizonte ela ainda está longe do ideal. É praticamente inexistente: Atualmente, o serviço atinge somente 9% dos bairros de Belo Horizonte ou 30 dos 324 bairros com este tipo de recolhimento de lixo. Então, proíbam as sacolinhas!!!! Liberem os copinhos!!!!
Educar custa caro! Usinas de reciclagem também!
A lei fala na substituição por sacolinhas compostáveis (ao custo de 19 centavos ao fregues), que leva amido de milho na composição e deve se biodegradar em 180 dias. Esse processo, gera gases que comprovadamente aumentam o efeito estufa. Então, essa sacolinha pode não trazer todos os benefícios prometidos, caso não tenha a destinação adequada. 
A sacola compostável somente seria adequada se existisse coleta seletiva e usina de compostagem. Sem isso, o que estamos fazendo é jogar comida no lixo. 
Ou seja, faltou informação, faltou educação. 
Para Eduardo Van Roost estudioso dos plásticos há 12 anos, o mais adequado às condições brasileiras é o plástico oxibiodegradável que, ao contrário da sacolinha compostável, pode ser reciclado.
Tá, mas reciclado onde?

A Ana Paula Pedrosa, do “Escritos ao Vento”  fez esta postagem com muita propriedade:

“Há alguns anos, se você pegasse um monte de papel para qualquer coisa, ia escutar de um defensor do meio ambiente uma longa palestra sobre o desmatamento na Amazônia, o efeito estufa e o fim do planeta, tudo culpa das árvores que foram derrubadas para a fabricação daquele bloquinho. Ao que parece, nos últimos anos, o papel adquiriu a capacidade de brotar na natureza e, depois, se extinguir por combustão expontânea.
E, por isso, a prefeitura de Belo Horizonte resolveu estimular as pessoas a usarem sacolas e caixas de papel em suas compras.
Além do benefício à natureza, são extremamente práticas, sobretudo as caixas, para quem tem que fazer compras grandes e carregar duas, três ou quatro unidades. Um estímulo ao desenvolvimento de habilidades como força e equilíbrio do cidadão. Depois de usadas, as caixas e sacolas vão para o lixo vazias, já que não suportam muito peso e, se chover, já era. Podemos colocá-las dentro de sacos de lixo feitos de plástico, plástico mesmo, nada de oxi ou biodegradável. Compramos esses sacos nos supermercados, os mesmos que não distribuem sacolas pelo bem do meio ambiente. Mas, plástico que a gente compra deve ser diferente de plástico que o supermercado distribui. Também sofre combustão espontânea e não deixa vestígios no planeta.
A prefeitura de Belo Horizonte pensou em tudo direitinho.”

Não é que eu acho que a moça tá coberta de razão? 

Não tenho aqui nenhuma pretensão de estar absolutamente certo neste posicionamento.
Ele vem de sentimentos que afloraram e raciocinio lógico. Se você discorda, dê sua opinião e ela será muito bem vinda. Argumente, mostre outro angulo da questão. O que falta nestas ações é justamente o debate.

Fontes: Estado de Minas, Radio Itatiaia, Net e Google





18 comentários:

  1. Amigo!
    Fostes muito compreensivo neste teu título. Merecia um "VERGONHOSA AÇÃO". Que é isso? Onde vamos parar nas mãos destes "debilóides" que se travestem de políticos.
    Daqui há pouco vão proibir as pessoas de sair de casa. É proibido aparecer!!!!!! Pronto.. estão resolvidos os problemas do mundo. Todo mundo se esconde todo mundo e não acontece nada. Nem discussões, nem brigas, nem mortes, nem nada! Morremos solitários e de inanição.
    Tenha santa paciência.
    Abração!

    ResponderExcluir
  2. Olá tudo bem?
    Adorei seu blog, parabéns!
    Realmente temos que banir esse bem que nos tornou um mau, eu tento hj evitar tudo de plástico, sacolas, copos e etc...
    Estou te seguindo e gostaria de te convidar a conhecer meu blog e segui-lo, é da minha personagem cômica,
    são vários vídeos engraçados.
    Fica com Deus e boa semana.
    Divirta-se!!! bjs

    www.meninalimaoem.blogspot.com
    @limaomenina

    ResponderExcluir
  3. Milton,

    Os caras ficam agindo em cima de um pretenso “politicamente correto” (que eu abomino) sem nenhum critério ou estudo apurado e proíbem simplesmente por proibir.
    É mais fácil! Olha o absurdo de se proibirem as sacolas e obrigarem a usar os copinhos plásticos! Os culpados somos nós, povo ignorante que os colocou lá!
    Não acredito que o Prefeito sancione esta Lei! Com o transtorno e a burrice deste projeto, certamente ele não se reelegeria o ano que vem!

