Tela do artista plástico moçambicano Antero Machado.

Tela do artista plástico moçambicano Antero Machado.

quinta-feira, 26 de agosto de 2010

Drummond erótico 3

Dando prosseguimento às postagens de alguns dos poemas eróticos de Carlos Drummond de Andrade:



A língua lambe 

A língua lambe as pétalas vermelhas

da rosa pluriaberta; a língua lavra

certo oculto botão, e vai tecendo

lépidas variações de leves ritmos.

E lambe, lambilonga, lambilenta,

a licorina gruta cabeluda,

e, quanto mais lambente, mais ativa,

atinge o céu do céu, entre gemidos,

entre gritos, balidos e rugidos

de leões na floresta, enfurecidos.

Carlos Drummond de Andrade 

Imagem extraida da internet 
.

17 comentários:

  1. Lufe,

    Desse poema, eu gosto. É magnífico!

    "E lambe, lambilonga, lambilenta..."

    Só essa frase já vale o poema todo.

    Boa escolha!

    Um abraço!

    ResponderExcluir
  2. Uau!!!!!
    Que delícia de poema!!!
    Que bom você nos proporcionar estas maravilhas de Drummond...
    Eu conhecia algo, muito pouco, desse lado do Poeta.
    Um beijo pra você

    ResponderExcluir
  3. Lufe, bom diaaaaa querido!!

    E a minha lingua ficou sedenta lendo isso!!!

    Só o que posso (E consigo dizer).

    Um beijo, e um abraço!!!!

    ResponderExcluir
  4. Nossa, Drummond!

    Desce mais uma "Gota de Minas"! Vou continuar por aqui, lendo esses "trem bão".

    Abraços.

    ResponderExcluir
  5. É Drummond.
    Especial e único, o grande poeta.

    abraços, amigo

    ResponderExcluir
  6. Suzana/Lily
    Não se qual está aqui....
    Pelo tema deve ser a Suzana....rs
    Conheço suas duas casas, por alto, confesso.
    O fiz sorrateiramente. Agora tendo convite, explorarei os recantos.
    Adorei tudo que vi.Inclusive a qualidade das fotos SCG.
    Descobri até que pra superar os medos, os fantasmas, tem que se ter "Costa" forte, que coincidentemente tambem tenho.

    Esta aglutinação de palavras, lambilonga, lambilenta, é genial.
    Gosto muito desse poema tambem.
    bjo

    ResponderExcluir
  7. Lu, linda Lu...
    Oportunidades não faltarão, viu?
    Tenho certeza que convite tambem não faltara.
    bjão

    ResponderExcluir
  8. Sil,
    Palavras se dizem com os olhos, com um toque, com um beijo....com apenas um suspiro.
    Pra que falar?
    Tem hora que não carece...
    bjo

    ResponderExcluir
  9. Guará,
    Tenho debaixo do balcão, uma reserva especial, de cabeceira, das amarelinhas, arrolhada como veio, com sabugo de milho. Vou servi-la pra você.
    Fique o tempo que quiser, se delicie, com a pinguinha e o poema...
    Abços

    ResponderExcluir
  10. Alexandre,
    Realmente ele tem coisas de arrepiar...
    abço

    ResponderExcluir
  11. Que maravilha guri!
    Lindo, simplesmente lindo!
    Beijinhosssss

    ResponderExcluir
  12. Sandra,
    Quando um poeta fala de amor, qualquer que seja a faceta, quase sempre é lindo.
    Esse, de Drummond, realmente é!...
    bjos

    ResponderExcluir
  13. Oi LUFE
    Qta revolução por aqui meu Deus...eitaaaa !!
    Eu gostei do certo oculto botão hahhaha !
    Mas sabe, o bom do poema é que cada um interpreta onde sua imaginação alcança !!!
    E haja imaginação hahaha
    Beijos

    ResponderExcluir
  14. Oi Ana,
    Eu acho que ninguem passa impune por Drummond.
    Em qualquer uma das fases dele.
    Essa fase desperta sentimentos intimos de alcova.
    bjo

    ResponderExcluir
  15. Oi Lufe!!
    E Drummond com aquela carinha de sério, né?
    Desculpe a brincadeira, mas não pude evitar.
    O grande mestre haveria de perdoar...
    Absurdo de lindo esse poema.
    Aliás, tem coisa que combine melhor com poesia do que o amor?
    Beijão

    ResponderExcluir
  16. Regina,
    A gente só conhece o Drumomnd com cara de velho e a gente tem tendencia a achar que velho não pensa nisso.
    Ele aos 49 arrumou uma namorada 25 anos mais nova, era uma amor secreto, mas nem tanto, e ela disse que foi uma paixão fulminante. Manteve esse romance paralelo ao casamento e que durou 35 anos até sua morte aos 85.
    Ele gostava....
    bjo

    ResponderExcluir
  17. Tenho que confessar que gostei muito desse... é sensacional. A Lily tem razão: " E lambe, lambilonga, lambilenta..." dizer o quê?
    Ele gostava muitcho!!!
    Beijos.

    ResponderExcluir

Entre no papo, comente!
Sua opinião é sempre bem vinda!

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...