    Abraços


    Menina Limão,

    Seja bem vinda.
    Não estou aqui defendendo o uso indiscriminado do plástico.
    Realmente abusamos na sua utilização!
    A utilização do plástico deveria ser coordenada pela educação, investimentos e não pela proibição pura e simples. O estado tem a obrigação de investir na coleta seletiva, nas usinas de reciclagem, nas usinas de decompostagem e na educação do povo. Obrigando o povo a se utilizar de mais papel, também não é correto. Trocar o vidro pelo plástico, não é correto. Proibir garrafas pelo seu potencial perigo de utilização numa briga, também não é a solução, senão teríamos que abolir os automóveis e tantas coisas mais.
    Seria mais admissível que estes indivíduos fizessem uma lei proibindo a ignorância.

    bjo

    ResponderExcluir
  4. Não sei...mas isso ai me parece tentativa de curar gripe com uma colherinha de mel e só.

    O ovo antes da galinha, reciclagem que é bom não vira lei né... enfim, cancela-se o copo de PRASTICO em vez de propor ai uma reciclagem eficiente.

    e assim o povo vai, engolido na média, iludido e achando que tá sendo "eco".

    muito bom o post, concordo com o ponto de vista (por isso que o post é bom hahaha)

    adicionei no post de hj o link do seu meme literário.

    bom dia

    ResponderExcluir
  5. Lufe,
    esse vereador é do século passado? Hoje em dia, em vários escritórios estão incentivando que cada funcionário tenha sua própria caneca, para diminuir os copinhos de plástico!
    Só uma curiosidade: os copinhos de plástico, não podem ser de plástico reciclável,ao contrário das sacolas plásticas que podem ser recicladas indefinidamente, precisam ser sempre de plástico "novo" para evitar contaminação. Como você bem colocou se faz uma lei, mas não se faz um estudo para se fazer a lei, aff
    Só para saber, posso levar meu copo (como faço com minha caneca onde trabalho) para beber uma caipirinha no seu buteco? A lei prevê essa possibilidade? E todas as garrrafas de vidro, as chamadas retornáveis, também estão proibidas? Isso vai longe, rs
    bjs
    Jussara

    ResponderExcluir
  6. Alexandre,

    O interessante é que o vidro já é reciclado a decadas.
    Injetar atraves de Lei milhões de copos plasticos nos lixões vai contribuir para que?
    Essa alegação de resguardar integridade do cidadão é ridicula! Ele agride muito mais com essa ideia estrambelhada......rs

    Agradeço a gentileza do link.

    um abraço

    ResponderExcluir
  7. Jussara,

    Para acabar com os copinhos seria necessario a criação de usinas para o tratamento deste material, né?
    Talvez ele possa ser trasformado em baldes, vassouras e outras coisas. Te confesso que não sei!

    Não, voce não pode trazer sua caneca. A alegação é de coibir a violencia e voce poderia agredir outro fregues com sua caneca.....rsrsrs

    Proibiram todas. Refrigerantes, sucos, aguas e por ai vai!

    Hoje, segundo as ultimas noticias, já estão reformulando e voltando atras.Querem proibir agora somente nos grandes eventos como os de Axé, os carnavais temporoes, exposições e etc.
    Já melhorou, né?
    Os donos de bares e restaurantes de Beaga estavam alvoraçados.

    bjo

    ResponderExcluir
  8. Não tenho o que comentar sobre outro angulo... Concordo plenamente com vc, e com suas pesquisas! Muitas vezes questionei os maus olhos dos supermercados para as sacolas, porque eles não bolam uns esquemas de distribuição de sacolas retornáveis em vez de venda-las nos caixas. Claro, que eles não vão arcar com essa boa ação ao meu ambiente, tira dos bestas! Já tive experiências com caixas de papelão nada agradáveis... Já tentei levar meu lixo para posto de reciclagem, que quase me tirou o emprego, devido a demora para o atendimento que contabilizava os centavos que eram descontados na nossa conta de energia no fim do mês, em "troca" da boa ação! Agora essa dos copinhos nunca tinha ouvido falar, parece piada mesmo! Agora como exigir educação, se em nenhum momento ela se faz presente, nem nos eleitores, nem nos eleitos... É triste, parece um ciclo sem fim... É tanto investimento em coisas fúteis, que o *básico, morre sem verba, ou com a verba roubada....
    Enfim,
    #IstoéUmaVergonha!

    Bjo.o!

    ResponderExcluir
  9. Rapha,
    Se você quer o apoio da população neste tipo de projeto, os validos é claro, você primeiro tem que criar condições para isso e divulgar, motivar, educar, para que eles contribuam.
    Projetos inocuos como estes, somente atraem o descredito para estes empreendimentos.
    Varios comercios de Beagá, por iniciativa propria, ja distribuiam sacolas compostaveis, pois era "ecologicamente correto" e eles atraiam fregueses com isso. Apos a Lei das sacolas, como a lei permitia, eles passaram a cobrar por elas 19 centavos cada, pois "a lei permitia".
    A Lei desonerou o bolso do comerciante aumentando seu lucro e nos obrigou a comprar as sacolas ou utilizar as caixas de papelão. Algum resultado efetivo? Não, vai tudo pro mesmo lixão.
    Pode ter certeza que a cada lei dessas, surgem novas oportunidades para que eles atendam o interesse de alguns grupos e faturem com isso!
    cidadania, altruismo, preocupação com o povo, com o Estado, pode ter a certeza que não é!
    A unica preocupação continua a ser o bolso. O deles é claro!!!

    bjos

    ResponderExcluir
  10. Dessa eu não sabia, Lufe, mas concordo que facas e garfos também sejam um perigo, vendo por esse lado...rs

    Piada, né?

    Me recuso a carregar sacola de pano para o supermercado, não faço e ponto final.

    Um beijo.

    ResponderExcluir
  11. Boa noite Lufe.
    Faz tempo que não acredito mais nas boas intenções dessas leis aprovadas rapidamente.Eles inventam modos de tirar dinheiro do contribuinte ou da própria casa.Perdem tempo imaginando meios de executar suas taras .Lembra quando adotaram as caixinhas de primeiros socorros?Todos tiveream que comprar uma e logo depois,nunca mais escutamos nada sobre seu uso.Uma forma de mostrar trabalho, interesse?ou uma forma de vender mais copos e ganhar propina dos fabricantes?Não sei, mas me parece mais um novo infalivel plano B.
    Abraços pra vc Lufe.

    ResponderExcluir
  12. Luna,

    Por esta perspectiva os caras teriam que proibir tudo. Garfos, facas, espetos, pratos , cadeiras....

    Eu tambem acho um saco sair de casa com uma sacola. Estou custando a me adaptar.Mas uma coisa eu te digo, pagar por ela eu não pago. Acho abuso. Ja deixei compras no balcão só pelo fato do cara tentar me impingir uma sacola!

    bjocas

    ResponderExcluir
  13. Eva,

    Eu tinha me esquecido deste kit....rsrs
    Mas é isso mesmo,fica dificil saber o que ha por tras disso tudo, mas que ha algo, ha.
    Sempre existem interesses escusos por tras destas iniciativas.

    bjo

    ResponderExcluir
  14. Lufe,
    em São Paulo também estão cobrando a sacola de plático, acho um deserviço e um abuso. Aqui no Rio é ao contrário, se você não usa a sacola plástica recebe um desconto no total da conta, é pouquinho mas é um incentivo. Os próprios supermercados oferecem sacolas retornáveis, reforçadas e feita de plástico reciclável a R$ 3,00 - só nessa você economiza uns 10 sacos plásticos e usa um tempão, tenho algumas que ainda estão ótimas e têm um ano. É meio chato carregar sacola, é sim, mas a gente acostuma, eu por exemplo depois das compras de mês, dobro as minhas e deixo no porta malas do carro, quando preciso elas estão lá! Taí uma coisa que eu sou "politicamente correta", rs
    Na verdade acredito em reciclagem e ecologia.
    bjs
    Jussara

    ResponderExcluir
  15. Jussara,

    Eu sempre cito um caso onde eu fiz uma compra para a Pascoa, bacalhau, azeite, azeitonas e outras coisas, dando quase duzentos reais. O cara veio me cobrar as sacolinhas de 19 centavos! Adivinha se eu levei as compras? Devem estar sobre o balcão dele até agora....rs

    Eu também ando com a sacola no porta malas, caixas e uma sacola térmica.
    Tem hora que você vai a um mercadinho comprar miudezas e é um saco levar um sacolão. Uma sacolinha ia bem.
    Eu me preocupo com essas “ecos” também, mas sem neuras. Ecochato me irrita!
    O que eu não me conformo é o Estado não fazer a sua parte. Onde esta a educação e a conscientização?
    Os próprios empacotadores dos supermercados utilizavam uma sacolinha para cada artigo e varias para uma garrafa de refrigerante. Nunca foi estimulado um uso racional como na Alemanha.E nem o supermercado se preocupava com este custo. A publicidade deles na sacola pagava o investimento. Mas a lei fez o favor de autoriza-los a cobrar por elas. Comerciante perde a chance de faturar uns centavos? Nunca! Se são milhares de reais então.
    Existem estudos de que 80% das sacolinhas era reutilizada para embalar o lixo caseiro. Agora compram-se os sacos de lixo, que no final é a mesma coisa e terá o mesmo destino: O lixão.

    Eu sou da área de saúde. O nosso lixo é lixo contaminado e pagamos taxa para recolhimento especial. Embalagens brancas próprias e identificadas. Sabe para onde vai este lixo recolhido por firmas especializadas? Para o lixão, pois aqui não tem usina para destruição deste lixo. Fornos próprios. É muito caro. Mas a lei nos obriga a fazer todo o processo ate o aterro sanitário, pagamos por isso e as empresas intermediarias existem e lucram com este processo. A nossa parte a fazemos devido obrigatoriedade da legislação. O Estado que faz as leis, faz a dele?

    Tem hora que a gente cansa de ser beija flor.

    bjos

    ResponderExcluir
  16. Lufe,
    como sempre as questões são discutidas no varejo e nunca no atacado! Eu, você e muita gente é consciente, mas quem devia legislar está preocupado com o copo de buteco e não com a usina de reciclagem ou de lixo, rs
    Meu genro brinca que acha um absurdo economizar saquinhos na compra e pagar pelo saquinho do lixo do banheiro - tudo plástico e tudo vai para o mesmo lugar - e não deixa de ter razão. É mais uma lei de varejo para jogar para a platéia!
    bjs
    Jussara
    PS: Eu gosto de ser beija-flor.

    ResponderExcluir
  17. em 1999, eu e o meu colega marcelo dizíamos aos colegas do escritório para manterem seu copo plástico e usá-lo ao longo do dia, em vez de descartar um copo a cada vez que bebiam água. Fomos chamados de puxa-sacos do chefe!!! Para quê economizar o dinheiro do patrão? é Voce que paga o copo, nos perguntavam... É muito difícil enfiar na cabeça das pessoas que o copo é descartável, mas que vc não precisa descartar UM copo a cada gole d'água... eu não sou contra os descartáveis, sou contra o seu mau uso, o desperdício...

    beijoooo

    ResponderExcluir
  18. Oioi.
    Absurdo, estou chocada. Mandei o link pros meus amigos de BH e estou torcendo pra mobilização da população.
    Tu segue teu vereador no twitter? Eu sigo meu deputado e tô colada nele, pergunto e reclamo direto. E ele sempre me responde (confesso que acho até engraçado, ele deve ter se arrependido de me ter como eleitora).
    Tem que ficar na cola dessa gente. A propósito, será que não tem uma parceria com as empresas de copos, hein?
    Adorei a justificativa: as pessoas brigam e usam o vidro. Não vamos acabar com as brigas, vamos trocar o vidro por plástico.
    Essa justificativa, por si só, mostra que ela é torta, não é mesmo? Isso sem entrar nas questões ambientais, porque a lei não tem uma justificativa ambiental.
    Lamentável. Espero que BH se mostre melhor do que isso.
    Parabens pela manifestação

    ResponderExcluir

Entre no papo, comente!
Sua opinião é sempre bem vinda!

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...